Compostagem humana pode vir a ser autorizada nos Estados Unidos

Nos Estados Unidos, pode vir a ser autorizada uma alternativa ecológica e barata para funerais – transformar os restos humanos em fertilizante orgânico composto.

A compostagem é o processo pelo qual materiais orgânicos são decompostos e transformados em fertilizante para o solo. Nada impede a utilização de cadáveres humanos neste processo, contudo, enterrar restos humanos num jardim, por exemplo, é um princípio ilegal, uma vez que só pode ser lugar de sepultura aquilo que é oficialmente designado como tal.

Agora, segundo o Expresso, está uma lei em discussão no estado norte-americano de Washington que autoriza a “recomposição”, isto é, a recompostagem de cadáveres humanos. A lei, apoiada pelo senador Jamie Pedersen, parece ter boas probabilidades de ser aprovada.

Além dos argumentos ecológicos, esta lei tem também a seu favor argumentos económicos, dado que o processo de “recomposição” ficará substancialmente mais barato do que um funeral normal.

A lei tem por base um estudo realizado pela Universidade de Washington que desenvolveu uma forma de aplicar o processo. Na prática, a técnica baseia-se em misturar os corpos com material vegetal num compartimento a temperatura controlada, fornecendo oxigénio de vez em quando para acelerar a atividade microbial. Ao fim de algumas semanas, o composto está pronto a ser usado.

Esta ideia nasceu quando uma designer norte-americana tomou conhecimento de que o gado podia ser usado em compostagem. A partir daí, imaginar o mesmo processo com seres humanos foi apenas um passo, explica o Expresso.

“A vantagem que vejo como cientista do solo e cientista ambiental é que o processo faz uma utilização relativamente baixo de recursos e também cria este produto parecido com o solo que ajuda a armazenar carbono“, explicou Lynne Carpenter Boogs, uma das investigadoras que participou neste estudo pioneiro.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Foda-se. Há k ter um pouco mais de respeito pelos restos mortais dos humanos.Claro k há por aqui muitas mentes brilhantes e avançadas em termos do descartavel, k vem já “ferrarem-me nas canelas”, chamando-me retrógrado.Estou para guerras, venham elas.

  2. Julgo que é algo que só deveria acontecer se for desejo da pessoa, tendo de ficar devidamente registado. Concordo que fosse apenas aproveitado o pó após a cremação e não o corpo em si…julgo que é algo macabro e estranho demais para ser considerada uma opção viável….é como se estivéssemos a comer uns aos outros.
    Sinto-me indignada com este estudo e possibilidade…há que existir limites à humanidade…está a haver muita desumanização…a contaminação de uns para os outros…é inconcebível que algum humano esteja a considerar isto como algo a colocar em prática….enfim……

RESPONDER

Até as estrelas têm auroras (e já as podemos ver)

Uma equipa internacional de astrónomos observou sinais de rádio estranhos vindos de uma anã vermelha. Estas ondas bizarras estavam a ser produzidas pela interação com um exoplaneta que orbitava a estrela, criando uma aurora. Apesar de …

Tiroteios em dois bares fazem oito mortos na Alemanha

Pelo menos oito pessoas morreram hoje em dois tiroteios em dois bares na cidade alemã de Hanau, no centro do país, indicou a polícia local, sem precisar o número. O primeiro tiroteio ocorreu num bar de …

Descobertos sarcófago e altar dedicado ao fundador de Roma do século VI a.C.

Os dois objetos foram descobertos numa área subterrânea perto da Cúria, foi anunciado esta terça-feira. Um sarcófago considerado "excecional" e um altar do século VI a.C., que poderá ter sido dedicado a Rómulo, fundador de Roma, …

40 anos depois, cientistas identificam falha fundamental na eficiência dos painéis solares

Os painéis solares são uma das invenções mais impressionantes, mas é emergente descobrir como torná-los ainda mais eficientes. Recentemente, uma equipa de cientistas resolveu um mistério de 40 anos em torno de um dos principais …

SIC vai lançar serviço de streaming e canal de e-sports este ano

A SIC vai avançar para uma plataforma de streaming ainda em 2020. A "Netflix à portuguesa" ainda não tem nome, mas tem como objetivo "encontrar mais e novas audiências". Em entrevista ao jornal Público, o CEO …

Dagmar Turner tocou violino enquanto lhe era removido um tumor do cérebro

Uma paciente do King's College Hospital, no Reino Unido, tocou violino enquanto os médicos lhe removiam um tumor do cérebro. Desta forma, foi possível preservar a sua capacidade de tocar e a sua paixão de 40 …

"Não é aceitável". Tribunal de Contas refuta acusações de Manuel Heitor

O Tribunal de Contas (TdC) refutou as acusações do ministro do Ensino Superior sobre a auditoria ao modelo de financiamento do setor, considerando-as inaceitáveis e infundadas. "O tribunal tem o máximo respeito pela opinião dos auditados, …

"Lava que se farta". Isabel dos Santos recorre da absolvição de Ana Gomes

A empresária angolana recorreu para o Tribunal da Relação de Lisboa por causa das publicações no Twitter nas quais a antiga eurodeputada acusa a empresária, por exemplo, de "lavar que se farta". Em janeiro, o Tribunal …

Ministro considera "inaceitável" que TAP pague prémios em ano de prejuízos

O ministro das Infraestruturas e da Habitação considerou "inaceitável" que a TAP, empresa que "tem 100 milhões de euros de prejuízos" em 2019, atribua prémios a uma minoria de trabalhadores. "É uma falta de respeito para …

Eventos climáticos extremos podem levar os EUA a uma crise económica, revela estudo

Um relatório recentemente divulgado revela que os eventos climáticos extremos podem levar os Estados Unidos (EUA) a uma crise económica sem precedentes, com uma maior incidência no mercado da energia. "Se o mercado não fizer um …