FC Porto 3-0 Benfica: o clássico português mais acompanhado por… brasileiros

Não só pelos directores do Flamengo, que estiveram no Dragão, mas pelos adeptos no Brasil. Foi um “massacre”, escreve um portal brasileiro.

Um jogo de futebol entre FC Porto e Benfica é sempre um dos que despertam mais atenções em Portugal. Provavelmente é mesmo o que reúne mais adeptos, nas últimas décadas. Mas em Dezembro de 2021 não foram só portugueses a prestarem atenção a este jogo.

Como resume o portal Globoesporte, o clássico desta quinta-feira a contar para a Taça de Portugal, que terminou com vitória portista por 3-0, foi o “clássico português mais acompanhado por brasileiros nos últimos tempos”.

O resultado originou satisfação entre os adeptos do FC Porto e originou esperança nos adeptos do… Flamengo. Como se sabe, o clube brasileiro está à procura de um treinador e Jorge Jesus seria uma “opção natural”, de acordo com o seu vice-presidente.

Marcos Braz, vice-presidente, e Bruno Spindel, director do futebol do Flamengo, estiveram no Estádio do Dragão, na noite desta quinta-feira. E até estiveram perto de Jorge Jesus, que estava castigado e não foi para o banco de suplentes.

Aliás, os dois directores do Flamengo já se encontraram com Jesus mas, oficialmente, foi um encontro para “tomar um café”, sem contratos em cima da mesa.

O mesmo portal sublinha que esta derrota do Benfica, que “nunca conseguiu reagir”, aumenta a pressão sobre o seu treinador, que já tem sido contestado nas últimas semanas.

O título do artigo no portal UOL resume o ambiente no Flamengo: “Benfica é eliminado em clássico, complica Jesus e anima adeptos do Flamengo“.

O UOL considera que este jogo foi um “massacre” do FC Porto frente ao rival Benfica, apesar de Evanilson ter sido expulso ainda durante a primeira parte.

Assim, os adeptos cariocas acreditam ainda mais que Jorge Jesus – “desanimado” num camarote, durante este jogo – vai sair já da Luz para regressar ao comando técnico do Flamengo, embora o seu contrato com o Benfica termine daqui a meio ano.

De resto, e sobretudo na fase final, “o jogo passou a ficar truncado e faltoso, com vários princípios de confusão entre os atletas”, com Otávio e Yaremchuk na lista dos jogadores mais “quentes”.

  Nuno Teixeira Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.