“Coletes amarelos” passam despercebidos em Paris

Christophe Petit Tesson / EPA

Com os locais habituais de manifestação interditos e reforço militar junto às principais instituições francesas, os “coletes amarelos” são ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre turistas e parisienses.

A manhã na capital francesa é calma, especialmente nos Campos Elísios. Depois da destruição da avenida na semana passada, o dispositivo policial voltou a ser reforçado este sábado com seis mil polícias na rua, blindados e ainda a presença dos militares da operação antiterrorista “Sentinela” a proteger as principais instituições francesas.

Esta medida coloca algumas questões e debate entre os próprios “coletes amarelos”: “Sabemos que os militares estão do nosso lado, estão aqui em pontos estratégicos para defender as instituições. Mas se eu for ao Eliseu e eles estiverem lá, o que é que acontece? É como se estivéssemos na Coreia do Norte ou na China”, disse Christelle, vestida com colete amarelo e vinda dos arredores de Paris para se manifestar mais uma vez nas ruas da capital, em declarações à agência Lusa.

Christelle esteve na semana passada nos Campos Elísios, afirma ser “pacifista”, mas não tem grandes remorsos em relação à violência mostrada pelo movimento.

“Em relação às lojas e às pilhagens, se estão lá nos Campos Elísios é porque têm meios para lá estar. Não quero saber da Hugo Boss, eles já fazem muito dinheiro. Mesmo o Fouquet em cinzas, a mim tanto me faz, as seguradoras vão pagar tudo. O que me preocupa são só as pessoas que trabalham lá e que agora estão no desemprego”, afirmou.

Com interdição de manifestação na principal avenida da capital, os “coletes amarelos” concentram-se esta manhã no Trocadero – em frente à Torre Eiffel -, na praça de Denfert-Rochereau e ainda em Montmartre, com dois cortejos declarados às autoridades francesas.

No entanto, o medo ainda paira entre os habitantes do 8.º bairro onde ficam os Campos Elísios. “Eu só quero paz. Já tivemos fins de semana difíceis. Gostava que o Governo encontrasse uma solução para isto porque já chega. Tenho medo que isto vá até ao verão. A economia está a sofrer muito com isto, a imagem da França é catastrófica. Já para não falar do turismo, ninguém quer vir”, contou Jacques, que vive na Avenida Kleber, junto ao Arco do Triunfo à agência Lusa.

A destruição ainda visível nos Campos Elísios desilude também os turistas. Eva e Henreiz vieram de Israel para passar alguns dias em Paris e, apesar de dizerem que tudo correu bem e não sentiram medo, não deixam de levar alguma desilusão como lembrança da cidade. “Eu estou um pouco desiludido. Esperamos ver os Campos Elísios bonitos e só vemos lojas partidas”, lamentou o israelita.

A situação mais tensa em França, até agora, aconteceu em Nice onde os manifestantes se instalaram numa praça interdita aos protestos. A praça foi evacuada e houve alguns momentos de tensão e algumas detenções por parte da polícia. Em Paris, até ao fim da manhã tinham sido detidos 31 “coletes amarelos”.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

25 de Abril marca revolução na linha do Minho. CP vai pôr a circular comboios eléctricos

Os comboios eléctricos vão começar a circular na linha do Minho, nos serviços inter-regional e regional, no próximo dia 25 de Abril. Além disso, o comboio Intercidades também vai chegar a Valença. Estas novidades constituem uma …

Em homenagem ao príncipe Filipe, salvas de canhão ouviram-se em todo o Reino Unido (e Buckingham encheu-se de flores)

Salvas de tiros de canhão foram disparadas este sábado ao meio-dia em todo o Reino Unido em homenagem ao príncipe Filipe, marido da rainha Isabel II, que morreu na sexta-feira aos 99 anos. A partir da …

Fátima avança com 13 de Maio com peregrinos (se situação pandémica se mantiver estável)

Ao contrário do ano passado, as celebrações do 13 de Maio deste ano, em Fátima, deverão ocorrer com a presença de peregrinos caso a situação pandémica se mantenha estável.  O Santuário de Fátima prevê que as …

14 polícias mortos em ataque de guerrilhas. EUA anunciam sanções a empresa do Myanmar

Pelo menos 14 polícias perderam a vida este sábado no noroeste do Myanmar (antiga Birmânia) durante um ataque coordenado por várias guerrilhas étnicas, noticiaram meios de comunicação locais. O ataque, que deixou pelo menos cinco oficiais …

Sérgio Conceição criticou calendário da Liga (e arrasou jornalista da CMTV)

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, deu um raspanete a um jornalista da CMTV e apontou o dedo à Liga Profissional pela falta de tempo de descanso da sua equipa entre os jogos da Liga …

Mais 601 casos e seis óbitos em Portugal. Internamentos descem

Portugal registou, este sábado, mais seis mortes e 601 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde …

Amadora-Sintra contratualiza mais 480 cirurgias com hospital privado para recuperar listas de espera

O Hospital Fernando da Fonseca (HFF), no distrito de Lisboa, contratualizou com uma unidade de saúde privada a realização de 480 cirurgias de doentes que necessitam de internamento e estão em lista de espera há …

Depois das máscaras e do gel, autotestes à covid-19 também vão ser dedutíveis no IRS

Os autotestes à covid-19 que estão à venda em farmácias e parafarmácias vão ser dedutíveis no IRS. Para isso, é preciso pedir o número de identificação fiscal (NIF) na fatura no momento da compra. De acordo …

Governo estuda cartão eletrónico para apoiar carenciados. Reduz fraudes (e pode beneficiar comércio local)

Portugal está a avaliar adotar uma solução de apoio alimentar a pessoas carenciadas através de cartões eletrónicos ou vouchers. De acordo com o Dinheiro Vivo, que avança a notícia este sábado, o Ministério do Trabalho, Solidariedade …

Enquanto Merkel coordena estados para travar terceira vaga, os britânicos já podem “pensar” nas férias de verão

O governo federal alemão está a planear aprovar uma nova legislação que lhe permitirá assumir o controlo dos estados e impor restrições uniformes em todo o país. O anúncio foi feito esta sexta-feira, segundo o Deutsche …