Correia de Campos falha eleição para presidente do CES

O antigo ministro socialista Correia de Campos falhou hoje a eleição para o cargo de presidente do Conselho Económico Social, não obtendo os dois terços necessários por parte dos deputados, disse hoje à agência Lusa fonte parlamentar.

A mesma fonte adiantou à agência Lusa que os cinco nomes acordados pelo PSD e PS para o Tribunal Constitucional alcançaram os dois terços de votos necessários, assim como os nomes propostos para o Conselho Superior de Magistratura e para a Entidade do Segredo de Estado.

Após meses de impasse, na sexta-feira passada o PSD e PS chegaram a um acordo para que o socialista Correia de Campos sucedesse no cargo de presidente do CES a Luís Filipe Pereira, também antigo ministro da Saúde, mas nos executivos de Durão Barroso.

Como contrapartida, o PS comprometeu-se a aceitar uma proposta do PSD quando se colocar a questão da substituição do provedor de Justiça em 2017.

Mas contra todas as expectativas, Correia de Campos obteve apenas apenas 105 votos favoráveis, dos 221 deputados presentes, quando precisava do apoio de dois terços dos parlamentares para garantir a eleição.

O líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, disse hoje que o partido mantém o acordo feito com o PS sobre o futuro presidente do CES, mesmo após ter sido chumbado no parlamento o nome de Correia de Campos.

O resultado ficou muito aquém daquilo que era a nossa expectativa, mas quero de forma muito serena e solene afirmar que da parte do PSD mantemos o compromisso de propor e eleger conjuntamente com o PS o presidente do CES”, com o nome a ser indicado pelos socialistas, declarou Luís Montenegro.

O voto foi secreto. Não podemos identificar como votou cada deputado. No PSD vamos redobrar o nosso esforço para simbolizar os deputados quando houver um novo processo eleitoral, uma nova candidatura”, reforçou Luís Montenegro.

Licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra, mestre em Saúde Pública pela Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos,  António Fernando Correia de Campos foi, entre outros cargos, Ministro da Saúde dos XVII e XIV Governos, Presidente do Conselho Científico do Instituto Europeu de Administração Pública de Maastricht e deputado à Assembleia da República, eleito pelo PS.

Correia de Campos defende o fim da ADSE, que considera um mau sistema é mau, por “servir apenas para favorecer a medicina privada e não fazer sentido que os funcionários públicos sejam beneficiados com um sistema de saúde que não é igual para todos os portugueses”.

Luis Filipe Pereira vai continuar a presidir ao CES até ser eleito novo presidente.

“Não havendo sessões parlamentares até setembro, não será escolhido o novo presidente para o CES antes disso. Obviamente que assegurarei as funções até lá”, garantiu Luis Filipe Pereira.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ventura quer ser Sá Carneiro do século XXI e ter juventude partidária

O presidente do Chega vai apresentar-se este fim de semana em Évora para a II Convenção Nacional do partido populista de direita como “o principal continuador em Portugal” de Sá Carneiro, o falecido líder fundador …

Alemanha tem provas materiais de que Maddie está morta

As autoridades alemãs têm provas materiais de que Madeleine McCann está morta, garante o porta-voz da Procuradoria de Braunschweig, Hans Christian Wolters, à RTP. Apenas está por provar o envolvimento de Christian Brueckner no homicídio …

BE quer que direito das grávidas a acompanhante seja respeitado

O Bloco de Esquerda (BE) quer que as normas da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre gravidez e parto no âmbito da covid-19 sejam revistas para que o direito das mulheres grávidas a estarem acompanhadas seja …

Proposta do PCP para passar Novo Banco para esfera pública foi chumbada

A recomendação ao Governo proposta pelo PCP para reverter da venda do Novo Banco, transferindo-o para a esfera pública, foi hoje chumbada no parlamento com os votos contra de PS, PSD, CDS-PP, PAN, Iniciativa Liberal …

Trump ataca voto por correspondência. Resultados podem não ser "determinados de forma precisa"

O Presidente dos EUA, Donald Trump, reforçou na quinta-feira no Twitter os ataques ao voto por correspondência nas eleições de novembro, ao que a rede social reagiu ligando duas das suas mensagens a informação verificada …

Quatro candidatos disputarão sucessão de Santana no Aliança

O novo líder do Aliança, que sucederá ao fundador do partido, Pedro Santana Lopes, vai ser escolhido entre quatro candidatos no próximo congresso nacional, agendado para 26 e 27 de setembro em Torres Vedras. Segundo noticiou esta …

Recomendação do PS para tarifa social de Internet sem oposição (mas partidos querem mais)

A recomendação do PS ao Governo para que crie uma tarifa social de acesso à Internet não mereceu esta quinta-feira oposição de nenhuma bancada, mas foram vários os partidos que defenderam a necessidade de “ir …

Ex-deputado PS acusado de uso abusivo de viaturas da Câmara de Barcelos

O Ministério Público acusou de peculato e abuso de poderes o ex-deputado socialista Domingos Pereira, pela alegada utilização de viaturas do município de Barcelos para deslocações de e para a Assembleia da República. Segundo nota publicada …

Quim Torra acusa Governo espanhol de tentar "excluir um presidente no meio de uma pandemia"

Um recurso do presidente separatista catalão Quim Torra contra uma condenação por desobediência que pode afastá-lo do exercício de cargos públicos durante ano e meio foi analisado na quinta-feira pelo Supremo Tribunal de Espanha. Antes …

Cinco anos depois, Volkswagen nega reembolso a 125 mil portugueses lesados

A marca alemã Volkswagen respondeu à Deco Proteste, cinco anos após o caso "dieselgate", informando que não irá indemnizar mais consumidores, tendo em vista os processos judiciais em curso. Segundo noticiou esta sexta-feira a Madremedia, em …