Todos queriam “O Senhor dos Anéis”. Mas cinemas chineses foram obrigados a exibir filmes de propaganda

Pequim ordenou que os cinemas chineses divulgassem propaganda em homenagem ao Partido Comunista. Os cinéfilos do país, que clamam pelos filmes de Hollywood, revoltaram-se.

A 1 de abril, no dia em que entrou em vigor um esforço liderado por Pequim para promover filmes que celebram a fundação do Partido Comunista – desapareceram os cartazes promocionais e as informações sobre os bilhetes para o relançamento da trilogia O Senhor dos Anéis, remasterizada para festejar o 20.º aniversário do primeiro filme.

A CNN avança que a China Film Administration, que lançou a diretriz para promover filmes aprovados pelo Partido, nunca fez nenhuma declaração pública a pedir que os filmes de Hollywood fossem removidos das programações.

No entanto, analistas da indústria e cinéfilos foram rápidos a culpar os reguladores do cinema chinês. “Só queremos ver filmes. Não nos incomodem com as relações EUA-China aqui, por favor”, escreveu um utilizador do Zhihu, a 5 de abril.

“Não estamos a ser antipatrióticos”, escreveu outro utilizador na plataforma Weibo, o Twitter chinês. “Só queremos ver bons filmes.”

A 14 de abril, a distribuidora Warner Bros anunciou o relançamento da trilogia, começando com a exibição de The Fellowship of the Ring, de 2001, apenas dois dias depois.

Esta confusão ilustra alguns dos principais desafios que Pequim enfrenta ao tentar incutir lealdade partidária entre os jovens e ao fortalecer as indústrias nacionais, como a produção de filmes.

“Existe um ressentimento em relação a um Estado paternalista que determina o que se pode ou não ver em termos de cultura. O orgulho nacionalista, que certamente existe, só pode ir até certo ponto“, explicou Stanley Rosen, professor da Universidade do Sul da Califórnia, à cadeia televisiva.

“Depois de mais de 30 anos de mercantilização, as pessoas estão habituadas a pensar em si mesmas como consumidores com opções, não como alunos a serem educados através do entretenimento”, acrescentou Chris Berry, professor de Estudos de Cinema na King’s College de Londres.

“Mesmo que gostem de alguns filmes ‘patrióticos’, acho que os espectadores chineses não gostam que lhes digam o que devem fazer“, sublinhou.

Este episódio é também um sinal de que não importa o quão poderosa a bilheteira chinesa se tornou, ao ultrapassar os Estados Unidos no ano passado como a maior do mundo. Na prática, as produções ocidentais continuam a ser determinantes no seu sucesso, especialmente após a pandemia de covid-19.

“Precisamos de mais Avatar e O Senhor dos Anéis para salvar o mercado”, escreveu Tan Ke, analista do setor de cinema da Beijing Yiqipaidianying Culture Communication, uma empresa de consultoria cinematográfica, num recente relatório.

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Novo primeiro-ministro de Israel dá 14 dias a Netanyahu para deixar residência oficial

O novo primeiro-ministro de Israel, Naftali Benet, deu duas semanas ao antecessor Benjamin Netanyahu para abandonar a residência oficial do chefe de Governo, em Jerusalém, segundo adianta hoje a imprensa local. Benet terá enviado na sexta-feira …

Ponte inca com mais de 500 anos é reconstruída após cair durante a pandemia

Peruanos da comunidade Huinchiri, localizada na região de Cusco, estão a reconstruir uma ponte inca com 500 anos. Esta foi feita a partir de técnicas tradicionais de tecelagem para criar uma passagem sob o Rio …

Portugal 2-4 Alemanha | Reality check ao plano do engenheiro

A seleção portuguesa de futebol, campeã em título, caiu hoje para o terceiro lugar do Grupo F do Euro2020, ao perder por 4-2 com a Alemanha, em encontro da segunda jornada, disputado no Allianz Arena, …

Pandemia mostrou “falta de proteção das mulheres”

A pandemia de covid-19 mostrou “a vulnerabilidade e a falta de proteção das mulheres e quão pouco as sociedades se preocupam realmente em proteger elementos-chave em matéria de segurança”, considera Edit Schlaffer, diretora-executiva da Women …

Portugal vs Alemanha: Portugal perde por 2-4

A seleção portuguesa de futebol pode garantir hoje o apuramento para os oitavos de final do Euro2020, mas terá de vencer a poderosa Alemanha, ainda à procura dos primeiros pontos no Grupo F. O jogo …

Choques elétricos no pescoço podem combater a fadiga

Desde café a rotinas de sono complexas: os seres humanos desenvolveram várias estratégias para evitar o cansaço. Agora, cientistas acreditam ter descoberto uma nova técnica de combate à fadiga através de estimulação elétrica cerebral não …

"Juneteenth". Novo feriado americano comemora o fim da escravatura

Este sábado comemora-se o mais recente feriado nacional a ser instituído nos Estados Unidos da América. É o chamado Juneteenth, um termo que funde as palavras "june" (junho) e "nineteenth" (dezanove), e representa a data …

Chef Enrico Derflingher trabalhou em Buckingham e na Casa Branca (e revela as preferências da rainha e de Bush)

O chef Enrico Derflingher já alimentou algumas das figuras mais poderosas do mundo. Do Palácio de Buckingham à Casa Branca, o chef italiano sabe melhor do que ninguém quais são as preferências culinárias de Isabel …

Maiores de 35 anos vão poder agendar toma da vacina na segunda-feira

As pessoas com 35 ou mais anos vão poder agendar a toma da vacina contra a covid-19 na próxima segunda-feira. A informação foi confirmada ao Público por fonte da task force. A mesma fonte não adiantou …

Braga faz testes gratuitos a quem trabalhou em Lisboa

As autoridades de Braga estão a proporcionar testes gratuitos de despistagem da covid-19 a trabalhadores do concelho que tenham estado a trabalhar na Área Metropolitana de Lisboa, indicaram hoje os promotores da iniciativa. Os testes realizam-se …