Costa agradece apoio ao Luxemburgo e França. Equipa alemã já conheceu os cantos à casa (e o sentimento é de dever cumprido)

António Cotrim / Lusa

Equipa de médicos alemães em Portugal, liderada por Jens-Peter Evers

Este domingo, chegaram a Portugal as equipas de saúde luxemburguesa e francesa para ajudar a combater a pandemia de covid-19. No seio da equipa alemã, que se encontra em território nacional há uma semana, “o sentimento é de dever cumprido”.

No mesmo dia em que as equipas médicas luxemburguesa e francesa chegaram a Portugal, António Costa manifestou o seu agradecimento ao apoio internacional. Apesar de o país ter ainda de “persistir para conseguir reduzir ainda mais a incidência da pandemia”, já é possível admitir que foram feitos “progressos“, escreveu o governante no Twitter.

A melhoria da situação pandémica em Portugal deve-se, sobretudo, à “redução significativa” de novos casos e de doentes nos hospitais.

“Os progressos no combate à pandemia nas últimas semanas têm sido importantes, com a redução significativa do número de novos casos, de internados e de internados em unidades de cuidados intensivos”, escreveu o primeiro-ministro, sublinhando que o país tem de “persistir para conseguir reduzir ainda mais a incidência da pandemia”, ao mesmo tempo que reforça “o esforço de vacinação para criar imunidade”.

“Agradeço o apoio das equipas luxemburguesa e francesa que hoje chegaram a Portugal e que vão apoiar os nossos profissionais de saúde neste combate”, acrescentou, citado pelo Expresso.

A equipa do Luxemburgo é constituída por dois médicos e dois enfermeiros e vai apoiar o serviço de medicina intensiva do Hospital do Espírito Santo de Évora. Já o médico e os três profissionais de enfermagem franceses vão trabalhar no Hospital Garcia de Orta, em Almada.

A equipa alemã, que começou a tratar doentes há uma semana em território nacional, está “muito satisfeita com as condições” que encontrou e “com a forma rápida e eficaz” com que os médicos foram integrados. Os profissionais vão permanecer no Hospital da Luz durante, pelo menos, 21 dias.

O diretor clínico da unidade privada, Rui Maio, disse ao Expresso que, “da nossa parte, o sentimento é de dever cumprido“.

Nos primeiros dias, os alemães “conheceram os nossos profissionais, os circuitos e os procedimentos do hospital e fizeram toda a integração para estarem aptos a trabalhar em pleno rapidamente”. O primeiro doente só deu entrada quatro dias mais tarde.

“Na sexta-feira, receberam no hospital o equipamento que trouxeram da Alemanha – estamos a falar apenas dos ventiladores com que optaram por trabalhar, porque a unidade estava já toda equipada e pronta a ser usada. E nesse mesmo dia ficou tudo preparado para começarem a receber doentes”, explicou o diretor clínico.

As socas, que ficaram na Alemanha, não foram nada fáceis de encontrar em Lisboa, devido aos números tão altos.

Já o problema da língua foi facilmente ultrapassado, uma vez que “toda a equipa alemã fala inglês fluentemente”. Além disso, dois especialistas do Hospital da Luz, que dominam o alemão, estão disponíveis em permanência para responder a qualquer necessidade suplementar da equipa.

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

CCB condenado por violar direitos laborais de técnicos de espetáculos

O Centro Cultural de Belém (CCB) foi condenado em tribunal por violação dos direitos laborais de 12 técnicos de espetáculos. Segundo o jornal Público, os juízes do Tribunal da Relação de Lisboa deram razão a 12 …

Berlinenses apoiam expropriação de grandes proprietários para conter preços da habitação

Resultados do referendo são um sinal da crescente divisão que se vive na sociedade berlinense em relação à especulação imobiliária. Agentes imobiliários interpretam o resultado como um "mau sinal" que pode levar à "paralisação imediata …

Portugal com 230 novos casos de covid-19 e uma morte. País cada vez mais próximo da zona verde da matriz de risco

Portugal registou, esta segunda-feira, 230 novos casos e uma morte na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). País está mais próximo da zona verde da …

Restauração defende manutenção do lay-off simplificado

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) defendeu hoje a continuidade do lay-off simplificado para apoio à manutenção dos postos de trabalho das atividades da restauração, similares e alojamento turístico. “Esta medida assume …

Cumbre Vieja deixou de expelir lava, mas os sismos voltaram

O vulcão Cumbre Vieja, em La Palma, nas Canárias, parou de emitir lava. Apesar de a atividade ter sido a mais baixa da última semana, as autoridades alertam que a situação pode mudar rapidamente. A atividade …

Portugal continental tem 83,89% da população com vacinação completa

Cerca de 8,27 milhões de pessoas em Portugal continental tinham a vacinação completa contra a covid-19 até às 19h00 deste domingo, revelou à agência Lusa fonte oficial da task force que coordena o processo de …

Mulheres ganham 9% das câmaras, menos do que em 2017

Das 308 câmaras do país, 28 foram ganhas por uma mulher, o que corresponde a aproximadamente 9% do total e menos do que as 32 autarcas eleitas em 2017, segundo o portal de dados estatísticos …

Turismo só usou um terço das linhas de crédito criadas para o setor

A utilização das linhas de crédito destinadas especificamente ao turismo ficou aquém do esperado. Até agora, as empresas só utilizaram cerca de 30% destas linhas, que disponibilizam um valor conjunto de 400 milhões de euros. Rita …

Carla Tavares reeleita na Amadora. Suzana Garcia assume responsabilidade da derrota

 A socialista Carla Tavares foi reeleita, este domingo, com maioria absoluta, como presidente da Câmara Municipal da Amadora, no distrito de Lisboa. Os resultados da noite eleitoral deram o triunfo à candidatura liderada pela socialista Carla …

Corrida aos combustíveis. A antecipar um "inverno difícil", Reino Unido vai dar vistos temporários a camionistas

A falta de camionistas tem levado a filas nas bombas de combustíveis e entre 50% e 90% já estão vazias em algumas zonas do país. O governo vai dar vistos temporários a camionistas e está …