Boeing deixa antigo líder executivo despedido sem indemnização

Deni Komarudin / Flickr

Dennis Muilenburg, diretor executivo da Boeing

A Boeing anunciou que o seu antigo presidente executivo Dennis Muilenburg, despedido a 23 de dezembro, não vai receber indemnização.

O antigo presidente executivo da Boeing, despedido em 23 de dezembro por uma gestão considerada catastrófica da crise do avião 737 MAX, não vai receber uma indemnização pela sua saída.

Dennis Muilenburg, que assumiu as suas funções em julho de 2015, também não receberá o bónus de desempenho correspondente ao ano de 2019, precisou o construtor aeronáutico num documento enviado à SEC, o supervisor norte-americano da Bolsa.

Ainda assim, irá manter prémios e ações que já haviam sido adquiridos, juntamente com a sua pensão e pagamento diferido – totalizando 80,7 milhões de dólares (72,6 milhões de euros), segundo cálculos da Bloomberg, citados pelo Fortune. Ainda assim, a perda de alguns prémios e da indemnização é um forte sinal de que o conselho de administração perdeu a confiança em Muilenburg.

Muilenburg foi substituído por David Calhoun, mas o modelo MAX permanece em terra desde meados de março de 2019, após dois acidentes que provocaram 346 mortos. Em simultâneo, a Administração Federal de Aviação (FAA), anunciou que vai multar a Boeing em 5,4 milhões de dólares (4,8 milhões de euros) por instalarem componentes inadequados nas asas de alguns dos seus 737 MAX.

Esta penalização segue-se ao anúncio da FAA em dezembro de que iria multar a Boeing em mais de 3,9 milhões de dólares (3,5 milhões de euros) por instalar as mesmas componentes em outras versões do 737.

Antes do anúncio destas decisões, a Boeing disponibilizou ao Congresso dos Estados Unidos mensagens de texto em que os seus funcionários descredibilizam o processo de certificação do modelo 737 MAX e denigrem o regulador de aviação norte-americano.

Nas mensagens, consultadas pela agência noticiosa AFP, os pilotos dão conta de falhas nos simuladores do aparelho, na origem de dois acidentes em 2018 e 2019. “Este avião é desenhado por palhaços, que por sua vez são supervisionados por macacos”, lê-se numa mensagem datada de 2017, numa aparente referência à FAA.

Noutra mensagem, um funcionário admite a um colega que não deixaria a família voar numa aeronave 737 Max. “Ainda não fui perdoado por Deus pelo que escondi no ano passado”, escreveu ainda outro funcionário, numa mensagem datada de 2018.

Estas mensagens, consultadas pela AFP, foram disponibilizadas por congressistas norte-americanos que estão a investigar o processo de certificação do 737 MAX, na origem de dois trágicos acidentes, na Indonésia (2018) e na Etiópia (2019), em menos de cinco meses, que provocaram 346 mortos e mergulharam a Boeing na mais grave crise da sua história.

“Algumas destas comunicações dizem respeito ao desenvolvimento e qualificação dos simuladores Boeing 737 MAX, em 2017 e 2018”, esclareceu a Boeing, acrescentando que disponibilizou as mensagens em nome da “transparência”.

A Boeing corre agora o risco de ver pioradas as já tensas relações com a FAA. “Estas comunicações não refletem a empresa que somos e que precisamos de ser, e são completamente inaceitáveis”, disse a Boeing em comunicado.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Trump promove falsa teoria de que Kamala Harris não nasceu nos EUA (e que não será elegível para vice)

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que ouviu que Kamala Harris, candidata democrata à vice-presidência da Casa Branca, não era elegível para o cargo, com base num boato que sugeria que pode não …

"Avante!". Pede-se máscara obrigatória, mas PCP só dá ouvidos à DGS

Vários peritos pedem o uso obrigatório de máscara na Festa do Avante!, mas o PCP só atende às recomendações feitas pela Direção-Geral da Saúde. Depois de muita contestação, a Festa do Avante! vai mesmo realizar-se, entre …

Coreia do Sul com maior número de casos desde março. Seul reforça medidas restritivas

A Coreia do Sul endureceu este sábado as medidas restritivas para conter a pandemia de covid-19 em Seul e arredores após registar o número mais elevado de novos casos diários em cinco meses. As regras, que …

Cavani tem viagem marcada para fechar acordo com o Benfica

Vários órgãos de informação avançam que Edinson Cavani tem viagem marcada para a Europa, onde deverá assinar com o SL Benfica dentro dos próximos dias. Depois de várias semanas de negociações, Edinson Cavani está praticamente garantido …

Novo Banco. Gama Life garante não ter relação com Greg Lindberg (mas GNB mudou-se para a sua morada)

O fundo da Apax Partners que assumiu o controlo da GNB Vida depois da compra ao Novo Banco “mudou-se” para a mesma morada de empresas do multimilionário Greg Lindberg em Londres, apesar da seguradora garantir …

Ministra admite que não leu relatório sobre Reguengos (e desvaloriza surtos em lares)

A ministra da Segurança Social admitiu, em entrevista ao semanário Expresso, que não leu o relatório sobre Reguengos de Monsaraz, mas considerou que a dimensão dos surtos de covid-19 em lares “não é demasiado grande …

Calvário no Barcelona. Setién de saída, Messi faz ultimato e Piqué fala em "vergonha"

O Barcelona foi esmagado (8-2) pelo Bayern Munique, nos quartos de final da Liga dos Campeões. Setién está de saída, Messi fez um ultimato e Piqué falou em "vergonha". Foi a noite mais negra de sempre …

Antonoaldo Neves quer receber mais para sair da TAP (mas Governo não paga "nem mais um cêntimo")

Quando foi anunciado o acordo de saída de David Neeleman da TAP, o Governo anunciou também que Antonoaldo Neves, CEO da companhia, seria substituído. No entanto, ainda não se chegou um acordo para a saída. …

Explosão em Beirute terá sido causada por trabalhos de manutenção

A explosão no porto de Beirute, no Líbano, que matou 171 pessoas, feriu mais de 6 mil e deixou um rasto de destruição na cidade, poderá ter sido causada por trabalhos de manutenção num armazém. …

"Crocodilo do terror" tinha dentes do tamanho de bananas e comia dinossauros

Um novo estudo descobriu um grupo de crocodilos antigos que tinham cerca de 10 metros de comprimento e dentes "do tamanho de bananas", que lhes permitiam derrubar até os maiores dinossauros do seu ecossistema. De acordo com …