“Um país, dois sistemas”. Continuam os protestos em Hong Kong contra lei de extradição

Will Oliver / EPA

A polícia de Hong Kong informou, esta quinta-feira, que 11 manifestantes foram detidos e 22 agentes ficaram feridos no protesto contra emendas à proposta de lei que preveem a extradição de suspeitos de crimes para a China.

O comissário Stephen Lo Wai-chung disse que os detidos foram acusados de conduta desordeira e de crimes relacionados com tumultos e sustentou que, embora a polícia tenha dado espaço de manobra para os manifestantes expressarem a sua oposição, foi necessário o uso da força por terem sido arremessados objetos às forças de segurança.

O responsável policial confirmou ainda a utilização de gás lacrimogéneo, gás pimenta e armas antimotim para dispersar os manifestantes.

Relativamente a estes confrontos, o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da China, Geng Shuang, considerou que os protestos “não são uma manifestação pacífica”, mas antes um “flagrante tumulto organizado”, e acrescentou que “nenhuma sociedade civilizada, regida pela lei, toleraria ações ilegais que perturbam a paz e a tranquilidade”.

Este foi o segundo protesto em quatro dias a causar o caos no centro da ex-colónia britânica, agora administrada pela China, com esta última manifestação a ser marcada também pelo confronto entre jovens e as forças de segurança. Os acontecimentos obrigaram o Executivo a adiar o debate e a encerrar até sexta-feira as instalações da sede do Governo.

“Por razões de segurança, os gabinetes do Governo permanecerão temporariamente encerrados hoje e amanhã”, lê-se num comunicado do portal do Governo do território.

No domingo, centenas de milhares de pessoas protestaram contra a proposta de lei, com os organizadores a falarem de mais de um milhão de pessoas e as forças policiais a admitirem apenas 240 mil. A imprensa estatal chinesa só hoje referiu os protestos, caracterizando-os como um “tumulto” e acusando os manifestantes de “atos violentos”.

Proposto em fevereiro e com uma votação final prevista para antes do final de julho, o texto permitiria que a chefe do Executivo e os tribunais de Hong Kong processassem pedidos de extradição de suspeitos de crimes para jurisdições sem acordos prévios, como é o caso da China continental.

Os defensores da lei argumentam que, caso se mantenha a impossibilidade de extraditar suspeitos de crimes para países como a China, tal poderá transformar Hong Kong num “refúgio para criminosos internacionais”.

Os manifestantes dizem temer que Hong Kong fique à mercê do sistema judicial chinês como qualquer outra cidade da China continental e de uma justiça politizada que não garanta a salvaguarda dos direitos humanos.

A transferência de Hong Kong e Macau para a República Popular da China, em 1997 e 1999, respetivamente, decorreu sob o princípio ‘um país, dois sistemas’, precisamente o que os opositores às alterações da lei garantem estar agora em causa.

Para as duas regiões administrativas especiais da China foi acordado um período de 50 anos com elevado grau de autonomia, a nível executivo, legislativo e judiciário, sendo o Governo central chinês responsável pelas relações externas e defesa.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Na entrevista "mais reveladora" de sempre de Ronaldo, nem as lágrimas faltaram

O canal britânico ITV emite nesta terça-feira uma entrevista do jornalista Piers Morgan com Cristiano Ronaldo que está a ser anunciada como "explosiva". Nas imagens antecipadas é possível ver o avançado a chorar por causa …

Médicos sem especialização em cancro estão a avaliar medicamentos oncológicos

Há médicos que não são oncologistas a avaliar medicamentos para o cancro. O Infarmed defende que as avaliações são feitas por equipas que incluem sempre oncologistas. O presidente do Conselho Regional Norte da Ordem dos Médicos, …

"Que venha praga que limpe esta merda de gente." PAN repudia declarações de ex-dirigente

A publicação de uma ex-dirigente do PAN no Facebook está a gerar uma onda de revolta e já levou o Partido Pessoas Animais Natureza a "repudiar" o seu conteúdo. Em causa está o desabafo "que …

Há escolas fechadas neste início de ano letivo e o problema é o mesmo: falta de funcionários

No arranque do ano letivo, há escolas encerradas no país. O Governo garante que haverá novos funcionários nas escolas ainda durante o mês de setembro.  Segundo avança a Rádio Renascença na manhã desta segunda-feira, há escolas …

Maternidade Alfredo da Costa fechou Urgência este domingo. Faltam anestesistas

No dia em que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) faz 40 anos, a emblemática Maternidade Alfredo da Costa (MAC), em Lisboa, ficou com a porta da Urgência fechada durante a madrugada e toda a …

"Jojo Rabbit" vence prémio do público do Festival Internacional de Cinema de Toronto

O filme "Jojo Rabbit" venceu no domingo o prémio do público do Festival Internacional de Cinema de Toronto (TIFF), tornando-se assim um forte candidato a vencedor dos Óscares deste ano. O filme do realizador neozelandês Taika …

Dívida da Assistência na Doença aos Militares ascende a quase 95 milhões de euros

A dívida da Assistência na Doença aos Militares (ADM), gerida pelo Instituto de Ação Social das Forças Armadas (IASFA), ascende a quase 95 milhões de euros, valor que representa um aumento de 5,5% face aos …

Portugal conquista três medalhas na Taça do Mundo de ginástica acrobática

Portugal conquistou no domingo três medalhas, uma de ouro e duas de prata, no último dia da Taça do Mundo de ginástica acrobática. Esta prova antecede o Europeu, que acontecerá entre 30 de Outubro e …

"Nesta legislatura, andámos a recuperar aquilo que tinha sido destruído"

O secretário-geral do PS, António Costa, promete que, na próxima legislatura, o partido vai "fazer o avanço de que o SNS precisa". O secretário-geral do PS, António Costa, defendeu este domingo que quem quer a …

De esquiador a vencedor da Vuelta, Roglic pedalou para entrar na história

O esloveno Primoz Roglic, da Jumbo-Visma, confirmou este domingo a vitória da Volta à Espanha na sua estreia na competição. O pódio ficou completo com Alejandro Valverde e Tadej Pogacar, respetivamente. O holandês Fabio Jakobsen (Deceuninck-Quick …