/

Num restaurante do Dubai, deixar comida no prato dá multa (e é mais cara que a refeição)

Com o Dubai a tornar-se mais consciente do desperdício de alimentos, um restaurante lembrou-se de uma maneira de fazer com que os clientes não deixem comida no prato.

O restaurante Gulou Hotpot, em Al Barsha, uma sossegada área residencial no Dubai, acrescenta 50 dirhams – equivalente 4,59 euros – à conta de qualquer cliente que deixe sobras no final da refeição, informa o portal Time Out Dubai.

A taxa, que foi apresentada assim que o restaurante abriu portas em setembro do ano passado, aplica-se apenas ao pedido do negócio de “hot pot”: um caldo quente que é cozido no centro da mesa, ao qual carne, peixe, tofu, legumes e outros alimentos que são adicionados de acordo com o gosto do consumidor.

Esta oferta custa 49 dirhams (4,50 euros) e inclui duas horas de ingredientes o caldo e bebidas ilimitados. Mas, se o cliente perder o apetite, terá de pagar uma multa que é ainda maior que o preço do prato.

A medida tem como objetivo que os proprietários das instalações reduzam a quantidade de resíduos produzidos pelo restaurante e também ensinam os clientes a pensar antes de encomendar as suas porções.

Há muito tempo que o Dubai tem uma imagem de excesso quando se trata de eventos culinários, como brunches, onde quantidades excessivas de comida preparadas apenas em grandes quantidades são desperdiçadas.

O residente dos Emirados Árabes Unidos produz 2,7 quilos de resíduos por dia, segundo a Dubai Carbon, em termos de alimentos e embalagens. Estima-se também que cerca de 11 mil milhões de euros em alimentos sejam desperdiçados por empresas e consumidores no país.

Para muitos hotéis e restaurantes, especialmente no Dubai, os brunches luxuosos são um grande ponto de venda.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.