Comité Olímpico Internacional expulsa dois treinadores da Bielorrússia

Radek Pietruszka / EPA

A atleta bielorrussa Krystsina Tsimanouskaya na chegada à Polónia

O Comité Olímpico Internacional (COI) decidiu expulsar dois treinadores da equipa da Bielorrússia pelo seu papel na tentativa de repatriação forçada da velocista Krystsina Tsimanouskaya.

O Comité Olímpico Internacional decidiu sancionar os treinadores Artur Shimak e Yury Maisevich na sequência de uma comissão disciplinar para “esclarecer as circunstâncias em torno do incidente”, afirmou numa declaração.

“Para o bem-estar dos atletas do Comité Olímpico Nacional bielorrusso que ainda se encontram em Tóquio e como medida provisória, o COI cancelou e retirou as acreditações dos dois treinadores no dia anterior”, disse o organismo internacional.

Os dois treinadores foram convidados a abandonar imediatamente a Aldeia Olímpica e fizeram-no, segundo o COI, que acrescentou que a ambos seria dada “uma oportunidade de se explicarem”.

Durante uma conferência de imprensa de balanço sobre Tóquio 2020, e quando questionado se o COI pretendia adotar novas medidas contra Minsk, o presidente Thomas Bach reafirmou que a missão do órgão que dirige “não é mudar os sistemas políticos”.

O procedimento disciplinar “continua”, disse o alemão, acrescentando que “medidas ou sanções adicionais” podem ser tomadas se a comissão considerar necessário.

“A nossa missão e o nosso objetivo não é mudar nenhum sistema político. A nossa responsabilidade é proteger os atletas o máximo possível“, adiantou o ex-campeão olímpico de esgrima.

Porém, Bach recordou que o COI não reconhece a eleição de Viktor Lukashenko, filho do Presidente da Bielorrússia, como chefe do comité olímpico daquele país, por não ter garantido que os atletas não sejam discriminados pelas suas opiniões políticas.

Krystsina Tsimanouskaya aterrou em Varsóvia, esta quarta-feira, depois de a Polónia lhe ter concedido asilo humanitário, após ter pedido ajuda à polícia japonesa enquanto membros do seu comité nacional tentavam forçá-la a regressar a casa.

O Comité Olímpico bielorrusso disse que Tsimanouskaya tinha de suspender a sua participação nas Olimpíadas por causa do seu “estado emocional e psicológico”.

A atleta, conhecida por expressar apoio ao movimento popular contra o regime de Alexander Lukashenko, estava a competir nos Jogos Olímpicos de Tóquio e temia represálias no seu regresso à Bielorrússia, disse em vídeos e mensagens nas redes sociais.

A Polónia também concedeu um visto humanitário ao seu marido, Arseny Zdanevich, que viajou na quarta-feira de Minsk para a Ucrânia.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Cogumelos laminados

O consumo de cogumelos pode diminuir o risco de depressão

Além de reduzirem o risco de cancro e morte prematura, os cogumelos podem beneficiar a saúde mental de uma pessoa. Uma equipa de investigadores da Faculdade de Medicina de Penn State, nos Estados Unidos, analisou dados …

Os hipopótamos de Pablo Escobar começaram a ser esterilizados

O grupo de hipopótamos, mais uma parte do indesejado legado deixado na Colômbia pelo traficante de droga Pablo Escobar, está a ser esterilizado. Quando o Cartel de Medellín estava no seu auge, Pablo Escobar gastou parte …

Ian Brackenbury Channell, o "feiticeiro de Christchurch"

Duas décadas depois, uma cidade neozelandesa decidiu despedir o seu feiticeiro

Vinte e três anos depois, a autarquia de Christchurch, na Nova Zelândia, decidiu despedir Ian Brackenbury Channell, o famoso feiticeiro da cidade. Desde 1998 que Ian Brackenbury Channell era o "feiticeiro de Christchurch", sendo responsável por …

Um dos microscópios de Darwin vai a leilão. Esteve nas mãos da sua família durante quase 200 anos

Um microscópio que Charles Darwin ofereceu ao filho Leonard - e que esteve nas mãos da sua família ao longo de quase 200 anos - vai ser leiloado em dezembro e poderá valer cerca de …

Pedro Sánchez promete abolir a prostituição em Espanha, por considerar que esta "escraviza" as mulheres

Espanha é um dos países europeus com mais trabalhadoras na indústria do sexo, as quais são sobretudo originárias de países da Europa mais pobres, da América Latina e de África. O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez anunciou …

"Um milagre". Dois jovens sobreviveram quase uma semana no deserto australiano

Dois jovens, de 14 e 21 anos, sobreviveram durante quase uma semana no deserto, sem água e sem comida, depois de se terem perdido no Território do Norte, na Austrália. A polícia fala num verdadeiro …

Carlos Moedas

Moedas vai "dar tudo como presidente" e exige que seja respeitada a legitimidade do seu mandato

Carlos Moedas tomou posse, esta segunda-feira, como novo presidente da Câmara de Lisboa, tendo falado dos objetivos para o próximo quadriénio e deixado um elogio ao seu antecessor e alguns avisos à esquerda. Depois dos cumprimentos …

Chanceler austríaco Sebastian Kurz

Sondagens falsas e notícias favoráveis. O lado negro de Sebastian Kurz foi desmascarado

Sebastian Kurz e pessoas que lhe são próximas foram acusados de tentar garantir a sua ascensão à liderança do partido e do país com a ajuda de sondagens manipuladas e notícias favoráveis na imprensa, financiadas …

Tem uma carreira de sonho na Nike, mas cometeu um homicídio há 65 anos

O presidente da Jordan Brand, Larry Miller, revelou que, há 56 anos, matou um adolescente nas ruas de Filadélfia, nos Estados Unidos. O presidente da Jordan Brand — marca do ex-jogador de basquetebol Michael Jordan — …

Rio diz que decisão sobre eventual recandidatura está "quase tomada"

O presidente do PSD afirmou, esta segunda-feira, que a decisão sobre a sua eventual recandidatura está "quase tomada" e será anunciada em breve. Em declarações aos jornalistas à chegada à tomada de posse do novo presidente …