Costa aponta o maior e verdadeiro défice de Portugal: Conhecimento

João Relvas / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa, mensagem de Natal  2016

O primeiro-ministro, António Costa, mensagem de Natal 2016

Na sua mensagem de Natal enquanto líder do Governo, António Costa optou por inovar, gravando a sua intervenção não como habitualmente a partir da residência oficial do primeiro-ministro, em São Bento, mas tendo como palco o Jardim de Infância do Lumiar, em Lisboa.

“Quero assim sublinhar que – tal como no Natal – as crianças têm de estar todos os dias no centro das nossas preocupações e que a sua educação tem de ser a primeira das nossas prioridades, enquanto famílias e enquanto sociedade”, justificou António Costa.

Na sua mensagem, o primeiro-ministro sustentou que o conhecimento “é a chave do futuro”, razão pela qual o seu executivo fixou como “objetivo fundamental generalizar o ensino pré-escolar a todas as crianças a partir dos três anos de idade” e “lançar o programa Qualifica, dirigido especialmente à educação e formação dos adultos”.

“Para termos uma cidadania exigente e informada, para termos melhores empregos, empresas mais produtivas e uma economia mais competitiva, temos de investir na cultura e na ciência, na educação e na formação ao longo da vida. Queremos construir uma sociedade decente em que todos possam aceder ao conhecimento”, afirmou.

Neste contexto, o primeiro-ministro referiu também medidas do seu Governo para a “erradicação” da pobreza, sobretudo direcionadas contra a pobreza infantil, como alargamento da majoração do abono família às crianças até aos três anos.

António Costa apontou ainda a mudanças operadas na área educativa com a adoção de “um novo modelo de avaliação”, o qual “se preocupa em detetar, o mais cedo possível, as necessidades educativas de cada criança”.

“Não queremos que ninguém fique para trás. A escola pública é a garantia universal de uma educação de qualidade, tal como o Serviço Nacional de Saúde garante a todos o acesso aos melhores cuidados de saúde”, frisou.

Para António Costa, “o maior e verdadeiro défice” quando se compara Portugal com os outros países europeus “é o do conhecimento”.

“Os excelentes resultados recentemente alcançados, em estudos internacionais, revelam o sucesso do esforço, da dedicação e da qualidade dos nossos alunos, educadores e professores e o investimento continuado que as famílias e o país têm feito desde o 25 de Abril, na cultura e na educação, na ciência e na formação, para vencermos este atraso histórico”.

“É este o caminho que temos de prosseguir”, salientou o primeiro-ministro.

Depois, numa nota com um caráter ideológico, António Costa defendeu que a pobreza e a precariedade laboral são “as maiores inimigas de uma melhor economia”.

“Teremos melhor economia com melhores empresas e com melhores empregos”, concluiu o primeiro-ministro.

// Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Sr. 1ª Ministro, tem razão. O maior défice deste país é o total desconhecimento do numero de pobres, desempregados que não conseguem trabalho por causa da idade assim como o numero de pessoas que não têm e nunca tiveram nenhum apoio a nível de qualquer subsidio por parte do estado para o qual descontaram perto de 30 anos.
    Realmente deve ser uma grande vergonha para o país e para os políticos/governantes haver este défice de miséria e pobreza.

  2. O senhor 1º ministro veio agora com o seu discurso fazer de Pai Natal mas pelo menos pelo que disse teve a coragem de reconhecer que várias coisas estão mal e todas elas com uma elevada cota parte do seu partido como todos sabemos pelos anos que já governaram, na educação têm dado para o torto, na pobreza têm-na aumentado, na decência com as leis aprovadas em companhia da restante esquerdalha sobretudo sobre práticas sexuais nem vale a pena falar, ficam as promessas de um Pai Natal mentiroso!.

    • “…ficam as promessas de um Pai Natal mentiroso!”. Que cómico!
      Só mesmo quem andou distraído nos 4 anos do anterior governo pode dizer tal coisa.
      Todos os politicos são mentirosos, sendo certo que uns são mais que outros, mas numa escala de 0 a 20, Passos Coelho levava 20. Já cá ando há uns anos valentes e nunca vi alguém tão mentiroso como ele. O homem teve a capacidade de fazer promessas e, mais rapido do que a própria sombra, quando entrou no governo, fez exatamente o contrário de tudo o que havia prometido. É obra!
      Quanto a este e até ao momento, 90% do que prometeu, cumpriu.

  3. É verdade um meu familiar que tinha uma reforma de 360 euros foi aumentado recebe agora 340 euros é vergonhoso, onde estão as promessas?

  4. Vê-se mesmo que essa é daquelas “verdades puras”. Mas sabe, para serem “puras”, tem de se contar a ” história toda “. Eu conto-lhe a que conheço bem de perto.
    Ao meu pai tiraram-lhe perto de 200€ da pensão ( governo anterior) mas, já com estes foi aumentado mas isso não significa que tenha recuperado integralmente o que lhe tiraram, significa sim que a promessa de “aumentar/atualizar” foi cumprida. Depois de 3 anos a levar com cortes e mais cortes, estes ao menos já lhe restituiram alguma coisa. Sendo certo que ainda não recebe o valor que recebia antes das “tesouradas” do outro governo. Em suma, distorções, meias verdades, etc, há sempre com fartura, quando há dificuldade em assumir que alguém fez melhor e diferente, embora não seja da simpatia.

RESPONDER

Futebol inglês aponta regresso para dia 17 de junho

A Liga inglesa de futebol, suspensa desde 13 de março devido à pandemia da covid-19, vai regressar em 17 de junho, com a realização de dois encontros em atraso, de acordo com BBC e Sky …

Estado investe 2.000 milhões na ferrovia, mas comboios vão circular à mesma velocidade

O investimento da Infraestruturas de Portugal deverá rondar os 2.000 milhões de euros, mas este montante servirá quase exclusivamente para eletrificação de linhas e substituição de sinalização. De acordo com a edição desta quinta-feira do jornal …

SBSR confirma Foals, Local Natives e Boy Pablo para a edição de 2021

Os Foals, os Local Natives e o músico Boy Pablo são os primeiros nomes reagendados para a 26.ª edição do Festival Super Bock Super Rock, remarcada para julho de 2021, foi hoje anunciado. O SBSR deveria …

Artistas com espetáculos cancelados recebem pelo menos 50%

O primeiro-ministro referendou, esta quarta-feira, a lei que regula a possibilidade de festivais e espetáculos no verão e que assegura apoio financeiro a artistas alvo de cancelamento ou reagendamento dos espetáculos por causa da pandemia. Este …

EUA anunciam fim da isenção de sanções no programa nuclear civil iraniano

Os Estados Unidos (EUA) anunciaram na quarta-feira o fim das derrogações que autorizaram até agora projetos relacionados com o programa nuclear civil iraniano, acordo internacional de 2015 do qual Washington se retirou. "Hoje, anuncio o fim …

Violência doméstica, droga, bairros problemáticos. Agentes da PSP obrigados a usar coletes anti-bala

A Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública (PSP) decidiu tornar obrigatório o uso de coletes balísticos em oito tipos de situações. De acordo com o Jornal de Notícias, os agentes da PSP vão passar a …

Benfica e FC Porto estão entre os clubes europeus com maior valor comercial

O Benfica e o FC Porto estão em 24.º e 30.º, respetivamente, na lista dos 32 clubes de futebol europeus com maior valor comercial, que é liderada pelos espanhóis do Real Madrid. O Benfica (24.º) e …

Estados Unidos podem vir a acusar Cilia Flores, mulher de Maduro, por narcotráfico

Os Estados Unidos podem vir a acusar formalmente a mulher do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, por crimes de tráfico de droga e corrupção. A notícia foi avançada esta quarta-feira pela Reuters, que cita quatro fontes diferentes. …

PSD quer lay-off até final do ano e Estado menos "dorminhoco"

O PSD apresentou hoje um conjunto de 26 "ideias e sugestões" na área social, incluindo o prolongamento do 'lay-off' simplificado até ao final do ano, a reafetação de recursos na administração pública e um Estado …

Trump prepara ordem executiva contra redes sociais. Quer reduzir proteções legais das empresas

O Presidente norte-americano, Donald Trump, vai assinar esta quinta-feira uma ordem executiva sobre as redes sociais, anunciou a Casa Branca, dois dias depois de o Twitter ter assinalado mensagens de Donald Trump com alertas de …