Uma conferência via Zoom acabou por gerar uma crise política no Pacífico

Alexwinkler / Wikimedia

Henry Puna, ex-primeiro-ministro das Ilhas Cook

Cinco nações decidiram retirar-se do Fórum das Ilhas do Pacífico, alegando que não foi respeitado o acordo informal segundo o qual o novo secretário-geral deveria ser um candidato da Micronésia.

Micronésia, Nauru, Kiribati, Ilhas Marshall e Palau anunciaram ter iniciado o processo de saída do Fórum das Ilhas do Pacífico, o que, segundo o canal estatal russo RT, está a ser visto como uma das maiores crises deste organismo nos seus 50 anos de história.

Todos os anos, os 18 Estados-membros reúnem-se no território de um destes para discutir os problemas mais importantes da região e, a cada três anos, é escolhido um novo secretário-geral com base numa rotação sub-regional.

Este ano, devido à pandemia de covid-19, os líderes das 18 nações reuniram-se através de uma videoconferência no Zoom, na qual, além de discutir os temas acertados, foi necessário escolher o novo secretário-geral.

Segundo o acordo rotativo, este ano a posição deveria recair sobre o candidato da Micronésia, nação que nomeou o embaixador das Ilhas Marshall nos Estados Unidos, Gerald Zackious. No entanto, na votação, este perdeu para o ex-primeiro-ministro das Ilhas Cook, Henry Puna, que obteve mais um voto. E foi este resultado que motivou a revolta.

Numa declaração conjunta, os dirigentes dos cinco países explicaram a sua decisão, dizendo que não foi respeitado o acordo informal para eleger como novo secretário-geral o candidato desta sub-região.

“Não adianta participar numa organização que não respeita os acordos estabelecidos, inclusive o acordo de cavalheiros sobre a rotação sub-regional”, pode ler-se no comunicado, que também indica que, embora os cinco países iniciem o processo de retirada, a decisão final sobre como proceder será tomada pelos respetivos Governos.

“O que vimos é um fracasso da rota do Pacífico”, disse o presidente dos Estados Federados da Micronésia, David Panuelo, à televisão estatal australiana ABC. “O que vimos é que o Pacífico Sul despreza o Pacífico Norte e achámos isso profundamente infeliz. (…) É uma grande fratura na unidade e no espírito de cooperação”, acrescentou.

Por sua vez, Henry Puna, o vencedor da votação para o cargo, argumentou que a crise provocada pelo novo coronavírus significa que o acordo de cavalheiros deve ser ignorado em favor de uma boa liderança, posição esta que também foi apoiada pelo presidente do Fórum.

“Puna assume o cargo de secretário-geral num momento crítico da história da região e deve guiá-la através da recuperação da covid-19”, disse Kausea Natano à agência France-Presse, descrevendo ainda a escolha como uma “decisão de consenso”.

O Fórum das Ilhas do Pacífico foi fundado em 1971 e é composto por 18 membros: Austrália, Nova Zelândia, Nova Caledónia, Estados Federados da Micronésia, Fiji, Ilhas Cook, Ilhas Salomão, Ilhas Marshall, Papua Nova Guiné, Polinésia Francesa, Samoa, Tonga, Niue, Tuvalu, Vanuatu, Kiribati, Nauru e Palau.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Domingo invulgar: 17 grandes jogos para ver, em poucas horas

A ementa começa em França, ao meio-dia, e acaba no Chile, já depois das oito da noite. Não estamos perto do Carnaval mas vem aí um "domingo gordo" no futebol. Vários jogos grandes, uns mais mediáticos …

Sporting 1-0 Moreirense | Capitão Coates embala leão

O Sporting igualou hoje o FC Porto na liderança provisória da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer em casa o Moreirense, por 1-0, em jogo da nona jornada. O capitão Sebastián Coates marcou, aos …

Relatório médico indica que jovem chinês morreu após beber uma garrafa de Coca-Cola em dez minutos

Um homem chinês morreu depois de beber uma garrafa de 1,5 litros de Coca-Cola em dez minutos, informaram os médicos num relatório. O jovem de 22 anos, que não tinha doenças subjacentes, dirigiu às urgências do …

Universidade no Reino Unido tem arquivo de "casas assombradas"

A Universidade de Sheffield, no Reino Unido, tem um arquivo aberto ao público com quase 80 mil fotografias de "casas assombradas" de várias feiras populares. Para muitos, o medo é parte integrante da experiência de uma …

J&J acusada de usar manobra para impedir processos judiciais relativos à venda de pó de talco com propriedades cancerígenas

A Johnson & Johnson está a ser criticada por usar uma manobra para impedir cerca de 38 mil processos judiciais que alegam que o famoso baby powder da marca causa cancro. De acordo com a NPR, …

Tondela 1-3 FC Porto | Hat-trick de Taremi castiga insolência beirã

O iraniano Mehdi Taremi foi a grande figura da vitória do FC Porto em casa do Tondela, por 3-1. Os homens da casa marcaram primeiro, mas cedo se viram reduzidos a dez elementos e tiveram …

Chamam-lhe "Lady Trump". A candidata a governadora do Nevada que está a gerar polémica

Conhecida como "Lady Trump", Michele Fiore anunciou a sua candidatura a governadora do estado do Nevada em estilo, gerando polémica nos Estados Unidos. Michele Fiore, vereadora de Las Vegas, anunciou esta terça-feira a sua candidatura a …

Benfica abre inquérito a envolvimento de colaboradores em negócio de ações da SAD

O Benfica abriu um inquérito interno para averiguar o possível envolvimento de dois colaboradores num eventual negócio de transação de ações da SAD ‘encarnada’, informou hoje o clube, em comunicado. “Tendo em conta as recentes notícias …

Um hipopótamo na água

Tribunal norte-americano reconhece hipopótamos de Pablo Escobar como pessoas jurídicas

O grupo de hipopótamos, mais uma parte do legado deixado na Colômbia por Pablo Escobar, recebeu o estatuto de "pessoas jurídicas". Um tribunal federal dos Estados Unidos defendeu que os descendentes dos hipopótamos do barão da …

Mais rapidez e menos ruído. E-bikes permitem que militares em ação passem despercebidos

Os soldados do Regimento de Cavalaria da Infantaria Montada de Queensland, na Austrália, estão a testar e-bikes para perceber se o veículo poderá ser uma opção válida para operações no terreno. Passar despercebido no terreno é …