Novo confinamento no Reino Unido pode durar mais do que um mês

Andy Rain / EPA

Boris Johnson

O novo confinamento em Inglaterra pode durar mais do que as quatro semanas previstas se as taxas de infeção do novo coronavírus não caírem suficientemente depressa, disse hoje o ministro do Conselho de Ministros britânico, Michael Gove.

O confinamento anunciado no sábado pelo primeiro-ministro Boris Johnson deverá vigorar entre a próxima quinta-feira e 02 de dezembro. Johnson diz que é necessário impedir que os hospitais fiquem sobrelotados por pacientes com covid-19 dentro de semanas.

O ministro Michael Gove disse que o Governo tem “grande esperança” que o confinamento termine no tempo previsto, mas isso não poderá ser garantido. “Com um vírus tão maligno e com sua capacidade de se mover tão rapidamente, seria tolice prever com certeza absoluta o que acontecerá em quatro semanas”, disse Michael Gove à Sky News.

Vamos reavaliar a situação no dia 2 de dezembro, mas iremos sempre guiarmo-nos pelo que os dados dizem”, adiantou.

Sob as novas restrições, bares e restaurantes só podem estar abertos para ‘take-away’, o comércio não essencial deve encerrar e as pessoas só poderão sair de casa por razões contidas numa pequena lista, na qual se inclui o exercício físico. Cabeleireiros, academias, campos de golfe, piscinas e pistas de ‘bowling’ estão entre os locais que devem fechar e as pessoas estão impedidas de ir de férias para o estrangeiro.

Ao contrário do primeiro confinamento de três meses no Reino Unido, no início deste ano, escolas, universidades, empresas de construção e indústria continuarão a funcionar.

O Reino Unido tem o maior número de mortes por coronavírus na Europa, com mais de 46.700 óbitos, tendo ultrapassado um milhão de casos confirmados de coronavírus no sábado e confirmado outras 23.254 novas infeções nas últimas 24 horas.

Como em outros países europeus, os casos de covid-19 no Reino Unido começaram a aumentar depois de as medidas do primeiro confinamento terem sido atenuadas no verão e as pessoas terem começado a voltar aos locais de trabalho, escolas, universidades e vida social.

Nas últimas semanas, o número de novas infeções aumentou rapidamente em todo o continente europeu, especialmente na Bélgica, República Checa, França, Espanha e Reino Unido.

Johnson esperava que as restrições regionais introduzidas em outubro, principalmente no norte da Inglaterra, fossem suficientes para travar o número de novas infeções. Porém, consultores do Governo preveem que, na atual trajetória do surto, a procura de camas hospitalares excederá a capacidade até à primeira semana de dezembro, mesmo que os hospitais temporários criados no primeiro pico sejam reabertos.

“Sem agirmos, poderemos ver as mortes neste país chegarem a vários milhares por dia”, disse Johnson ao anunciar o confinamento durante uma entrevista na televisão no sábado à noite. Mas os donos de bares, restaurantes, teatros e academias dizem que as medidas serão devastadoras.

O programa do Governo que pagou os salários de milhões de funcionários dispensados durante a pandemia foi alargado durante o novo confinamento, mas muitas empresas dizem que isso não é suficiente, especialmente nas artes, onde a maioria das pessoas trabalha como ‘freelancers’.

Mark Davyd, executivo-chefe da Music Venue Trust, instou o governo a oferecer à indústria de eventos ao vivo mais apoio financeiro, como tem sido feito na França e na Alemanha. “Esperamos detalhes urgentes dos ministros sobre o pacote financeiro que protegerá as empresas e meios de subsistência nesta indústria britânica vital e líder mundial”, disse.

Também hoje, o governo e a empresa de transportes de Londres fecharam um acordo para manter os autocarros e o metro a funcionar na capital, onde o número de passageiros diminuiu por causa da pandemia.

O pacote de financiamento, que mistura subvenções e empréstimos, no valor de 1,8 mil milhões de libras (quase dois mil milhões de euros) é destinada a manter o sistema a operar até o final de março.

O novo confinamento precisa da aprovação do Parlamento, estando a votação marcada para quarta-feira. Alguns membros do Partido Conservador de Johnson opõem-se a restrições mais rígidas por causa das consequências económicas, mas o Partido Trabalhista, o principal partido da oposição, já anunciou que votará a favor do novo confinamento.

As restrições serão aplicadas à Inglaterra. O País de Gales e a Irlanda do Norte já estavam em confinamento e a Escócia encontra-se sob um conjunto de duras restrições regionais.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Então… Geográficamente já são uma ilha… Ainda por cima têm um governo anti-emigração… E mesmo assim, conseguem ter o maior número de mortes. Se calhar o problema é a estupidez nativa Britânica, não é a emigração.

RESPONDER

ROUGHIE. Planador subaquático observa silenciosamente os mares (sem perturbar a vida selvagem)

Os veículos subaquáticos autónomos tornaram-se ferramentas versáteis para explorar os mares. Porém, estas ferramentas podem ser prejudiciais para o meio ambiente ou ter problemas em movimentar-se em espaços confinados. Uma equipa de investigadores da Purdue University, …

Igreja cipriota pede que a música "demoníaca" da Eurovisão seja cancelada. Governo rejeita

El Diablo foi a canção escolhida para representar o Chipre no festival da Eurovisão, que terá lugar em Roterdão, em maio. A música cipriota da Eurovisão está a causar polémica. A Igreja Ortodoxa do Chipre pediu, …

Cientistas propõem que indústria da moda pague "royalties" pelo padrão leopardo

Cientistas de Oxford, no Reino Unido, propõem que a indústria da moda comece a pagar royalties pelo uso do padrão que imita a pele de leopardo, para tentar ajudar a reverter o declínio deste felino. "O …

André Ventura foi reeleito presidente do Chega com 97,3% (e deixou recados ao PSD)

André Ventura foi reeleito este sábado, com 97,3% dos votos nas eleições internas para a presidência do Chega. O presidente demissionário do Chega foi reeleito este sábado com 97,3% dos votos, percentagem que considerou legitimá-lo para …

Uma das maiores camas do céu. JetBlue revela a nova classe executiva do Airbus A321neo

Uma das maiores camas no céu deverá estrear dentro de alguns meses, quando a JetBlue começar a voar com os seus A321neo de Boston e Nova Iorque a Londres. No dia 26 de fevereiro, a norte-americana …

Putin diz que Internet pode destruir a sociedade se não for regida pela moral

 Internet pode destruir a sociedade a partir se não não for regida por valores e leis da moral, considerou Vladimir Putin. O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, advertiu que a Internet pode destruir a sociedade a …

China torna-se o primeiro país do mundo a ter mais de mil multimilionários

A China tornou-se o primeiro país do mundo a ultrapassar a marca dos mil multimilionários, tendo neste momento um total de 1058 pessoas que têm a sorte de poder fazer parte desse grupo restrito. De acordo …

Gil Vicente 0-2 Porto | Vida fácil para o “dragão” em Barcelos

O FC Porto venceu o Gil Vicente em Barcelos, por 2-0. Pepe e Corona saíram ao intervalo com problemas físicos. O Porto foi a Barcelos conquistar três pontos de forma tranquila, perante um Gil Vicente que …

Na Índia, o comércio ilegal de burros está a crescer. A sua carne é considerada afrodisíaca

Viagra? Não, a população do estado de Andhra Pradesh, na Índia, tem um novo método para aumentar o desejo sexual: carne de burro. Esta crença está a fazer com que o comércio ilegal de carne …

Com as fronteiras fechadas, companhia aérea australiana lança "voos mistério"

A companhia aérea australiana Qantas anunciou “voos mistério”, nos quais os passageiros não fazem ideia para onde vão, numa tentativa de atrair mais clientes. As fronteiras internacionais da Austrália estão atualmente fechadas e parece improvável que …