Costa prepara “mini-remodelação”, mas ministros estão seguros

António Cotrim / Lusa

Depois das demissões dos secretários de Estado da Internacionalização, dos Assuntos Fiscais e da Indústria, há mais saídas a caminho no Governo, mas os ministros que têm estado na “corda bamba”, por causa de Pedrógão Grande e de Tancos, estão seguros.

Estes dados foram avançados ao Diário de Notícias por uma fonte do gabinete do primeiro-ministro depois de anunciadas as saídas dos secretários de Estado Jorge Costa Oliveira (Internacionalização), Fernando Rocha Andrade (Assuntos Fiscais) e João Vasconcelos (Indústria).

Os três governantes pediram a demissão na sequência do “GalpGate”, tendo solicitado para serem constituídos arguidos no âmbito do processo criminal que investiga as viagens a França, realizadas durante o Euro 2016, e pagas pela Galp.

Nos próximos dias, vão sair do Governo outros “secretários de Estado que já tinham pedido para sair, por razões pessoais ou profissionais”, avança o DN, com base numa fonte do gabinete de António Costa.

O jornal assegura ainda que os ministros “estão todos de pedra e cal”, incluindo os detentores das pastas da Administração Interna e da Defesa, Constança Urbano de Sousa e Azeredo Lopes, envolvidos nas polémicas do incêndio em Pedrógão Grande e do assalto à base militar de Tancos.

Marques Mendes anuncia “mini-remodelação”

Também Marques Mendes, no seu espaço de comentário na SIC, avança com a ideia de “mini-remodelação” no Governo, considerando que “é provável que saiam mais alguns secretários de Estado”.

“Esta mini-remodelação deverá acontecer daqui a duas semanas, provavelmente depois do debate do Estado da Nação”, refere ainda o ex-líder do PSD, realçando que estarão em causa saídas “anteriormente previstas, por questões pessoais”.

Quanto a remodelação de ministros, só depois das autárquicas, vaticina o comentador da SIC.

Sobre as saídas dos três Secretários de Estado envolvidos no “GalpGate”, Marques Mendes diz que “fizeram bem” em demitir-se, mas avisa que estas “baixas” representam “um rombo em postos-chave do Governo”.

Quanto a Rocha Andrade, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos, Paulo Ralha, já veio dizer que esta saída poderá atrasar o processo de negociação do próximo Orçamento do Estado.

“Tudo vai depender do entendimento do próximo secretário de Estado, que pode ser diferente e poderá obrigar ao recomeço e regresso à mesa das negociações”, disse à agência Lusa Paulo Ralha.

Costa diz que não podia recusar demissões

As demissões de Jorge Costa Oliveira, Fernando Rocha Andrade e João Vasconcelos surgiram no seguimento de notícias de que haveria várias pessoas constituídas arguidas no âmbito da investigação criminal ao “GalpGate”, entre as quais está um assessor económico do primeiro-ministro, Vítor Escária.

Em causa está o possível crime de recebimento indevido de vantagem.

António Costa já comentou as saídas dos Secretários de Estado, notando, em declarações ao Público, que “não podia negar-lhes esse direito”.

“Na semana passada, foram constituídos arguidos dois chefes de gabinete, os secretários de Estado acharam que deviam, eles próprios, tomar a iniciativa de requererem a sua constituição como arguidos e poderem exercer o seu direito de defesa“, explica ainda o primeiro-ministro.

Costa acrescenta que aceitou a demissão “apesar de não ter sido deduzida pelo Ministério Público qualquer acusação” contra eles, “nem consequentemente uma eventual acusação ter sido validada por pronúncia judicial”, conforme nota enviada pelo primeiro-ministro à Lusa.

O PSD já veio questionar o “momento político” para estas demissões que acontecem um ano depois de a polémica ter estalado.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Pela falta de respeito que demonstrou ao virar costas ao país em situação tão dramática quanto a mim deveria começar por ele próprio se tivesse algum carácter.

  2. Das duas uma: ou inclui o BE e o PCP para finalmente consumar a coligação ou então sai de cena e deixa governar quem ganhou as eleições.

RESPONDER

20 anos depois, aldeias no Peru ainda sofrem com derrame de mercúrio

Em junho de 2000, um camião derramou mercúrio, da mina de ouro Yanacocha, a maior da América Latina, em três aldeias do Peru. 20 anos depois, os moradores ainda sofrem as consequências deste acidente. Quando Francisca …

Caso BPP. Ex-banqueiro João Rendeiro acusado de nova burla

O Ministério Público (MP) acusou o ex-presidente e fundador do BPP, João Rendeiro, de mais um crime de burla qualificada no caso BPP, segundo avança o Correio da Manhã. A acusação relaciona-se, de acordo com o …

EUA "confiscam" na Tailândia 200 mil máscaras que iam para a Alemanha

A polícia de Berlim, na Alemanha, encomendou 200 mil máscaras cirúrgicas a uma empresa americana. Porém, foram "confiscadas" em Banguecoque, na Tailândia, e desviadas para os Estados Unidos. O ministro do Interior de Berlim considerou o …

Valência chega a acordo com Diogo Leite. Saída do FC Porto estará quase consumada

O Valência tem 20 milhões de euros para oferecer ao FC Porto em troca do defesa-central Diogo Leite, com quem já terá chegado a acordo. De acordo com o jornal desportivo A Bola, Diogo Leite já …

Jornais espanhóis fazem boicote às "conferências-farsas" do Governo

Os jornais espanhóis, como o Libertad Digital, o El Mundo, o ABC e o Vozpópuli, estão a boicotar as conferências de imprensa do governo de Espanha, acusando-o de filtrar as perguntas dos meios de comunicação. Tudo começou …

Número diário de óbitos desce em Espanha. Mais um campo de refugiados grego em quarentena

Em Espanha, o número diário de óbitos por infeção de covid-19 tem mantido uma tendência de subida. Já na Alemanha, há menos casos, mas mais mortes. Espanha continua a manter a tendência de descida do número …

Trump diz que o pior está para vir (mas admite aliviar restrições para ir à missa na Páscoa)

Este sábado, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, admitiu que o pior ainda está para vir e que ainda “vai haver muitas mortes". Depois, disse que está a pensar aliviar as restrições para permitir …

Covid-19. Mais 754 casos de infeção e 29 mortes em Portugal

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Deral da Saúde (DGS) este domingo, há 11.278 infetados por covid-19 em Portugal e 295 óbitos. O número de infetados por covid-19 subiu, este domingo, para um total …

Inspetores do SEF suspeitos de assassinar ucraniano foram identificados em carta anónima

Os três inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) suspeitos de assassinar um ucraniano no aeroporto de Lisboa foram identificados numa carta anónima enviada à Polícia Judiciária (PJ). De acordo com o semanário Expresso, a …

Avião fretado pelo Estado aterra em Lisboa com 20 toneladas de equipamento médico

Um avião fretado pelo Estado português chegou este sábado a Lisboa com equipamento médico proveniente de Pequim, incluindo 144 ventiladores e máscaras de proteção respiratória, destinados ao Sistema Nacional de Saúde (SNS), informou a embaixada …