Concorde pode voltar a voar em 2019

Um grupo de fãs britânicos do Concorde, o avião civil supersónico que marcou a história do setor, diz ter reunido recursos para fazer o modelo voar novamente em 2019.

O Clube Concorde, criado por ex-pilotos, ex-comissários e entusiastas do avião, diz ter 120 milhões de libras (cerca de 160 milhões de euros) reservadas para o plano de “regresso do voo”. O grupo também planeia colocar outro modelo do avião supersónico em exposição permanente no centro de Londres.

O ultimo voo do Concorde, que pode atingir até duas vezes a velocidade do som – ou seja, 2.146 km/h -, foi em 2003.

As negociações em curso procuram adquirir ou arrendar as duas aeronaves. Paul James, presidente do Clube Concorde, diz que pretendem obter os aviões na França, mas que o acordo ainda não foi fechado.

“Ficamos impressionados pelo entusiasmo e pela quantidade de pessoas que querem investir. O apoio mostra quantas pessoas ainda admiram o Concorde e querem vê-lo a voar novamente”, afirmou James.

“A aeronave que gostaríamos de pôr no ar está no aeroporto Le Bourget, em Paris. Também queríamos arrendar e restaurar um Concorde da British Airways para exposição em Londres, perto do London Eye, mas não foi possível, então estamos de olhos postos em França e num concorde perto do aeroporto de Orly”, completou.

Após a restauração, a aeronave seria usada para espetáculos de aviação, eventos especiais e voos privados.

Ícone global

James diz estar confiante de que o avião possa ser preparado para voos em 2019, para coincidir com o aniversário de 50 anos do primeiro voo do Concorde.

O plano começou depois do grupo reunir 40 milhões de libras (cerca de 55 milhões de euros) para expor o jato no rio Tamisa, em Londres, nas imediações da roda-gigante London Eye.

“É um ícone global”, disse James. “Todas as autoridades mostraram-se recetivas à nossa ideia de trazer um Corcorde para o rio como uma atração turística, e o London Eye concordou em partilhar a plataforma onde se localizam.”

O grupo de entusiastas precisa ainda garantir a permissão de planeamento da empreitada, mas James diz que o objetivo é construir a atração em 2017, antes de abrir uma exposição semelhante em Paris.

O Concorde “reformou-se” em 2003, três anos depois de um acidente nos arredores de Paris que deixou 113 mortos. Na altura, o avião supersónico pegou fogo pouco após descolar do aeroporto Charles de Gaulle.

Após o desastre, os Concordes foram retirados de operação durante um ano e, após um breve regresso, definitivamente estacionados em 2003.

Um juiz francês apontou, ao fim de quatro anos de investigações, que um pedaço de metal que tinha caído antes de um avião da Continental Airlines desempenhou um papel direto no acidente.

Posteriormente, a Justiça francesa retirou as acusações criminais contra a empresa aérea norte-americana, que sempre negou responsabilidade no desastre.

ZAP / BBC

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Nona Sinfonia de Beethoven revela novos detalhes sobre o cérebro humano

A Nona Sinfonia de Ludwig van Beethoven, 250 anos após a sua criação, ajudou a demonstrar a existência de células conceituais no cérebro. Quase 200 anos depois da morte de Beethoven, a maior obra do músico …

Governo vai suspender devolução dos manuais escolares

O ministro da Educação informou hoje que o Governo vai suspender a devolução de manuais escolares, em curso desde 26 de junho, cumprindo a decisão do parlamento, que aprovou uma proposta nesse sentido. O plenário da …

Cuba prestes a abrir portas ao turismo (exceto aos cubano-americanos)

Depois de fechar as suas fronteiras para os turistas no final de março por causa da pandemia da covid-19, Cuba prepara-se agora para reabrir várias das suas baías ao turismo - mas há algumas exceções. …

Cidade do México enterrou os rios para prevenir doenças, mas a covid-19 resiste e prospera

Na tentativa de evitar a disseminação de doenças como a malária e a cólera, a Cidade do México enterrou os seus rios. Agora, como consequência, criou inadvertidamente as condições necessárias para a covid-19 prosperar. A Cidade …

Descoberto sistema de túneis da I Guerra onde estarão enterrados dezenas de soldados

A Agência do Património da Bélgica anunciou esta semana a descoberta de um sistema de túneis alemão da I Guerra Mundial, onde estarão, muito provavelmente, dezenas de soldados enterrados. Em comunicado, citado pela Russia Today, …

Cinco funcionários da Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia

Cinco funcionários da produtora automóvel Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia, avança o The Washington Post. De acordo com o jornal norte-americano, foram cinco os colaboradores dispensados da …

"Qual o lugar mais seguro?". Costa compara infetados no Reino Unido e Algarve

O primeiro-ministro apresentou hoje uma tabela que mostra o Reino Unido muito acima do Algarve em número de infetados com covid-19 por cem mil habitantes e pergunta qual o lugar mais seguro para umas férias …

Azul anuncia venda de 6% da TAP ao Estado por 10 milhões de euros

A companhia aérea brasileira Azul, de David Neeleman, anunciou hoje a venda de 6% da TAP, no âmbito do acordo anunciado esta quinta-feira entre o Estado e os acionistas privados, que “garante a continuação” da …

NASA cria dispositivo que o avisa para não tocar no rosto (e pode ser reproduzido em casa)

A pensar na pandemia, a NASA desenvolveu o PULSE, um colar vibratório que nos alerta se formos tocar no rosto com as nossas mãos. A pandemia de covid-19 alastrou pelo mundo e, enquanto não chega um …

Há mais 11 mortes e 374 novos casos de infecção (300 são na Grande Lisboa)

Portugal regista hoje mais 11 mortos devido à doença covid-19 do que na quinta-feira e mais 374 infectados, dos quais 300 na Região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo o boletim da Direcção-Geral da …