Mais de metade da conta da luz é para pagar impostos

Os consumidores portugueses estão entre os que mais pagam pela electricidade na União Europeia, e isso deve-se muito aos impostos aplicados na factura da luz. Mais de metade da conta vai para as taxas aplicadas no sector.

O preço da electricidade em Portugal, é quase o triplo do que se aplica em Espanha, com 55% do valor da factura da luz a ir para as taxas e taxinhas aplicadas no sector da energia, de acordo com dados do Eurostat, o gabinete de estatísticas da União Europeia (UE).

Só os dinamarqueses pagaram mais impostos do que os portugueses, respectivamente 68%, no primeiro semestre de 2018, na conta de electricidade, de acordo com o referido organismo europeu.

O preço médio da electricidade para consumo doméstico, em Portugal, foi no primeiro semestre do ano de 0,22 euros por quilowatt (KW), o sexto mais alto da UE, segundo o Eurostat.

De acordo com o gabinete estatístico da UE, os dinamarqueses pagaram, entre Janeiro e Junho, o preço mais elevado pela electricidade consumida (0,31 euros por kw) e os habitantes da Bulgária pagaram o menor valor (0,09 por kw).

A média da UE foi, no primeiro semestre, de 0,20 euros por kw e a dos 19 países da moeda única de 0,21 euros, ligeiramente abaixo da de Portugal.

Para além da Dinamarca, os preços mais altos da electricidade registaram-se na Alemanha (0,29 euros por kw), Bélgica (0,27), Espanha e Irlanda (0,23 euros por kw cada).

Excluindo taxas e impostos incluídos na factura, em Portugal o preço da electricidade para consumo doméstico seria de 0,10 euros por kw, abaixo quer da média da UE (0,12) quer da Zona Euro (0,13).

Também no preço do gás natural, o peso dos impostos é relevante, com Portugal a ter a quarta factura mais pesada da UE neste capítulo, com impostos 38% acima dos que se praticam em Espanha.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

18 COMENTÁRIOS

  1. Vergonha desta Geringonça, que faz acreditar aos portugueses que vai melhorar as suas vidas, mas chegando ao confronto com a EDP, prefere proteger os interesses do Mexia e dos chineses.
    55% da factura da electricidade, ( e também da água ), nada tem a ver com o produto que estamos a pagar. É somente uma forma de roubar pela calada. Taxas e taxinhas… pagar a energia em duplicado… pagando as centrais a carvão para não serem desactivadas, pagando energia que é OFERECIDA a Espanha. Uma das maiores corrupções do país a céu aberto.
    Qual é a empresa portuguesa ( incluindo Bancos ) que mais lucros tem ?… EDP !
    Não porque têm altos níveis de produtividade, mas porque ROUBAM a toda a força.

    • A EDP é a empresa que “mais” factura, mas, quem foi a correr entregar-la aos chineses?!
      E quem aumentou o IVA de 6% para 23% na electricidade?
      Acho que não foi a geringonça… não terá sido o Passos (e o Catroga)?!
      Pois…

      • “Entregá-la”.
        Não são os chineses que decidem que IVA se cobra em Portugal.
        Porque é que o Centeno não baixa outra vez o IVA que o patife do Passos subiu? Consegues explicar?

        • Pois não, mas são os chineses que ficam com os lucros que seriam “nossos” (além de ser uma empresa vital para o país e a sua cedência a estrangeiros (ainda por cima, a uma ditadura) deveria dar, no mínimo, cadeia por traição)!!
          Portanto, o problema não é só o IVA!…
          O Cen-tino não baixa o IVA porque é quase tão bom como o Passos e prefere sacar ao povo para dar aos bancos (tipo ao Banif e à CGD, cujos prejuízos o Passos preferiu esconder)!…
          O governo preocupou-se mais em baixar o IVA para as touradas, para o cinema (quase todo lixo de multinacionais americanas!) e para os festivais (supostamente de musica) de qualidade cada vez mais duvidosa, organizados também por grandes grupos económicos!
          Portanto, meteram no saco da cultura coisas que, quando muito, serão entretenimento!…
          .
          Electricidade ou gás para cozinhar é um luxo e paga 23%; touradas, filmes manhosos como Velocidade Furiosa, etc ou “musica” (em playback!) da Britney Spears ou das Spice Gilrs é um bem essencial e paga apenas 6% de IVA!!

      • Essa faz-me lembrar que o Cavaco tinha sido o pai do monstro. Sim, talvez, e quem é que alimentou depois o monstro para que ele tivesse continuado? É o mesmo que esta geringonça. O Passos aumentou o IVA porque a troika mandava e a geringonça não o desceu. No tempo do passos criaram o subsídio de Natal em duodécimos para não doer tanto. Parece que a lembrança foi do pançudo Proença, outro “socialista” de gema. Mas estes estão a desgovernar com austeridade do passos. Para me darem este ano o subsídio de Natal por inteiro, já me andam a sacar há dois anos! Ao menos deixassem estar como estava. O que me pagaram há dias já mo podiam ter começado a pagar desde janeiro. Tudo uma corja de FDP.

        • Pois, mas há coisas que não voltam para trás… a EDP já não dá par ir buscar!…
          Relativamente os duodécimos, eles não acabaram!!
          É facultativo e depende do entendimento entre as empresas e os empregados!
          Eu recebo os subsídios em duodécimos (já receia antes do Passos) e sempre preferi assim!
          E há muitas empresas a pagar duodécimos|…
          Na verdade, sempre achei que os subsídios (que não são bem subsídios, porque o único que se justifica é o mês de férias!) não deviam existir; se o ano são 12 meses, devem ser 12 vencimentos (incluindo, obviamente, as férias)!!

          • Está enganado. Eu nunca fui visto nem achado quanto ao subsídio de férias em duodécimos e se quisesse receber dessa maneira, a instituição que me paga não ia nisso. Quanto ao subsídio de Natal não ter razão de existir talvez concorde, em parte. Quem o criou? Mas se o acha a mais talvez possa prescindir dele, penso eu de que…é falar com o seu patrão.

            • Bem… não está a perceber…
              Enganado?
              Como é que posso estar enganado se acabei de lhe dizer que eu recebo duodécimos?!
              Também já lhe disse que eu não recebo subsídio de Natal – recebo 12 vencimentos relativos a 11 meses de trabalho e 1 de férias!
              Nada mais simples.

  2. “O preço da electricidade em Portugal, é quase o triplo do que se aplica em Espanha,”
    .
    “O preço médio da electricidade para consumo doméstico, em Portugal, foi no primeiro semestre do ano de 0,22 euros por quilowatt (KW),”
    .
    “Para além da Dinamarca, os preços mais altos da electricidade registaram-se na Alemanha (0,29 euros por kw), Bélgica (0,27), Espanha e Irlanda (0,23 euros por kw cada).”
    .
    Bem.. primeiro, o preço da electricidade em Portugal é quase o triplo de Espanha (custando em média 0,22€/kW) e depois afinal na Espanha ja custa 0,23€/kW!…
    Onde está esse “quase triplo”?!

  3. Total fact/2018 CEIG RTP IVA(23%) tx.DGE Imp.ECE Electricidade
    541,52 € 266,96 € 36,24 € 94,46 € 0,84 € 2,18 € 140,84 €
    == 49,30% 6,69% 17,44% 0,16% 0,40% 26,01%
    Electricidade : 26,01% 140,84 €
    Mafia Energia : 73,99% 400,68 €
    Era bom que fosse metade… Safardanas todos… a EDP é a maior Mafia que algum País pode ter…
    Compra tudo e todos… a falta de vergonha dos Politicos !!!

  4. Na Dinamarca o Mexia de lá deve receber mais que o nosso.
    Os serviços ditos públicos são os que são mais caros excepção dos correios, caríssimos e até já quase não se vêem viaturas dos CTT pois os trabalhadores dos CTT distribuem correio em viatura própria.

  5. Uma manifestação a nível geral do Pais, na minha ótica, seria bem vinda, vamos copiar o manisfesto dos Franceses?, aqui deixo a minha sugestão.
    IVA para as Touradas 6%
    IVA para Eletricidade 23%
    Isto dá vontade de Rir

  6. Não há impostos que cheguem para alimentar a máquina do Estado que por sua vez recompensa cada vez pior o contribuinte com os serviços que lhe compete prestar, saúde, educação e segurança são verdadeiros exemplos disso mesmo.

    • Caro leitor,
      Os jornalistas do ZAP têm a liberdade de escrever AO ou pre-AO.
      Escolhendo uma das grafias, devem mantê-la de forma consistente no artigo – que é o caso deste, escrito na grafia pre-AO.

RESPONDER

Maternidade Alfredo da Costa fechou Urgência este domingo. Faltam anestesistas

No dia em que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) faz 40 anos, a emblemática Maternidade Alfredo da Costa (MAC), em Lisboa, ficou com a porta da Urgência fechada durante a madrugada e toda a …

"Jojo Rabbit" vence prémio do público do Festival Internacional de Cinema de Toronto

O filme "Jojo Rabbit" venceu no domingo o prémio do público do Festival Internacional de Cinema de Toronto (TIFF), tornando-se assim um forte candidato a vencedor dos Óscares deste ano. O filme do realizador neozelandês Taika …

Dívida da Assistência na Doença aos Militares ascende a quase 95 milhões de euros

A dívida da Assistência na Doença aos Militares (ADM), gerida pelo Instituto de Ação Social das Forças Armadas (IASFA), ascende a quase 95 milhões de euros, valor que representa um aumento de 5,5% face aos …

Portugal conquista três medalhas na Taça do Mundo de ginástica acrobática

Portugal conquistou no domingo três medalhas, uma de ouro e duas de prata, no último dia da Taça do Mundo de ginástica acrobática. Esta prova antecede o Europeu, que acontecerá entre 30 de Outubro e …

"Nesta legislatura, andámos a recuperar aquilo que tinha sido destruído"

O secretário-geral do PS, António Costa, promete que, na próxima legislatura, o partido vai "fazer o avanço de que o SNS precisa". O secretário-geral do PS, António Costa, defendeu este domingo que quem quer a …

De esquiador a vencedor da Vuelta, Roglic pedalou para entrar na história

O esloveno Primoz Roglic, da Jumbo-Visma, confirmou este domingo a vitória da Volta à Espanha na sua estreia na competição. O pódio ficou completo com Alejandro Valverde e Tadej Pogacar, respetivamente. O holandês Fabio Jakobsen (Deceuninck-Quick …

CDS quer estatuto de benefícios fiscais para o interior

A líder do CDS-PP, Assunção Cristas, disse hoje em Viseu que o interior deve ter um estatuto de benefícios fiscais, com reduções no IRS, no IRC ou nas portagens. "Temos uma proposta muito forte para o …

Jerónimo responde com sorriso à tese do voto útil do Bloco

O Bloco diz que o voto útil é no BE, contra a maioria absoluta. Jerónimo de Sousa, questionado sobre o que pensa da afirmação de Catarina Martins, respondeu: "Não acho nem deixo de achar. O …

No seu primeiro encontro, Boris dirá a Juncker que não vai adiar novamente o Brexit

Naquela que será a primeira vez que Boris Jonhson e Jean-Claude Juncker se encontram, o primeiro-ministro britânico vai defender que o Reino Unido não está preparado para adiar mais uma vez o Brexit. Boris Johnson prepara-se …

Ataques com drones paralisam metade da produção saudita. Preço do petróleo sobe mais de 10%

Os ataques deste sábado às instalações petrolíferas na Arábia Saudita paralisaram metade de produção de petróleo do país que é um dos maiores produtores a nível mundial. Segundo a Saudi Aramco, os dez drones explosivos, que …