Cortes previstos para coesão são o “melhor cenário possível”

Elisa Ferreira considera que os cortes na política de coesão previstos na proposta da Comissão Europeia para o orçamento comunitário 2021-2027 são “moderados” e “o melhor cenário possível”, face ao contexto atual.

A opinião de Elisa Ferreira, designada pela presidente eleita Ursula von der Leyen para a pasta da Coesão e Reformas, consta das respostas dadas às perguntas escritas que lhe foram dirigidas pelas comissões do Parlamento Europeu competentes pela audição da próxima quarta-feira, e publicadas pela assembleia esta sexta-feira.

Uma das questões colocadas referia-se à proposta apresentada em maio passado pelo executivo comunitário para o próximo quadro financeiro plurianual, que, sublinham os eurodeputados, contemplam cortes de 10% para a política de coesão, comparando com o atual orçamento 2014-2020, além de uma redução das taxas de cofinanciamento da União Europeia.

Apontando que “o parlamento, pelo contrário, propõe que seja mantido o atual nível de financiamento e, pelo menos, as presentes as atuais taxas de cofinanciamento”, os eurodeputados perguntaram então à comissária designada “qual a sua apreciação” deste cenário. “Vai estar do lado do Parlamento, das regiões e dos cidadãos, e lutar por um orçamento robusto e opor-se a quaisquer cortes propostos pelo Conselho?”, questionaram.

Na resposta, Elisa Ferreira começa por referir que “a Europa enfrenta muitos desafios, das alterações climáticas e mudanças tecnológicas às desigualdades”, desafios esses “com uma forte dimensão regional e local”, lembrando ainda o processo de saída do Reino Unido da União Europeia e as suas implicações no orçamento comunitário.

“Neste contexto, considero que o quadro financeiro para o pós-2020 proposto pela Comissão em maio de 2018 é adequado, dados os constrangimentos existentes. Os cortes moderados propostos para a política de coesão são o melhor cenário possível, tendo em conta o contexto desafiante, com o Brexit e outras prioridades urgentes para o orçamento da UE”, respondeu.

Elisa Ferreira argumenta que o mais importante é “assegurar que os recursos continuam focados nos Estados-membros e regiões mais pobres” e opina que “a proposta da Comissão assegura que os meios permanecem fortemente concentrados” nesses países e regiões.

“A distribuição de recursos deve igualmente refletir a evolução das disparidades da Europa. É por isso lógico que naqueles Estados-membros e regiões onde se registou um progresso económico considerável o apoio da política de coesão diminua gradualmente. No sentido oposto, onde as condições pioraram, por vezes de forma dramática, o apoio está a aumentar ligeiramente”, acrescenta.

Relativamente às taxas de cofinanciamento, a comissária designada diz ser “importante lembrar que estas foram aumentadas em 2009, numa altura de crise económica, para assegurar a continuidade do investimento nas regiões atingidas duramente pela crise”, e devem agora ser reduzidas de novo, “dada a melhoria das condições orçamentais na UE, de modo a regressar a um melhor equilíbrio entre solidariedade e responsabilidade”.

Elisa Ferreira defende, por outro lado, a urgência de um acordo nas negociações colegislativas sobre o pacote legislativo da política de coesão pós-2021 relativamente a “todos os elementos necessários para a programação dos fundos”, necessariamente até ao final do corrente ano, “para dar certeza às autoridades” responsáveis pela sua planificação.

“Juntamente com os meus serviços, estou fortemente comprometida em tudo fazer para ajudar a acelerar as negociações colegislativas e dar o máximo apoio às autoridades para a programação dos fundos”, escreveu nas respostas aos eurodeputados.

De acordo com os regulamentos, as comissões parlamentares competentes submetem perguntas escritas aos comissários indigitados antes da realização das audições, sendo este procedimento escrito o primeiro passo do processo de escrutínio e avaliação da aptidão e competência dos candidatos a comissários.

A comissária indigitada para a pasta da Coesão e Reformas, Elisa Ferreira, será ouvida na próxima quarta-feira pelos eurodeputados das comissões do Desenvolvimento Regional (comissão competente), dos Orçamentos e dos Assuntos Económicos e Monetários (comissões associadas), que no dia seguinte emitirão o seu parecer.

Durante a audição, que deverá prolongar-se por três horas – no caso de Elisa Ferreira, entre as 18h30 e 21h30 locais, menos uma hora em Lisboa -, serão colocadas 25 perguntas orais pelos eurodeputados (um minuto por pergunta), tendo os candidatos a comissários direito a três minutos para responder a cada questão.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Encontrado urso das cavernas com 22 mil anos intacto em ilha do Ártico (e ainda tem dentes)

Pastores de renas na remota ilha siberiana de Bolshoy Lyakhovsky descobriram o esqueleto inteiro deum  urso da caverna com tecidos moles ainda preservados após 22 mil anos enterrado no solo congelado. A Ilha Bolshoy Lyakhovsky - …

João Ferreira apresenta-se candidato de Abril (e não a “percentagens eleitorais”)

O eurodeputado João Ferreira apresentou, esta quinta-feira, a sua candidatura a Presidente da República pelo PCP em nome dos “valores de Abril” como um “espaço de convergência” e recusou fixar metas ou percentagens para as …

FC Porto, Aves. Benfica disciplinado. 821 pessoas num jogo... Os números da Liga

Um dia antes do início da I Liga 2020/2021, espreitamos o relatório 'Futebol em números', publicado no final de agosto pela própria Liga Portugal. Há muito para ler sobre a época passada, provavelmente a mais …

Presidente da Bielorrússia fecha fronteiras e coloca exército em alerta

O Presidente da Bielorrússia, alvo de seis semanas de protestos em massa exigindo a sua renúncia, anunciou esta quinta-feira que vai colocar as tropas em alerta máximo e fechar as fronteiras do país com a …

É viciado em sol? Não se preocupe, está-lhe nos genes

De acordo com um estudo realizado por investigadores do King's College London, a busca pelo sol está diretamente ligada aos nossos genes. Isso significa que o comportamento das pessoas em relação ao sol é dominado por …

Onda de pedras-pomes fez uma viagem pelo Pacífico (e traz nova vida à costa da Austrália)

Uma "onda" de pedras-pomes está a chegar à Austrália após uma longa viagem pelo Pacífico. As rochas vulcânicas produzidas na fase de ejeção dos gases contidos na lava, podem trazer um presente para o seu …

Não foram as estrelas de neutrões. A origem do ouro do Universo voltou a ser um mistério

Quando a humanidade detetou a colisão entre duas estrelas de neutrões em 2017, confirmou a teoria de longa data que as explosões criam elementos mais pesados do que o ferro. Assim, pensou-se ter a resposta …

Descoberta uma cripta secreta sob uma capela polaca. Pode levar ao lendário Santo Graal

O lendário Santo Graal, que terá sido usado por Jesus durante a Última Ceia para transformar o vinho em sangue, cativou a imaginação dos caçadores de tesouros durante séculos. Embora possamos nunca saber se esta relíquia …

Pedaço de cabelo de Lincoln (e um telegrama ensanguentado) leiloados por 81 mil dólares

Um anónimo pagou mais de 81 mil dólares (cerca de 71 mil euros) por uma mecha de cabelo de Abraham Lincoln. O exemplar foi retirado da cabeça de Lincoln um dia após a sua morte, …

Descobertos novos detalhes em Pietà de Miguel Ângelo

Uma equipa de especialistas estava a fazer trabalhos de limpeza na Pietà de Florença, esculpida pelo artista italiano Miguel Ângelo, quando encontrou detalhes desconhecidos da obra. Uma Pietà é um tema da arte cristã em que …