Conservadores avançam contra May. Moção de censura interna à vista

David Levenson / Pool

Theresa May, líder do governo britânico e do Partido Conservador, pode enfrentar um moção de desconfiança dentro do próprio partido. Publicamente, são já 20 os deputados que assinaram o requerimento contra a líder após a apresentação do rascunho do acordo para o Brexit.

De acordo com o jornal Público, estarão já confirmadas 20 cartas de moção de desconfiança, não se sabendo ainda ao certo o número total, uma vez que os políticos o podem fazer secretamente. Para haver votação, são necessárias 48 cartas.

Os média britânicos adiantam que é provável que cheguem já nesta sexta-feira ao chamado Comité 1922 do Partido Conservador as 48 cartas necessárias para desencadear a moção de censura interna à líder do partido. A confirmar-se a totalidade das cartas, a votação deverá acontecer na terça-feira.

Para se votar esta moção de desconfiança, importa frisar, é necessário que 15% dos atuais 315 deputados conservadores escrevam cartas ao líder do Comité 1922 – órgão representativo de todos os deputados conservadores.

O influente eurocético Jacob Rees-Mogg foi um dos primeiros políticos a subscrever esta moção de confiança interna a May. “Lamentavelmente, o projeto de acordo de saída apresentado hoje [nesta quinta-feira] no parlamento revelou-se pior do que o previsto e não cumpre as promessas feitas ao país pela primeira-ministra, seja por conta própria ou em nome de todos nós no programa do Partido Conservador”, sustentou.

Já nesta quinta-feira, noticiava o britânico Guardian, que um grupo de 50 deputados conservadores preparava-se para para seguir os passos de Rees-Mogg, tornando assim o cenário de uma moção interna cada vez mais próximo.

“É o ‘agora ou nunca’ para o ERG [European Research Group]: será que têm o número [suficiente de apoiantes]?”, escreveu a jornalista e editora do Guardian Heather Stewart na sua conta de Twitter.

Tem sido também através desta rede social que têm surgido algumas confirmações dos nomes que vão avançar com o voto contra Theresa May. Os conservadores Mark Francois e Adam Holloway já fizeram seguir as suas cartas moção de desconfiança.

Entrentanto, nesta manhã a Sky News avançou que foi pedido a todos os whips do Governo – responsáveis por garantir, entre outras funções, que a disciplina de voto é cumprida na bancada parlamentar do partido -, que cancelem os seus compromissos e que regressem a Londres, uma vez que a moção ganha cada vez mais força.

Na quinta-feira, o Governo britânico aprovou “coletivamente” o rascunho de acordo para a saída do Reino Unido da União Europeia, mas o documento não agradou a todos os membros do Executivo, desencadeando a demissão de cinco ministros.

Sara Silva Alves SA, ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cavaco fala em "democracia amordaçada" (e na "vergonha" dos números da pandemia)

Este sábado, numa participação na Academia de Formação Política das Mulheres Sociais-Democratas, Cavaco Silva deixou duras críticas ao Executivo de António Costa, sublinhando que a pandemia mostrou um "SNS fragilizado por decisões erradas do governo". O …

Remédio contra piolhos está a ser usado contra covid-19. Infarmed e DGS investigam

"Centenas" de doentes de covid-19, em Portugal, têm sido tratados com o antiparasitário Ivermectina que é usado contra piolhos e lombrigas. Há médicos que o prescrevem e que também o tomam a título preventivo, embora …

Sporting bate recorde histórico, mas até o do 6-3 era melhor (quando Amorim não estava "do lado certo")

O Sporting não perde há 22 jogos e bateu o recorde de invencibilidade dos leões em jogos do campeonato que pertencia à equipa de 1981/1982. Um dado que deixa Ruben Amorim orgulhoso, mas o treinador …

"Estou a morrer." Constança luta por um medicamento para se salvar, Infarmed diz que não recebeu pedido do Hospital

Constança Bradell fez um apelo nas redes sociais, numa publicação em que descreve a luta que está a travar contra a fibrose quística. A jovem, de 24 anos, pede a aprovação do medicamento que lhe …

Um século de luta comunista comemorado com 100 ações pelo país

O mais antigo partido político comemora, esta sábado, 100 anos de existência. PCP vai festejar o aniversário com 100 ações pelo país. O PCP assinala, este sábado, os seus 100 anos com 100 ações, em mais …

Relações esfriadas. Moedas consultou Marcelo, mas dispensou conselhos de Passos

Antes de anunciar a sua candidatura a Lisboa, Carlos Moedas consultou Marcelo Rebelo de Sousa e falou com Paulo Portas. Com Pedro Passos Coelho só falou um dia depois de o seu nome ter sido …

Portugal não pode perder o comboio da Europa. Para Marcelo, é hora de aproveitar o novo ciclo

A crise que assolou o nosso país tem de ser aproveitada para "olhar para os problemas estruturais". A mensagem foi deixada pelo Presidente da República, nesta sexta-feira, na conferência de abertura do Festival P, com …

Santana não desiste e admite candidatar-se à Figueira (mesmo à revelia do PSD local)

Pedro Santana Lopes não fecha totalmente a porta e admite vir a candidatar-se à Figueira da Foz como independente. Mesmo que a concelhia do PSD já tenha tomado uma decisão e avance com Pedro Machado, Pedro …

Um Papa na "Terra de Abraão" pela primeira vez na História. Francisco em viagem inédita ao Iraque

Depois de 15 meses em Itália, o Papa Francisco regressou às viagens pastorais com uma visita de quatro dias ao Iraque, uma viagem inédita de um líder da Igreja Católica ao Iraque.  O Papa Francisco desafiou …

Jesus não "perdoa" Vlachodimos pelo erro no dérbi. Vieira já definiu preço para o guardião

O jornal O Jogo escreve este sábado que o treinador do Benfica, Jorge Jesus, ainda não esqueceu o erro do guardião Odysseas Vlachodimos frente ao Sporting, numa partida para o campeonato que acabou com a …