Coreia do Norte poderá ter frota secreta de submarinos balísticos

DoD / Wikimedia

Vista aérea de estibordo de um submarino soviético de mísseis balísticos classe Golf-II (1985)

Vista aérea de estibordo de um submarino soviético de mísseis balísticos classe Golf-II (1985)

Sabe-se muito poucosobre as verdadeiras capacidades militares da Coreia do Norte, e segundo alguns especialistas, é possível que em caso de um conflito armado Pyongyang apanhe mesmo os seus inimigos de surpresa – por exemplo, com uma sua alegada frota secreta de submarinos com capacidade nuclear.

Num artigo publicado no passado dia 2 de maio, o site 38 North, que monitoriza a situação política e o estado das Forças Armadas da Coreia do Norte, revelou ter descoberto através de fotos de satélite uma segunda plataforma marítima norte-coreana para lançamento de mísseis balísticos.

A existência da primeira plataforma deste tipo na Coreia do Norte foi revelada em 2014. Especialistas sul-coreanos e americanos consideram que a maioria dos lançamentos de mísseis balísticos é realizada a partir destas plataformas, e não de submarinos, como alegam as autoridades militares norte-coreanas.

Em 2014, especialistas avaliaram que Pyongyang estaria a 2 ou 3 anos de conseguir lançar mísseis a partir de submarinos, e realçaram que, mais cedo ou mais tarde, após uma fase de testes com as plataformas marítimas, a Coreia do Norte conseguiria fazê-lo com sucesso.

Segundo o National Interest, na década de 90 vários submarinos soviéticos classe Golf-II (ou Projeto 629), submersíveis diesel-eletricos capazes de lançar mísseis balísticos, foram descomissionados. As causas de tal decisão ainda estão incertas. Segundo algumas fontes, pelo menos um dos submarinos foi vendido à China para testar mísseis balísticos.

Segundo os peritos, é possível que entre 2012 e 2014 a Coreia do Norte tenha iniciado a construção de uma nova classe de submersíveis próprios, designados “Gorae”.

Esta classe de submarino poderia lançar um ou dois mísseis balísticos a uma profundidade de entre 10 e 15m, ou seja, sendo necessário aproximar-se da superfície para efectuar o lançamento. Os submarinos modernos podem lançar mísseis a profundidades de até 50m.

Não há dados exactos sobre o Gorae, um submersível classe Sinpo inspirado nos submarinos jugoslavos da classe Sava e Heroj, com influência dos submarinos soviéticos  classe Kilo. Mas especialistas sul-coreanos sugerem que o Gorae é um reverse engineering dos submarinos Golf-II descomissionados que Pyongyang comprou à Rússia nos anos 90.

O alcance deste submersível norte-coreano não supera 750 milhas náuticas (quase 1.400 km), com velocidade de 20 nós (37 km/h). Mas, na verdade, nunca foi confirmado que a Coreia do Norte possui um submarino deste tipo.

Especialistas americanos não encontram muito sentido no uso do Gorae, já que este submarino ultrapassado não será capaz de realizar missões de longo alcance, por exemplo, para realizar um ataque nuclear preventivo ou um ataque de represália.

Além disso, não poderá sair despercebido do seu porto, nem sequer proteger-se pelo sistema de defesa antiaéreo norte-coreano, isto é, será eliminado em instantes. O autor do artigo também recordou que, durante as manobras norte-coreanas, os submarinos passam apenas de 3 a 5 dias no mar antes de regressar a seus portos.

Além disso, caso algum destes submarinos conseguisse até, de alguma forma, sair discretamente do seu refúgio, seria uma missão suicida só de ida, para lançar mísseis contra instalações americanas no Japão – país bem familiarizado com o conceito Kamikaze.

A imprensa sublinha também que o Gorae pode ser usado para testes de mísseis ou, a longo prazo, para a criação de novas gerações de submarinos norte-coreanos mais sofisticados.

Actualmente, segund diversas fontes, a frota submarina da Coreia do Norte terá entre 52 e 67 submersíveis diesel e diesel-eléctricos de diferentes classes, sem capacidade de lançar mísseis balísticos. De acordo com dados do Pentágono, em 2015 a Coreia do Norte teria 70 submarinos de diferentes tipos.

Mas algumas fontes adiantam ainda a possibilidade de que Pyongyang tenha construído submarinos “falsos”, ou seja, réplicas de submersíveis para confundir o inimigo. Algo que, dizem alguns especialistas, é prática comum na Coreia do Norte.

ZAP // Sputnik News

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. De vez em quando, aparecem os criativos… no caso, a reeditar as famosas armas de “destruição maciça”. Estas e outras leviandades, são de enorme irresponsabilidade porque alimentam o ódio e a insegurança entre os povos.

RESPONDER

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …

China anuncia fim de novas centrais a carvão no estrangeiro

Segundo os especialistas, o impacto da medida deverá depender da forma como será implementada, podendo ter um grande impacto na luta contra as alterações climáticas. Num anúncio bem recebido por ativistas e organizações ambientes, a China …

Roménia vai distribuir €200 mil a quem tiver vacinação completa contra a covid-19

A Roménia anunciou uma "lotaria de vacinação" que distribuirá prémios de até 200.000 euros entre aqueles que tiverem a vacinação completa, na tentativa de elevar a taxa de imunização, a segunda mais baixa da União …

Antes da invasão ao Capitólio, Bannon ajudou a planear estratégia para "matar a presidência de Biden no berço"

O estrategista-chefe da campanha de Donald Trump, Steve Bannon, revelou que falou com o ex-Presidente antes da invasão ao Capitólio, a 06 de janeiro, discutindo as condições para "matar a presidência de [Joe] Biden no …

Costa prepara novo alívio de restrições para vigorar a partir de 1 de outubro

António Costa prepara-se para anunciar, na quinta-feira, o levantamento de um conjunto de restrições que vigoraram por causa da covid-19. O primeiro-ministro, António Costa, prepara-se para anunciar na quinta-feira o levantamento de um conjunto de restrições …