Cimeira do Clima chega finalmente a acordo para mudar o Mundo

Laurent Fabius emociona-se e tem dificuldade em conter as lágrimas durante o seu discurso

O projeto de acordo final para o combate às alterações climáticas foi concluído na madrugada deste sábado, e foi apresentado pela presidência da Cimeira aos representantes dos países que participam na COP21.

A Conferência do Clima COP21, que reuniu desde o dia 30 de novembro representantes de 195 países em Bourget, a nordeste de Paris, termina este sábado, depois de ter sido prolongada por mais um dia para tentar alcançar um acordo global sobre a redução de emissões de gases de efeito de estufa, em substituição do Protocolo de Quioto.

A presidência da Cimeira apresentou aos representantes dos 195 países presentes o projecto de acordo final sobre alterações climáticas, que visa conter o aquecimento global abaixo dos 2°C, e limitá-lo aos 1,5.

“Estamos quase no final do caminho e, provavelmente, no início de um outro”, disse o anfitrião da cimeira, o ministro francês dos Negócios Estrangeiros Laurent Fabius, visivelmente emocionado, com a voz embargada e notórias dificuldades em conter as lágrimas.

Não são conhecidos detalhes do acordo atingido, que deverá prever uma verba de quase 99 mil milhões de euros para os países em desenvolvimento a partir de 2020, mas Fabius afirma que estará assegurado um limite de aumento da temperatura “bem abaixo dos 2 graus”.

Depois de traduzido para as seis línguas oficiais da ONU, o documento foi lido pelo chefe da diplomacia francesa com um atraso de duas horas e meia em relação ao previsto inicialmente.

A adopção formal do acordo será agora votada em plenário pelos representantes dos países presentes.

Após o discurso de Fabius, o presidente francês, François Hollande, pediu aos delegados presentes na Cimeira que aprovem o texto do acordo, que “será um grande gesto para a humanidade”.

“Estamos num momento decisivo”, sublinhou Hollande, “ e este é o primeiro acordo universal da história das negociações climáticas”.

ZAP / ABr

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Ver para crer, normalmente recolhendo cada um ao seu abrigo depressa esquecem que este planeta é afinal a casa comum de todos e que é necessário acima de tudo preservá-la.

Responder a Vasco Cancelar resposta

"Ministra da Insensibilidade Social". CDS pede a demissão de Ana Mendes Godinho

O CDS criticou este sábado a reação da ministra a Solidariedade Social à morte de 18 idosos num lar em Reguengos de Monsaraz e considerou que Ana Mendes Godinho desvaloriza o impacto da pandemia nos …

Esgotos de dois milhões de portugueses monitorizados para prever segunda vaga de covid-19

Os esgotos de dois milhões de portugueses estão a ser monitorizados para detetar a eventual presença do vírus da covid-19 e prever uma nova vaga. O Jornal de Notícias avança este sábado que a análise está …

Covid-19. Mais 198 infetados e 3 mortes em Portugal

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 198 casos de infeção por covid-19 e três óbitos, de acordo com o boletim epidemiológico publicado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico Direção-Geral da Saúde (DGS) desde …

Média já divulgaram publicidade institucional (mas Estado ainda não lhes pagou)

O Sindicato dos Jornalistas lamentou esta sexta-feira que o Governo não tenha disponibilizado os 15 milhões de euros relativos à compra antecipada de publicidade institucional, vincando que o executivo está em dívida com as empresas …

Autoridades admitem que extrema-direita vá vigiar manifestações antifascistas de domingo

A Frente Unitária Antifascista anunciou que vai organizar no próximo domingo duas manifestações - uma Lisboa (Praça Luís de Camões) e outra no Porto (Avenida dos Aliados). O mote é a luta contra o fascismo. Estas manifestações …

Marcelo não entende por que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido (e leu os relatórios de Reguengos)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse, em declarações transmitidas pela RTP3, que não entende porque é que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido. Em declarações transmitidas pela RTP3 a partir de …

Estado só recuperou 21% dos créditos tóxicos do BPN

O Estado apenas recuperou 21% dos créditos tóxicos do Banco Português de Negócios, que derivaram da nacionalização da instituição bancária em 2008. Até final de 2019, o Estado só conseguiu recuperar 21% da carteira de créditos …

Novas matrículas "só" vão durar 45 anos (por causa das palavras obscenas)

O novo formato de matrículas entrou em vigor a 2 de março. As novas matrículas vão durar menos tempo do que poderiam porque não serão usadas combinações “que possam formar palavras ou siglas que se …

Novo lay-off conta apenas com 1% das adesões do simplificado

O sucedâneo do lay-off simplificado conta apenas com 1.268 adesões nas primeiras duas semanas. Este valor é apenas 1% do número de empresas que acederam ao primeiro apoio. Nas primeiras duas semanas desde a sua implementação, …

Trump promove falsa teoria de que Kamala Harris não nasceu nos EUA (e que não será elegível para vice)

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que ouviu que Kamala Harris, candidata democrata à vice-presidência da Casa Branca, não era elegível para o cargo, com base num boato que sugeria que pode não …