Costa e Marcelo juntaram-se à festa do São João no Porto

José Coelho / Lusa

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o primeiro-ministro, António Costa, e o presidente da câmara do Porto, Rui Moreira, durante as festas de S.João no Porto.

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o primeiro-ministro, António Costa, e o presidente da câmara do Porto, Rui Moreira, durante as festas de S.João no Porto.

O Presidente da República e o primeiro-ministro passaram a noite de São João no Porto e, depois de 15 minutos de fogo-de-artifício, aventuraram-se entre milhares de pessoas, sem qualquer medo da multidão de martelos que encheu a cidade.

O primeiro-ministro festejou o São João no Porto num dia repleto de peripécias, desde um desencontro com o presidente da câmara na ponte D. Luis, até ter de subir os 300 degraus das escadas das Fontaínhas, devido à avaria num funicular.

Entre milhares de pessoas que enchiam as ruas na quinta-feira, António Costa não conseguiu passar despercebido – mas nem era esse o objetivo, pois a cada dois passos parava, sorridente, bem-disposto e divertido, para beijinhos, abraços, fotografias e marteladas.

Antes de ir para a confusão e diversão, o primeiro-ministro reuniu-se com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, para a reunião semanal, na Casa de Serralves e, daí, seguiu para Vila Nova de Gaia.

O presidente admitiu mesmo ter ficado tentado em escolher Serralves como uma segunda casa, adiantando não haver razão nenhuma “para não repetir” ali os seus encontros semanais.

“Fiquei com essa tentação, porque realmente tem condições únicas, é uma grande instituição, com um prestígio não só nacional como internacional e porque esta primeira experiência correu muito bem”, disse Marcelo.

Um dia cheio de peripécias

António Costa, acompanhado da mulher, foi recebido pelo presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, e levou na bagagem um quadro e umas garrafas de vinhos de presente.

Daí, Costa foi para a ponte D. Luiz onde foi recebido pelo vereador da Habitação e Ação Social da Câmara do Porto, Manuel Pizarro, porque o presidente da câmara, Rui Moreira, teve de ir embora, depois de estar algum tempo à sua espera.

Costa brindou com Vinho do Porto ao São João, a Gaia e ao Porto a meio da ponte e, achando que iria de funicular da ribeira do Porto até ao Seminário Maior, onde jantou, teve de alterar os planos e subir os mais de 300 degraus das escadas das Fontaínhas.

Costa, Costa, Costa” gritavam as pessoas à passagem do primeiro-ministro. Houve até quem parasse no trânsito para tirar uma fotografia, embora sem sair do carro.

Apesar da música popular portuguesa que se ia ouvindo pelas ruas, o primeiro-ministro não arriscou dançar, mas nunca recusou uma selfie.

À meia-noite, Costa assistiu ao lado de Marcelo Rebelo de Sousa ao espetáculo pirotécnico sobre o rio Douro, com mais de 15 minutos, e registou o momento no telemóvel.

Depois do fogo, Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa aventuraram-se e foram até à Avenida dos Aliados a pé,  com a companhia da líder do CDS-PP, Assunção Cristas.

Já na avenida dos Aliados, Marcelo subiu para um autocarro panorâmico, de onde assistiu ao início do concerto da banda Xutos e Pontapés.

E entretanto, nunca deixou de lançar beijinhos às dezenas de milhares de portuenses que encheram a avenida, que em resposta gritavam “Marcelo, Marcelo, Marcelo”.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Físicos já conseguem espreitar o gato de Schrödinger sem o matar

Pode haver uma forma de espreitar o gato de Schrödinger - a famosa experiência mental baseada em felinos que descreve o comportamento misterioso das partículas subatómicas - sem matar permanentemente o animal hipotético. O gato de …

Acesso à Internet deve ser considerado direito humano básico

Uma nova investigação, levada a cabo pela Universidade de Birmingham, no Reino Unido, concluiu que acesso à Internet deve ser um direito humano básico, pois significa a capacidade participar na vida pública. Merten Reglitz, professor de …

Fórmula 1 quer atingir emissões zero de CO2 até 2030

A Fórmula 1 pretende reduzir a zero as emissões de CO2 até 2030, com base num plano que pretende “pôr em marcha de imediato”, anunciou esta terça-feira a Federação Internacional do Automóvel (FIA). O plano divulgado …

A Tesla vai lançar a sua misteriosa pickup “cyberpunk” elétrica ainda este mês

A nova Tesla Cybetruck já tem data de lançamento após um longo tempo de espera. O fundador da empresa, Elon Musk, anunciou que a carrinha "pickup" será revelada no dia 21 de novembro. O anúncio foi …

Asteróide "potencialmente perigoso" aproxima-se da Terra esta quarta-feira

Um asteróide com 147 metros de diâmetro, caracterizado pela NASA como "potencialmente perigoso" vai aproximar-se da Terra esta quarta-feira. Em causa está o corpo rochoso UN12 2019, explica a agência espacial norte-americana, dando conta que o …

Encontrado submarino da II Guerra Mundial que esteve perdido durante 75 anos (devido a um erro de tradução)

Uma equipa de exploradores oceânicos privada encontrou na costa do Japão um submarino do exército norte-americano do tempo da II Guerra Mundial, que estava desaparecido há 75 anos por causa de um erro num dígito …

Uma casa esteve a afundar-se no Tamisa para alertar para a subida do nível dos oceanos

No passado domingo, quem passou junto ao rio Tamisa, em Londres, não deverá ter ficado indiferente à típica casa dos subúrbios ingleses que se afundava perto da Tower Bridge. Felizmente, de acordo com a agência Reuters, …

A defesa de Lage é a melhor do Benfica em quase 30 anos

A defesa de Bruno Lage leva apenas quatro golos sofridos em 11 jornadas, o que faz dela a melhor defesa do campeonato e a melhor do Benfica desde a temporada de 1990/1991, escreve o jornal …

OE2020. “Não vamos para negociar”, esclarece Jerónimo de Sousa

O PCP vai reunir esta quarta-feira com o Governo com vista ao Orçamento de Estado para 2020. Jerónimo de Sousa esclareceu esta terça-feira que os comunistas não vão para negociar, sendo "manifestamente exagerado dizer que …

Benjamin "morreu" enquanto cumpria pena de prisão perpétua. Agora está vivo e quer a liberdade

Um norte-americano, de 66 anos, que cumpre pena de prisão perpétua por ter espancado um homem até à morte em 1996, pretendia ser libertado, uma vez que o seu coração parou por breves instantes. Em 1996, …