Coligação rejeita Governo de gestão

Manuel de Almeida, Lusa

A ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, com o novo ministro da Justiça, Fernando Negrão

A ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, com o novo ministro da Justiça, Fernando Negrão

O novo ministro da Justiça indicou esta quinta-feira que “não há disponibilidade para um Governo de gestão” caso seja derrubado pela Esquerda.

Em entrevista à Antena 1, o novo ministro Fernando Negrão disse que “tudo aponta para que o Governo não esteja disponível” para um Governo de gestão.

Recordando o anúncio da indigitação de Passos Coelho para primeiro-ministro, o atual ministro da Justiça considera que Cavaco “fez um discurso efetivamente veemente”, elencando as “consequências de um Governo formado pela coligação de esquerda”.

Fernando Negrão manifestou ainda esperança de que os deputados socialistas que estão contra o acordo de Esquerda “votem em consciência” o programa de Governo e que permitam que este não seja chumbado pela moção de rejeição.

“Se o acordo à esquerda tiver uma amplitude de tal modo perigosa para o país, quero pensar que esses deputados pensem duas vezes antes de votar a queda do governo”, disse o ministro referindo-se aos 14 socialistas que não votaram em Carlos César para líder parlamentar do PS.

Na semana passada, o ministro chegou a ser o candidato da coligação à Presidência da Assembleia da República, mas foi derrotado por Ferro Rodrigues que ganhou com a maioria dos votos.

Fernando Negrão foi ministro da Segurança Social, da Família e da Criança no governo liderado por Santana Lopes. Foi diretor-geral da Polícia Judiciária e presidente do Conselho de Administração do Instituto da Droga e da Toxicodependência. Também ganhou protagonismo na anterior legislatura por ter sido o presidente da comissão de inquérito ao BES.

ZAP

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Eles são os iluminados, os outros são perigosos! Esta gente já não tem limites…
    O que a maioria dos portugueses ´desempregados ou com trabalho precário, já sem casa e a viver de esmolas está a viver, já não é um perigo é uma tragédia!

  2. A ver vamos, esta malta não é de fiar; Coelho, Portas e Cavaco pensam que são os detentores de todas as verdades e os salvadores da Pátria, a lembrar os tempos da outra senhora.

  3. Nem URSS, nem Cuba, nem a rep. “democrática” da alemanha quanto mais o siriza… Há-de faltar-lhes o caviar de aviário! Esquerdistas de fachada, burgueses alinhados ao tacho…

  4. Os trabalhadores do sector produtivo nacional, dessas empresas que contribuem para a economia, para o PIB para o emprego, para a riqueza do país,, que pagam IRC e IRS, começam a estar preocupados porque são alguns funcionários da administração pública com empregos assegurados para a vida que permanecem em campanha… PÓ TACHO habitual!

  5. Têm toda a razão para não aceitar um governo em tais condições no entanto terão que começar logo a trabalhar a pensar no futuro pois a tempestade governativa que aí virá certamente não poderá ter muito tempo de vida e mais uma vez PSD/CDS terão de cumprir a missão de bombeiros.

RESPONDER

Eutanásia começa a ser discutida. Deputados consideram pergunta "confusa" e "não" é quase certo

A discussão sobre a eutanásia começa hoje no Parlamento e estende-se até sexta-feira. A proposta, que conta com o apoio da Igreja Católica, deve ser chumbada, tendo em conta os sentidos de voto já conhecidos, mas …

Cabrita mantém auditoria sobre falhas na GNR e PSP em segredo

A auditoria "Cartografia de Risco", feita pela Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) que detetou falhas na formação e organização na GNR e na PSP, continua em segredo no gabinete do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita. Em …

Assassino publicou áudio a dizer que "vingou o profeta". Pai de aluna e dois menores podem ter sido cúmplices

O assassino do professor francês que mostrou caricaturas de Maomé numa aula divulgou uma mensagem de áudio nas redes sociais em que dizia ter vingado o profeta, após publicar uma fotografia da sua vítima, avança …

Avanços e ajustamentos em pezinhos de lã. Sem certezas, Governo tenta aproximar-se à esquerda

A tensão entre o PS e a esquerda já dura há duas semanas. O Governo já fez algumas cedências em troca do "sim" dos parceiros, mas falta a análise que tarda em chegar. Fonte do Governo …

"Bazuca" dá mais mil milhões para "revolução" nos transportes de Lisboa e Porto

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, diz que estamos perante uma "revolução" que vai mudar muito a circulação das pessoas em Lisboa e no Porto. O dinheiro vindo da União …

"Médicos pela Verdade". Ordem abre processo contra movimento que desvaloriza gravidade da covid-19

A Ordem dos Médicos abriu processos disciplinares a 7 médicos do movimento Médicos pela Verdade, grupo que desvaloriza a gravidade da covid-19 e se mostra contra o uso generalizado de máscaras e de testes de …

"Esta é a crise das nossas vidas". Vieira da Silva diz que chumbo do OE seria "dificilmente compreensível"

O ex-ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva, elogiou, em entrevista ao jornal ECO, a proposta para Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) e disse que seria "estranho" que não …

Podemos acusado de financiamento irregular, crime eleitoral e falsificação de documentos

O partido espanhol Podemos é acusado de financiamento irregular, crime eleitoral e falsificação de documentos comerciais. A acusação consta num despacho do juiz de instrução Juan José Escalonilla, datado de 10 de setembro, ao qual a …

Shakhtar derrota Real Madrid. Em Espanha, comparam Zidane a Lopetegui

O Shakhtar Donetsk, treinado pelo português Luís Castro, surpreendeu e venceu o Real Madrid, por 2-3, no arranque da fase de grupos da Liga dos Campeões. Os ucranianos chegaram a estar a vencer por três …

Se OE for chumbado, portugueses acreditam que a culpa é da esquerda

Se o Orçamento do Estado para 2021 for chumbado, os portugueses acreditam que a esquerda terá responsabilidades, segundo uma sondagem da Intercampus. De acordo com a sondagem da Intercampus para o Jornal de Negócios, CM e …