Não há democracia na Coreia do Norte? “É uma opinião”, diz Jerónimo

Tiago Petinga / Lusa

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa

Jerónimo de Sousa evitou classificar o regime de Kim Jong-un em termos “de ser ou não ser” uma democracia.

A Coreia do Norte é ou não uma democracia? “É uma opinião“, respondeu Jerónimo de Sousa. Numa entrevista ao Polígrafo, e questionado sobre o facto de a Coreia do Norte não ser uma democracia, o secretário-geral do PCP recusou-se a “fazer essa classificação”.

“O que é a democracia? Primeiro tínhamos de discutir o que é a democracia”, atirou, perante a insistência na mesma pergunta. O líder comunista recusou, assim, classificar o comunismo da Coreia do norte e o seu posicionamento relativamente ao regime de Pyongyang.

Quanto ao socialismo em Portugal, Jerónimo explicou que existem diferenças entre os dois países.

“O que eu acho é que, primeiro, há o princípio que eles afirmam. Em segundo lugar, nós, em relação ao nosso projecto de sociedade, seria com certeza bem diferente do modelo da Coreia do Norte, tendo em conta a nossa cultura, tendo em conta a nossa história, tendo em conta o nosso povo. Estas opiniões críticas não invalidam que nos coloquemos do lado de uma solução política, de uma solução pacífica”, afirmou.

Jerónimo de Sousa sublinhou ainda as “diferenças e divergências” de opinião em relação “a esse e outros países que se afirmam de construção do socialismo”, explicando que “o PCP defende uma democracia avançada tendo em conta os valores de abril, sem perder a perspetiva da construção do socialismo”.

Em 2003, Bernardino Soares, então líder parlamentar do PCP, viu-se envolvido numa polémica por causa de declarações proferidas sobre o regime norte-coreano.

Em entrevista ao Diário de Notícias, Bernardino Soares disse ter “dúvidas de que a Coreia do Norte não seja uma democracia”, tendo depois pedido que a entrevista não fosse publicada – o que não foi aceite pelo jornal.

Sobre a resposta que o atual presidente da Câmara de Loures deu em 2003 sobre a Coreia do Norte, Jerónimo de Sousa questionou o jornalista: “Não estava a fazer a pergunta a ver se eu caía nessa, não?

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Não foi bem assim…
    Basta clicar no link do Polígrafo para se perceber que este titulo é, no mínimo, “forçado”!…
    De qualquer modo, o Jerónimo está a ficar cansado e precisa de umas férias na Coreia do Kim, para ficar a saber o que NÃO é uma democracia!…

  2. Esta relutância dos comunistas em assumirem que são totalitaristas… Assumam e pronto!
    Não são melhores que o fascismo porque eles próprias são ditadores!
    Basta ver pelos exemplos da china, cuba, venezuela, coreia do norte, etc… São ditaduras comunistas!
    Não conheço nenhum regime comunista que não seja ditatorial…
    E depois vêm com esta retórica semi-democrata para não chocarem muito do eleitorado, que se realmente lesse o que são os ideais comunistas, fugia a 7 pés!
    Querem-se amarrar ao movimento de Abril quando na realidade não têm nada a ver com Abril, o comunismo não é o 25 de Abril, não foi feito pelos comunistas! Alias bem sabemos o que foi o PREC, e o que tentaram fazer!
    Os comunistas apenas quiseram o 25 de Abril para terem oportunidade de implementarem a sua própria ditadura, mas fora isso, até se dão bem com elas!
    Os extremismos sempre foram maus, quer de direita como de esquerda, como dizia o outro, é no meio que está a virtude!

  3. Este homem deveria começar por explicar aquela notícia do genro dele encaixar largo na câmara de loures para aparentemente pouco ou nada fazer. Depois de explicar isso, poderá então deliciar-nos com os seus episódios de insanidade mental.

RESPONDER

Quase 40% dos americanos com dificuldades financeiras. Doar sangue é a sua maior receita

A economia dos Estados Unidos (EUA), considerada uma das maiores do mundo, permitiu avanços sociais e tecnológicos inestimáveis. Contudo, atualmente, cerca de 40% dos norte-americanos afirmam ter dificuldade em pagar por comida, por habitação, por …

"Políticos devem ser colocados contra a parede". Greta pede desculpa

A ativista do clima Greta Thunberg pediu desculpa por ter dito que os políticos devem ser colocados “contra a parede”, após diversas pessoas terem considerado que a jovem estava a defender a violência. A sueca de …

Carnaval belga retirado da lista de Património Imaterial da UNESCO após queixas de antissemitismo

As festas da cidade de Aalst, na Bélgica, foram retirada da lista do Património Imaterial da Humanidade, depois de a UNESCO ter sancionado a presença de carros carnavalescos contendo imagens antissemitas. O presidente da Câmara …

Conselho de Ministros aprova proposta de OE2020 (e foram quase 10 horas de reunião)

O Conselho de Ministros aprovou hoje a proposta de Orçamento do Estado para 2020, dez horas depois de a reunião extraordinária ter começado, anunciou hoje o primeiro-ministro na sua página na rede social Twitter. "O Conselho …

Nova espécie de baleia mostra como este animal evoluiu para conseguir nadar

Cientistas descobriram uma nova espécie de baleia, que existiu há 35 milhões de anos, que pode dar novas pistas sobre como as baleias evoluíram para conseguir nadar. De acordo com a revista Newsweek, os investigadores analisaram …

Casal separado após sobreviver a Auschwitz reencontra-se 72 anos depois em Nova Iorque

Em 1944, David Wisnia e Helen "Zippi" Spitzer eram dois prisioneiros judeus e secretamente namorados que, miraculosamente, conseguiram sobreviver ao campo de concentração nazi Auschwitz, na Polónia. Porém, no final da guerra, foram separados depois de …

Benfica 4-0 Famalicão | Pizzi entrega saco cheio de Natal

O Benfica terminou o seu ano de Liga NOS com mais uma vitória, de novo por 4-0, tal como havia acontecido na anterior partida no Estádio da Luz, ante o Marítimo. Desta vez frente ao …

Morreu o ator Danny Aiello

Morreu esta quinta-feira, em Nova Jérsia, o ator Danny Aiello, que recordamos pelos seus muitos êxitos dos anos 80. Tinha 86 anos. "É com profunda dor que comunicamos que Danny Aiello, amado marido, pai, avô, ator …

Videojogo chinês incita jogadores a atacar os "traidores" em Hong Kong

Há um novo videojogo que está a ganhar popularidade na China. Chama-se "Fight the Traitors Together" e permite que os jogadores ataquem manifestantes de Hong Kong. No jogo, os jogadores podem bater nos manifestantes pró-democracia, sendo …

Mundial de Clubes proíbe demonstrações públicas de afeto

Começou na passada quarta-feira, dia 11 de dezembro, em Doha, capital do Catar, o Mundial de Clubes da FIFA, prova onde estão inseridos clubes como Flamengo e Liverpool. E esta até poderia ser mais uma …