Novo concurso põe em causa a colocação de mais de 13 mil professores

Paulo Vaz Henriques / Portugal.gov.pt

A Secretária de Estado Adjunta da Educação, Alexandra Leitão, e o Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues

O concurso de mobilidade para todos os professores, aprovado esta sexta-feira no Parlamento, põe em causa “a estabilidade de mais de 13 mil docentes”, alerta a secretária de Estado Adjunta e da Educação.

O Parlamento decidiu, esta sexta-feira, voltar a realizar um concurso de mobilidade para professores dos quadros, que irá substituir o polémico concurso realizado no ano passado que levou à apresentação de 799 providências cautelares.

Segundo a secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, o novo concurso põe em causa milhares de colocações efetuadas no ano passado, afirmou ontem na Assembleia da República.

Em declarações ao Público, o Ministério insiste que, apesar dos docentes de carreira não serem obrigados a concorrer, a solução aprovada no Parlamento “põe em causa a estabilidade de mais de 13 mil docentes“. Agora, cabe ao Presidente da República decidir se promulga, ou não, as alterações aprovadas esta sexta-feira.

De acordo com o jornal, os docentes que foram colocados em 2017 deveriam permanecer até 2020 nas vagas que ocuparam, já que os concursos de mobilidade interna realizam-se por norma de quatro em quatro anos.

O Ministério decidiu quebrar esta regra quando decidiu lançar um concurso interno antecipado só para os docentes insatisfeitos, permitindo aos restantes manterem-se na mesma escola.

No Parlamento, Alexandra Leitão alertou ainda para o perigo de instabilidade nas escolas, já que um novo processo de colocação poderá não estar concluído antes do início das aulas, em setembro.  Mas para o PCP, BE e PSD a culpa de eventuais problemas será sempre da “arrogância” da tutela, que se recusou a corrigir a situação atempadamente.

“Se atrasos houver, senhora secretária de estado e senhor deputado Porfírio Silva, terá de ser imputado ao Governo”, defendeu Ana Mesquita, do PCP, acusando o Executivo de não ter ouvido os professores, as estruturas sindicais nem os partidos políticos.

Ao jornal, o presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas, Filinto Lima, considera que “podem ser boas notícias para os professores, mas para as escolas não são“.

O líder da Fenprof, Mário Nogueira, também lamenta que o Governo tenha rejeitado a proposta que apresentaram em setembro para resolver o problema. “O erro deveria ter sido logo assumido pelo Ministério. Agora vamos ter também muitos outros professores que vão ficar descontentes“, acrescentou.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

O antigo campo magnético da Lua pode ter servido de "escudo" para atmosfera da Terra

Há 4 mil milhões de anos, a Lua pode ter protegido a atmosfera Terra, através do seu já extinto campo magnético, do Sol, sugere uma nova investigação, levada a cabo por um especialista da agência …

Coloridos e selados. Descobertos no Egito sarcófagos com mais de 2.500 anos

As autoridades egípcias anunciaram esta segunda-feira a descoberta de uma coleção de sarcófagos datados de há mais de 2.500 anos, na zona arqueológica de Sakkara, a sul da cidade do Cairo. Em comunicado, citado pela agência …

Nokia vai criar para a NASA a primeira rede móvel operacional na Lua

O grupo finlandês Nokia vai fabricar para a NASA aquela que será a primeira rede móvel móvel na Lua, como parte de um projeto de base humana permanente da agência espacial norte-americana, foi esta segunda-feira …

Sarkozy acusado de "associação criminosa". Investigação sobre ligações à Líbia continua

Nicolas Sarkozy, o antigo Presidente francês, está a ser acusado de "associação criminosa" como parte de uma investigação sobre o financiamento da sua campanha presidencial de 2007, particularmente acerca dos seus alegados vínculos com o …

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em três milénios

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em quase três milénios, aponta uma nova investigação da Universidade de Massachusetts em Amherst, nos Estados Unidos, e da Universidade de Quebec, no Canadá. As …

NASA apresenta rover "transformer" que vai explorar os penhascos íngremes de Marte

A NASA acaba de apresentar um rover de quatro rodas, denominado DuAxel, que se pode dividir em dois rovers de duas rodas separados. O robô foi projetado para, um dia, explorar alguns dos terrenos mais …

Veneno de vespa pode ter muito "potencial" na composição de antibióticos

Com o passar dos anos, a população começa a ficar mais resistente a certos medicamentos e estes deixam de fazer efeito. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu novas moléculas anti-microbianas a partir do veneno de …

"Ou és infetado ou morres de fome". Trabalhadores da Amazon nas Filipinas denunciam condições precárias

Trabalhadores contratados pela empresa de segurança Ring da Amazon que trabalham em call centers nas Filipinas denunciam condições de trabalho que dizem ser precárias, mostrando-se ainda mais preocupados com a situação por causa da pandemia …

"Momento muito duro". André Almeida sofreu rotura de ligamentos e arrisca paragem longa

O futebolista internacional português André Almeida sofreu uma entorse do joelho direito, que resultou numa “rotura do ligamento cruzado anterior e do ligamento lateral interno”, informou esta segunda-feira o Benfica. O lateral dos encarnados saiu aos …

Apoio à retoma. Empresas com perdas de 25% podem reduzir horário até 33% já esta terça-feira

Empregadores com quebra de faturação igual ou superior a 25% vão poder reduzir até 33% o horário dos trabalhadores, entre outubro e dezembro, segundo a alteração ao regime de retoma progressiva de empresas em crise. O …