Costa vai escolher um terço dos deputados. PS procura “maioria absolutamente inequívoca”

partidosocialista / Flickr

Ana Catarina Mendes

A Comissão Nacional do PS aprovou na quinta-feira, por larga maioria, o conjunto de critérios proposto pela secretária-geral adjunta, Ana Catarina Mendes, para a escolha de candidatos a deputados nas eleições legislativas. Um dos critérios indica que António Costa vai escolher um terço dos futuros candidatos do partido.

Como noticiou o Sapo 24, numa reunião que durou cerca de três horas e que decorreu no Parque das Nações, em Lisboa, a proposta de critérios para a escolha de candidatos a deputados – processo que encerrará no dia 23 de julho com a aprovação definitiva das listas – teve apenas 14 votos contra.

Uma das resoluções tomadas foi o chumbo da proposta apresentada pela corrente minoritária liderada pelo dirigente socialista Daniel Adrião no sentido de o PS recorrer a eleições primárias (abertas a todos os cidadãos) para designar os seus candidatos a deputados às próximas eleições legislativas. Esta proposta teve só 23 votos favoráveis.

Mas, de acordo com o Público, se na definição dos requisitos para a escolha dos futuros parlamentares não houve grandes problemas na comissão política nacional, já quanto à mensagem sobre alianças para futuro os socialistas ainda não consensualizaram o que dizer, embora estejam a testar adjetivos em torno da ideia de uma maioria absoluta. Ou “absolutamente inequívoca”.

“O que estou a pedir é que os portugueses confiem no PS para continuarmos este caminho de recuperação e que haja uma maioria absolutamente inequívoca para o PS, que significa dar força ao PS para continuarmos a melhorar a vida dos portugueses”, disse aos jornalistas a secretária-geral adjunta, Ana Catarina Mendes, citado pelo jornal diário.

A dirigente socialista, que será diretora de campanha de António Costa nas legislativas de outubro – cargo que resulta de uma escolha direta do líder do partido -, detalhou os oito critérios que foram aprovados para a escolha dos candidatos e elaboração das listas.

Mário Cruz / Lusa

Eduardo Cabrita, Ana Catarina Mendes, Manuel Pizarro, António Costa e Fernando Medina durante a Convenção Autárquica Nacional do PS

Destes resulta que as listas têm de ser “tendencialmente paritárias” e que “obrigatoriamente” têm de cumprir a lei da paridade “para que haja mais participação de mulheres na vida política”. Na prática, significa que tem de haver no mínimo 40% de representação de um dos sexos.

Ficou ainda estabelecido que António Costa terá direito a escolher todos os cabeças de lista. Terá ainda direito a escolher 30% do número total de eleitos em 2015 para integrarem as listas e as federações distritais do partido indicarão a maioria dos nomes que as compõem.

Outro dos critérios acautela o trabalho de deputados que agora cessam a legislatura e a sua fidelidade ao grupo parlamentar liderado por Carlos César. “As federações deverão ter em consideração a capacidade de representação e de compromisso com a atividade do grupo parlamentar, nomeadamente a dedicação no exercício do mandato, a sua capacidade de representação e o empenhamento demonstrado”, segundo o documento.

Sobre a mensagem política, pouco foi adiantado. Para já, os socialistas vão prosseguir com as convenções regionais para debater os principais temas do programa eleitoral: desigualdades, alterações climáticas, demografia e sociedade digital.

As políticas de alianças ainda não entram na discussão. Depois de, esta semana, Carlos César ter colocado de parte os parceiros de esquerda, PCP e BE, criticando-os de forma violenta, na quinta-feira à noite, na SIC Notícias, o ministro das Infra-estruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, defendeu que o trabalho com os estes “veio para ficar”.

Mário Cruz / Lusa

Ana Catarina Mendes, António Costa e Manuel Pizarro

Questionada sobre o assunto, Ana Catarina Mendes defendeu a ligação aos partidos à esquerda do PS: “É para todos claro que, sendo o PS o maior partido nesta solução de Governo, sem ele não seria possível este conjunto de resultados. Mas é também de dizer que os parceiros que ao longo dos quatro anos apoiaram a soluções de Governo e que apoiaram os orçamentos do Estado contribuíram também para esta credibilidade”.

Segundo informou o Observador, já perto do final da reunião socialista, Ana Catarina Mendes disse ainda aos jornalistas que o PS avança para as escolha dos seus candidatos com “critérios muito objetivos” de “se abrir à sociedade civil, a pessoas representativas de vários espetros”.

No que a votos diz respeito, a secretária-geral adjunta explicou que o objetivo é ter “o voto de confiança”, argumentando com a “responsabilidade de quem prometeu e cumpriu”. “Partimos para legislativas do muito bom que já fizemos e do muito que queremos fazer para melhorar o combate à corrupção, maior transparência na vida política e na melhoria absolutamente essencial dos serviços públicos”.

Ainda durante a reunião de quinta-feira, relatou o Observador, depois de Daniel Adrião ter atacado fortemente a direção, António Costa respondeu-lhe para recusar lições de transparência, sublinhando o combate a corrupção que disse ser legado do PS.

O líder socialista terá dado exemplos, com a questão da separação de poderes entre o Ministério Público e o poder executivo, a criação do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) e de outras estruturas de investigação judicial e instrumentos legais, criados no seu mandato como ministro da Justiça no combate à corrupção.

Como diretora de campanha de António Costa nas legislativas de outubro, segundo fonte oficial do PS, citada pelo Sapo 24, Ana Catarina Mendes será coadjuvada por dois diretores operacionais: Duarte Cordeiro, líder da Federação da Área Urbana de Lisboa (FAUL) e atual secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, e Hugo Pires, secretário nacional para a Organização e deputado eleito pelo círculo de Braga.

Taísa Pagno TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Internamentos voltam a descer. Portugal regista 949 novos casos e 28 mortes

Portugal registou esta sexta-feira 949 novos casos de infeção por covid-19 e mais 28 mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde, nas …

Papa inicia hoje visita ao Iraque como "peregrino da paz"

O Papa Francisco inicia hoje uma visita de quatro dias ao Iraque, a primeira de um papa a um país muçulmano de maioria xiita, numa missão em que se apresenta como "peregrino da paz". "Venho como …

Novo Banco. Carlos Costa pede para ser ouvido por videoconferência devido à sua idade e saúde

O ex-governador do Banco de Portugal (BdP), Carlos Costa, pediu à comissão de inquérito sobre o Novo Banco para ser ouvido remotamente, por videoconferência, devido à sua idade e fragilidades de saúde, segundo informação enviada …

O futuro dos 28 arguidos da Operação Marquês já está traçado

O futuro dos 28 arguidos da Operação Marquês, incluindo o do antigo primeiro-ministro José Sócrates e o do banqueiro Ricardo Salgado, está decidido. Uma fonte judicial adiantou ao Expresso que só o juiz Ivo Rosa conhece …

Portugal "não está livre de uma quarta vaga" de contágios quando desconfinar

Na quarta-feira, Graça Freitas admitiu que Portugal pode voltar a enfrentar uma nova vaga da pandemia de covid-19 nos próximos meses. O epidemiologista Manuel Carmo Gomes repete o alerta da diretora-geral da Saúde. Portugal pode enfrentar …

PCP propõe estender moratórias por seis meses. BE quer ouvir Centeno

O PCP quer estender as moratórias bancárias, que vão terminar dentro de algumas semanas, por seis meses. O Bloco de Esquerda entregou um requerimento, com carácter de urgência, para ouvir o Governador do Banco de …

Plano de desconfinamento tem várias velocidades, mas não tem datas

O primeiro esboço do plano de desconfinamento já chegou a São Bento e será apresentado na reunião do Infarmed, marcada para a próxima segunda-feira. A equipa de peritos - liderada por Óscar Felgueiras, da ARS/Norte, e …

A Islândia foi atingida por 17 mil terramotos na semana passada (e uma erupção pode estar iminente)

Mesmo para uma ilha vulcânica acostumada a tremores ocasionais, esta foi uma semana incomum para a Islândia. De acordo com o Escritório Meteorológico da Islândia, cerca de 17 mil terramotos atingiram a região sudoeste de …

Átomo extinto revela segredos da infância do Sistema Solar

Usando o átomo extinto nióbio-92, uma equipa de investigadores da ETH Zurich, na Suíça, conseguiu explicar eventos do início do sistema solar com a maior precisão de sempre. Se um átomo de um elemento químico tiver um …

Marcelo cria nova equipa em Belém para controlar "bazuca" europeia

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, criou uma equipa para manter uma vigilância apertada sobre a gestão do dinheiro que chega da "bazuca" europeia. Marcelo Rebelo de Sousa criou uma nova equipa para a …