A Coreia do Norte voltou ao lançamento de mísseis (num aviso a Trump)

Rodong Sinmun / YONHAP

A Coreia do Norte lançou, neste sábado, vários mísseis de curto alcance. Trata-se do segundo teste com armas tácticas em menos de um mês, conforme informam fontes militares sul-coreanas.

O regime de Pyongyang “disparou vários mísseis” da cidade de Wonsan, na costa leste da Coreia do Norte, de acordo com o comunicado oficial do chefe do Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul, divulgado pela agência noticiosa sul-coreana Yonhap.

Foram registados vários mísseis que viajaram entre 70 e 100 quilómetros/hora, segundo a nota oficial.

“Os nossos militares estão a acompanhar de perto os movimentos da Coreia do Norte” em “estreita coordenação com os Estados Unidos“, acrescenta o comunicado.

O regime de Pyongyang anunciou a 18 de Abril que o líder norte-coreano, Kim Jong-un, tinha supervisionado um teste de uma nova arma táctica no dia anterior. Um porta-voz do Ministério da Defesa sul-coreano referiu, mais tarde, que se tratou de um teste com um sistema de mísseis para combate terrestre.

São os primeiros lançamentos de mísseis da Coreia do Norte desde que, em Novembro de 2017, testou um míssil balístico intercontinental, e desde que se iniciaram os encontros entre Kim e Donald Trum, o Presidente dos EUA.

Apesar de não se tratar de uma violação do compromisso assumido por Kim com Trump, de não lançar mísseis nucleares ou de longo alcance, reflecte um mal-estar crescente na Coreia do Norte.

Durante a cimeira com o presidente russo, em Vladivostok, Kim terá confessado a Vladimir Putin que “os Estados Unidos adoptaram uma atitude de má-fé” na cimeira de Fevereiro passado, segundo reporta a KCNA.

A Coreia do Norte tem exigido que cessem “totalmente” as sanções que a ONU impôs ao regime devido aos testes nucleares e balísticos iniciados em 2006. Todavia, a Casa Branca mantém a posição de não ceder a essa pressão enquanto Pyongyang não tomar medidas concretas para desmantelar o seu arsenal nuclear.

Imagens de satélite da Coreia do Norte mostram que “o principal local nuclear” do país revelava “movimento no mês passado”, como salienta a BBC. Isto pode ser um sinal de que o regime de Pyongyang continua empenhado no seu programa nuclear.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. A coreia tem todo o direito de fazer lançamentos de teste de misseis balisticos e nucleares, e porque nao teria esse direito??? Só os eua é que podem fazer esses lançamentos??? Há coisa de 2 ou 3 dias os eua fizeram o lançamento de um missil nuclear minuteman III. Quer dizer, os eua podem fazer os lançamentos que quiserem e entenderem, os outros,sejam a coreia norte, o irão e outros nao podem, é isso??? E a nivel de me sentir ameaçado, sinto-me mais amealado pelos eua do que pela coreia. Nao esqueçam que os eua já assassinaram em 1945 o povo japonês com bombas nucleares. A diferença é que os eua nao hisitam em fazer esses ataques, a coreia, o irao e outros são para defesa em caso de ataque, há uma grande diferença. E depois há uma nuance que é muito importante os eua estão na lista de perigosos terroristas, a par da al qaeda, do EI e outras organizações terroristas, e se essa lista permite dar caça a grupos terroristas, estando os eua nessa lista, é licito dar caça aos militares americanos.

  2. Primeira coisa: o Japão foi quem começou a guerra contra os EUA atacando Pearl Harbor e se aliando aos nazistas. Mesmo depois da vitória dos aliados na Europa o Japão continuou a guerra e não quis se render, portando as bombas atômicas foram um mal necessário e nem o povo japonês lamenta as bombas, inclusive são os maiores aliados dos americanos. Segundo: vários outros países que não os EUA têm arsenal nuclear e nem por isso ficam fazendo lançamentos e testes aleatoriamente só pra mostrar força. Terceiro: uma pessoa que defende qualquer atitude de um ditador como o da Coreia do Norte deveria antes se mudar para um país como esse para experimentar um pouco de comunismo ao invés de vir aqui defecar pelos dedos, sentado em uma poltrona confortável dento de sua casa também confortável em um país europeu que lhe garante todas as liberdades que um ser humano tem direito. Você é o típico comunista de iPhone, integrante da esquerda caviar, lixo hipócrita.

RESPONDER

Mayflower 2.0: um navio autónomo pilotado por IA está a refazer a viagem do original

Quatro séculos e uma pandemia depois de o Mayflower original ter zarpado do porto de Southampton, numa jornada histórica para a América, outro veículo pioneiro com o mesmo nome partiu para refazer a mesma viagem. O …

Halterofilista neozelandesa será a primeira atleta transgénero a competir nos Jogos Olímpicos

A neozelandesa Laurel Hubbard, de 43 anos, classificou-se para os Jogos Olímpicos de Tóquio na categoria acima de 87kg feminina (super pesadas) do levantamento de peso, tornando-se a primeira atleta transgénero a participar na competição. "Estou …

República Checa 0-1 Inglaterra | Serviços mínimos valem topo

A Inglaterra, que tinha assegurado o apuramento na segunda-feira, garantiu o primeiro lugar do Grupo D do Euro 2020, ao vencer a República Checa por 1-0, com um golo madrugador, no mítico estádio de Wembley. Num …

Croácia 3-1 Escócia | Croatas de trivela rumo aos oitavos

A Croácia, liderada pelos ‘craques’ Luka Modric e Ivan Perisic, qualificou-se hoje para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao vencer por 3-1 a Escócia, que eliminou, num Grupo D conquistado pela Inglaterra. Os …

Asteroide tem nome de astrofísico português Nuno Peixinho

O astrofísico português Nuno Peixinho dá nome a um asteroide, descoberto em 1998 e que tem pouco mais de 10 quilómetros de diâmetro, anunciou esta segunda-feira o Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), …

"É inaceitável". Ana Mendes Godinho critica situações de trabalho temporário que "duram décadas"

A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho, insistiu esta terça-feira na relevância do combate à precariedade, sinalizando a intenção de restringir o trabalho temporário. "Tem de haver mecanismos mais fortes para combater a segmentação do mercado …

Hitler expulsou os soldados judeus há oito décadas. Agora, um rabino junta-se ao exército alemão

No início da Segunda Guerra Mundial, Hitler expulsou os judeus das Forças Armadas na década de 1930. Agora, Zsolt Balla irá assumir o cargo de rabino-chefe do exército alemão. Mais de 80 anos depois, aquilo que …

Rio critica Governo após "justa indignação" de Merkel

O presidente do PSD acusou esta terça-feira o Governo de estar a fazer Portugal passar “por uma vergonha desnecessária”, considerando que depois da “vexatória desconsideração” do Reino Unido, os portugueses têm que “ouvir a justa …

Amazon acusada de destruir milhões de itens não vendidos todos os anos

A Amazon foi acusada de destruir milhões de itens não vendidos todos os anos, segundo uma investigação da Newsweek, publicada na segunda-feira. "Uma investigação da ITV News num dos centros de distribuição da Amazon no Reino …

Enquanto o mundo lutava contra uma pandemia, a Guiné declarava o fim do segundo surto do Ébola

No passado sábado, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou o fim do segundo surto de Ébola na Guiné-Conacri, que vitimou mortalmente 12 pessoas. "Tenho a honra de declarar o fim do Ébola na Guiné", disse …