Após a passagem do Idai, não há tréguas. Cólera é o próximo desafio

Tiago Petinga / Lusa

Em Moçambique, já se registaram mais de 1000 infeções. Pelo menos 959 desses casos foram registados na cidade da Beira, uma das mais afetadas.

Depois da passagem do ciclone Idai, o principal desafio das equipas médicas nas regiões afetas é conter o surto de cólera. Em Moçambique, já se registaram, pelo menos, 1052 infeções, segundo o último balanço avançado pelo Governo moçambicano na segunda-feira. Dessas casos, pelo menos 959 foram registados na cidade da Beira.

Entre domingo e segunda-feira, registaram-se 247 novas infeções nesta cidade com mais de meio milhão de habitantes. Esta é a região mais afetada, seguida de Nhamatanda, com 87 casos e Dondo, com seis casos de cólera, segundo os números das Nações Unidas.

Estes dados permitem estabelecer uma média de 200 casos de novas infeções por dia. No entanto, apesar de o número de pessoas infetadas ter aumentado na última semana, foram registadas apenas duas mortes.

O Público adianta que, na segunda-feira, chegaram ao país 900 mil unidades de vacinas orais contra a cólera, parte de um campanha de vacinação promovida pela Organização Mundial de Saúde (OMS). David Wightwick, líder da operação da OMS na Beira, afirma que estas vacinas “devem atenuar o pico deste surto”. A vacinação deve arrancar esta quarta-feira.

O Gabinete das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA) informa, por sua vez, que foram estabelecidos 11 centros de tratamento da cólera, mas apenas nove deles estão operacionais, na Beira e noutras localizações.

A doença, endémica na região, “manifesta-se de forma rápida e viaja de forma muito rápida também”, disse Sebastian Rhodes  Stampa, coordenador adjunto da missão humanitária das Nações Unidas em Moçambique, citado pela Associated Press.

O último surto de cólera em Moçambique registou-se entre 14 de Agosto de 2017 e 11 de Fevereiro de 2018, com 1799 casos reportados e uma morte, de acordo com os números da Organização Mundial de Saúde.

A cólera é provocada pela bactéria Vibrio cholerae, transmite-se pelo consumo de água e comida contaminadas, manifesta-se sob a forma de diarreia infecciosa e pode matar em apenas algumas horas.

A cólera é o nosso desafio mais imediato”, afirmou David Wightwick, sublinhando que, aliada à desnutrição e à escassez de alimentos, podem ser um cocktail fatal nesta situação. Mas para Wightwick, também é prioritário conter outras doenças como a malária.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Vila do Conde revela que tem 173 casos ativos no concelho

A Câmara de Vila do Conde, do distrito do Porto, revelou esta quarta-feira que existem 173 casos ativos de covid-19 no concelho e que já está em marcha um plano de apoio à população, assim …

Descarrilamento de comboio na Escócia faz pelo menos três mortos

Três pessoas morreram e seis ficaram feridas em consequência do descarrilamento de um comboio de passageiros na Escócia, anunciou a polícia escocesa, citada pela agência Lusa. O acidente ocorreu 160 quilómetros a nordeste de Edimburgo. Numa primeira …

Temido garante que "não haverá exceções" para o Avante (e pede cautela com vacina russa)

A ministra da Saúde defendeu esta quarta-feira que a lotação da Festa do Avante!, organizada pelo PCP, terá este ano que ser inferior à capacidade máxima de 100 mil pessoas do recinto no Seixal, por …

Trump pondera impedir entrada de residentes suspeitos de exposição à covid-19

A Administração norte-americana está a ponderar barrar a reentrada no país a cidadãos norte-americanos ou residentes legais suspeitos de terem sido expostos ao novo coronavírus. De acordo com o Jornal Económico, que cita o jornal New …

Pelo menos 42 feridos em Beirute em confrontos entre polícia e manifestantes

Pelo menos 42 pessoas ficaram feridas, esta terça-feira, em confrontos entre manifestantes e a polícia, pelo quarto dia consecutivo, nas proximidades do Parlamento em Beirute. De acordo com a Cruz Vermelha libanesa, dos pelo menos 42 …

ONU envia ajudas para estabilizar falta de alimentos no Líbano

A Organização das Nações Unidas já começou a ajudar o Líbano, através do envio de farinha de trigo. O objetivo é começar a colmatar a falta de alimentos destruído pelas explosões. Segundo o The Washington Post, …

Mais três mortes e 278 novos casos. Infeções aumentam no Norte

Portugal tem atualmente 12.519 casos ativos de covid-19 e 161 surtos, circunstâncias em que os casos ativos estão ligados a um fenómeno comum, anunciou esta quarta-feira a ministra da Saúde em conferência de imprensa. Esses surtos, …

Oito bebés em Portugal têm a mesma doença que Matilde (e já tomaram o medicamento mais caro do mundo)

Em Portugal, há oito bebés com até 2 anos que já tiveram autorização para tomar Zolgensma, o medicamento mais caro do mundo que pode ser a esperança para os casos de Atrofia Muscular Espinhal. O Jornal …

Praia de Copacabana será a primeira com reserva no areal para banhistas

A praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, Brasil, será o local de testes de um sistema de marcação de lugares no areal através de uma aplicação digital criada pela prefeitura carioca para evitar a …

Podemos e braço direito de Iglesias investigados por alegado financiamento ilegal

O Podemos está a ser investigado na sequência de denúncias sobre eventuais irregularidades de financiamento do partido espanhol liderado por Pablo Iglesias, vice-presidente do Governo espanhol. De acordo com o El Español, em causa está uma …