Cientistas suíços apontam vacina contra a covid-19 para outubro

Mahmoud Khaled / EPA

Uma vacina contra o novo coronavírus pode estar pronta para uso na Suíça em outubro próximo, anunciaram esta segunda-feira cientistas de uma equipa que trabalha no desenvolvimento deste produto no Hospital Universitário de Berna e na indústria de biotecnologia.

“Esta será a primeira ou uma das primeiras vacinas” a conter a pandemia do Covid-19”, disse em conferência de imprensa o chefe do Departamento de Imunologia do Hospital Universitário de Berna (também conhecido como Inselspital), Martin Bachmann, que lidera o trabalho de pesquisa. Este trabalho de pesquisa da vacina está agora no estágio de teste de eficácia e de segurança.

Bachmann garantiu que existem “possibilidades realistas” para iniciar uma vacinação em massa da população suíça em outubro, um período muito mais curto do que o de 12 a 18 meses, com base no qual especialistas e empresas do setor farmacêutico trabalham.

O especialista explicou que a pesquisa que dirige está a ser feita em colaboração com instituições científicas do Reino Unido, Letónia e China, bem como da Universidade de Zurique. A investigação está numa fase em que foram resolvidos problemas que possibilitarão a realização de ensaios médicos (com pessoas) em agosto e uma comercialização da vacina dois meses depois, adiantou.

A tecnologia escolhida gera alta imunogenicidade, o que a torna adaptada para idosos, não possui contraindicações para quem sofre de doenças crónicas e é muito produtiva, pois com uma pequena quantidade de vacina podem ser produzidas 20 milhões de doses, explicou, nesta conferência de imprensa virtual, a partir de Berna.

Sobre a segurança oferecida pela vacina, Bachmann afirmou que “tudo está a ser feito de acordo com os padrões, mas de maneira acelerada”, acrescentando que estão a ser seguidas as diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Além disso, o especialista argumentou que a vacina ou as vacinas usadas contra o novo coronavírus provavelmente oferecem proteção a longo prazo e não é necessário renová-las a cada ano, como no caso da gripe.

Isso, explicou, ocorre porque o SARS-CoV-2, que causa a doença da Covid-19, é um vírus “estável” e não foram encontrados motivos para pensar que seja suscetível a mutações de curto prazo e, portanto, “uma eventual vacina provavelmente não será proteger por toda a vida, mas por um período de cerca de 10 a 15 anos”.

Equipa trabalha com a Saiba

A equipa de Bachmann trabalha com a Saiba, uma empresa de biotecnologia especializada em vacinas e que lida com questões de regulação e de financiamento desse projeto, que seria realizado em parte por uma fundação da Universidade de Zurique.

No processo de pesquisa e desenvolvimento, o diretor de operações da Saiba, Gary Jennings, disse que há conversas com os farmacêuticos suíços Novartis e Lonza sobre a futura produção da vacina.

O executivo e médico em bioquímica explicou que espera chegar a um acordo com as agências reguladoras e as autoridades suíças para realizar uma vacinação em massa, considerando “a longa história de pragmatismo” que o país possui.

“Acreditamos que podemos chegar a um acordo com o Governo suíço para tornar a vacina uma realidade rapidamente”, estimou. Também garantiu que a equipa que trabalha neste projeto está disposta a facilitar a transferência de tecnologia para que a vacina possa ser produzida noutros países a preços muito acessíveis.

A nível global, segundo um balanço desta segunda-feira da AFP, a pandemia de Covid-19 já provocou mais de 165 mil mortos e infetou quase 2,5 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Mais de 537 mil doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 735 pessoas das 20.863 registadas como infetadas, de acordo com a Direção-Geral da Saúde. A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Segurança Social avalia pais que impediram filhos de ir às aulas de Cidadania

O pai dos dois estudantes impedidos de frequentar as aulas obrigatórias de Cidadania e Desenvolvimento assegura que levará o caso até às últimas instâncias. O processo continua sem acordo e com a Segurança Social em …

Funcionários do novo aeroporto de Berlim eletrocutados durante trabalho

Funcionários do novo Aeroporto Internacional Berlin-Brandenburg, na Alemanha, inaugurado a 31 de outubro de 2020, têm sido hospitalizados após serem eletrocutados durante o trabalho. Segundo noticiou esta sexta-feira a Rádio Renascença, a maior parte dos casos …

Ao lado de Von der Leyen, Costa defendeu que a "bazuca tem mesmo de ser disparada"

O primeiro-ministro esteve, esta quinta-feira, numa conferência de imprensa conjunta com a presidente da Comissão Europeia, que está de visita a Portugal. António Costa afirmou que a recuperação económica será o primeiro dos três principais objetivos …

"Vaga de degradação política". Sócrates ataca "brutalidade" de Ventura e "maledicência" de Ana Gomes

O antigo primeiro-ministro José Sócrates considera que chegou a Portugal uma "vaga de degradação política" com as eleições presidenciais, alerta para a "brutalidade" da extrema-direita e critica a "maledicência" para "agradar a pasquins" da candidata …

Governo holandês demite-se em bloco após escândalo com abonos de família

O primeiro-ministro holandês confirmou, esta sexta-feira, a sua demissão e a de todos os ministros do seu Executivo, na sequência de um escândalo relacionado com abonos de família e a acusação indevida de milhares de …

"Há um grande aumento de mortes não-covid"

A suspensão da actividade não urgente nos hospitais está a preocupar o presidente da Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC), Vítor Gil, que alerta que pode agravar doenças já "muito graves". Isto numa altura em que …

Mais de 100 mil pessoas já foram vacinadas. Seguem-se os profissionais dos setores privado e social

Os profissionais de saúde dos serviços prioritários de hospitais do setor privado e social começam a ser vacinados esta sexta-feira, dia em que o Ministério da Saúde revelou que já foram vacinadas mais de 100 …

Detetados em Portugal 101 casos de mutilação genital feminina em 2020

Os profissionais de saúde detetaram 101 casos de mutilação genital feminina em 2020, num ano em que os serviços foram afetados pela pandemia, mas mesmo assim prosseguiram sensibilizados para este crime, que obteve recentemente a …

CMVM fez seis comunicações à Polícia Judiciária no caso Luanda Leaks

A presidente da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) disse, esta sexta-feira, que a entidade fez seis comunicações à Polícia Judiciária (PJ) no âmbito do caso Luanda Leaks. "Houve seis comunicações à Unidade de Investigação …

Impeachment na Dinamarca. Ex-ministra vai ser julgada por ter separado casais de refugiados menores

A ex-ministra da Imigração da Dinamarca Inger Stojberg, conhecida pela sua postura rígida nessa função, está a enfrentar um julgamento de impeachment por ordenar ilegalmente a separação de casais menores de idade que procuram asilo. De …