Após 5 meses, alguns Boeing 737 MAX terão de voltar a ficar em terra. Há um “possível problema elétrico”

Cinco meses após voltar a voar após dois acidentes fatais, a Boeing voltou a pedir aos seus clientes que imobilizassem algumas das suas aeronaves para corrigir um “possível problema elétrico”.

De acordo com a AFP, esta sexta-feira, a Boeing que pediu a 16 empresas não identificadas que operam o 737 MAX que parassem de usar esses modelos para resolver um potencial “problema”.

“A recomendação é feita para permitir a verificação de que há ligação de solo suficiente para um componente do sistema de energia elétrica”, explicou o fabricante de aeronaves norte-americana, sem especificar o número de aeronaves afetadas.

Num circuito, a aterragem permite evitar uma possível sobrecarga elétrica quando o dispositivo está mal isolado.

A Boeing indicou que vai avisar os clientes sobre a aeronave afetada. “Vamos dar instruções sobre as medidas corretivas”, acrescentou, sem dar mais detalhes.

Desde a entrada em serviço deste modelo, cerca de 450 Boeing 737 MAX já foram entregues a 49 empresas e grupos de locação. Outras 400 aeronaves encontram-se atualmente nos estacionamentos da Boeing, pois não puderam ser entregues devido à proibição de voo.

A Boeing vai entregá-los aos seus clientes apenas em 2022.

O 737 MAX, uma nova versão da lendária aeronave de médio alcance lançada em 1967, mergulhou a fabricante aeronáutica Boeing em profunda crise, afetando a sua reputação de qualidade e que lhe custou milhares de milhões de dólares.

O Boeing 373 MAX deixou de voar em março de 2019, após alguns acidentes fatais, na Indonésia e na Etiópia, que vitimaram 346 pessoas.

Os acidentes revelaram um defeito no software de controle de voo MCAS.

A crise custou vários mil milhões de dólares à Boeing, incluindo as compensações a pagar às vítimas e às companhias aéreas. O caso também levou à demissão do diretor executivo da empresa, levantou dúvidas sobre a solvência da empresa e suspeitas em relação à supervisão relacionadas com com a velocidade com que foi aprovado o Max.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Nova Iorque quer oferecer vacina aos turistas. Miami vai começar a vacinar no aeroporto

Em Nova Iorque os turistas irão receber a vacina da Johnson & Johnson e em Miami a vacina da Pfizer. Com o objetivo de reativar o turismo na cidade, as autoridades de Nova Iorque querem oferecer …

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …

Sem estado de emergência não pode haver confinamento de pessoas saudáveis

O constitucionalista Jorge Reis Novais defendeu hoje que sem estado de emergência que suspenda a garantia do artigo 27.º da Constituição não pode haver confinamento de pessoas saudáveis, até uma eventual revisão constitucional. Por outro lado, …

"Neuro-direitos". O Chile quer proteger os seus cidadãos do controlo da mente

O Chile quer tornar-se o primeiro país a proteger as pessoas do controlo da mente, à medida que a capacidade de mexer com cérebros se aproxima cada vez mais da realidade. O senador Guido Girardi está …