/

Dezoito grandes comícios de Trump podem ter provocado 30 mil infeções e 700 mortes

Donald Trump

Um novo estudo da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, estima que dezoito grandes comícios de Donald Trump podem ter contribuído para que o país tenha tido mais 300 mil infeções de covid-19.

O estudo, intitulado Os Efeitos dos Encontros de Grandes Grupos na Propagação da Covid-19: o Exemplo dos Comícios de Trump, estima, a partir de extrapolações de amostragem de vários comícios de Trump, que “estes dezoito comícios resultaram em última análise em mais de 30 mil casos confirmados de covid-19 adicionais”.

“Aplicando taxas de mortalidade posteriores ao evento especificas para cada município, concluímos que é provável que os comícios tenham provocado mais de 700 mortes (não necessariamente de presentes)”, lê-se no artigo, citado pelo Observador.

Os investigadores analisaram dados de um período de até dez semanas posteriores a cada evento. O método foi “baseado num conjunto de modelos de regressão, um para cada evento, que captam a relação entre os efeitos pós-eventos e as características pré-evento, incluindo demografia e a trajetória de casos covid-19, em municípios semelhantes” àqueles que os comícios ocorreram.

Segundo as estimativas, os 18 eventos “aumentaram subsequentemente os casos confirmados de covid-19 em mais de 250 por cada 100 mil residentes”.

Os cientistas norte-americanos apontam ainda que estão “a par de um pequeno conjunto de análises semelhantes” feitas pelos seus pares e citam um estudo que se concentra num comício de Donald Trump em Tulsa.

“Não encontram nenhum acréscimo de novos casos ou mortes. O problema em concentrarmo-nos num só evento é que os efeitos na covid-19 são altamente variáveis, como indicado pela magnitude dos erros padrão de previsões na nossa análise”, explicam.

A análise agora revelada “suporta fortemente os avisos e recomendações de oficiais de saúde pública relativamente ao risco de transmissão da covid-19 em encontros de grandes grupos, particularmente quando o grau de cumprimento de diretrizes relativas a uso de máscara e distanciamento social é baixo”.

“As comunidades nas quais os comícios de Trump aconteceram pagaram um preço alto relativamente a doenças e mortes.”

A equipa escolheu os eventos de Donald Trump por “envolveram um grande número de participantes” e pelo facto de o conjunto de grandes eventos de campanha de Trump ser “facilmente identificável”, ao contrário de outros conjuntos de grandes eventos mais difíceis de situar, localizar ou confirmar.

Além disso, sustentam, “os eventos aconteceram em dias identificáveis”, não se tendo espalhado ao longo de vários dias.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.