/

Corpo encontrado no rio Tejo era de turista americano desaparecido

1

Confirmam-se as suspeitas anteriores e o corpo encontrado no rio Tejo, esta segunda-feira, pertence mesmo a Alex Tyk, o turista norte-americano desaparecido desde 27 de junho.

O corpo encontrado no rio Tejo, entre Cacilhas e a Doca da Marinha por um mestre da Transtejo pertence ao turista norte-americano Alex Tyk, como já tinha sido suspeitado esta segunda-feira. O jovem de 31 anos estava desaparecido desde a madrugada do dia 27 de junho, após a saída de uma discoteca.

O alerta foi dado à Polícia Marítima por volta das 06:00 e o corpo foi transportado para o Instituto de Medicina Legal para ser autopsiado. A Autoridade Marítima disse que o corpo estava num avançado grau de decomposição, mas já se suspeitava que fosse o turista desaparecido pouco mais de uma semana antes.

De acordo com o Correio da Manhã, o homem foi encontrado com “sapatos, calções e uma t-shirt que correspondem à descrição da roupa usada” por Alex Tyk na altura do seu desaparecimento.

As últimas imagens da câmara de segurança mostram o norte-americano a falar com três raparigas antes de se sentar num banco perto do rio. Os indícios apontam que se tenha tratado de um acidente, visto que a vítima tinha estado a beber nessa noite após sair da discoteca.

Segundo a irmã do norte-americano, Alex tinha participado num rally das tascas por Lisboa, uma espécie de roteiro por vários bares da cidade. “Não estava sóbrio, mas não estava a cair, não se enrolava a falar, não estava descontrolado”, realçou a irmã.

  ZAP //

1 Comment

  1. Os bares ali junto ai rio tem de fechar.. nos últimos 5 anos já morreram inúmeras pessoas afogadas e outras tantas desaparecidas.. As pessoas saem dos bares a cambalear e caem ao rio uma vez que as protecções ali são inexistentes

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.