Cientistas britânicos extraem cheiros de objetos antigos

Investigadores desenvolvem tecnologia que digitaliza livros fechados

Um grupo de cientistas está a extrair cheiros de objetos na Casa Knole, uma velha mansão em Inglaterra, a fim de preservá-los para o futuro.

O projeto tem como objetivo identificar e documentar cheiros com “valor cultural”, como o cheiro de livros, luvas usadas por aristocratas, discos de vinil e ceras para o chão.

O analista químico Matija Strlic explicou que trabalhar na mansão foi crucial, porque os objetos estavam no seu “habitat natural”. “Num museu estariam fora de contexto”, acrescentou.

De acordo com o estudo publicado na Heritage Science, os especialistas pediram aos visitantes da biblioteca “Dean and Chapter” na Catedral de São Paulo, em Londres, para caracterizar o cheiro do local.

Os visitantes descreveram com maior frequência o aroma da biblioteca como “amadeirado“, seguido de “esfumaçado” (86%), e “baunilha” 41%.

A intensidade dos cheiros foi avaliada entre “odor forte” e “odor muito forte”. Mais de 70% dos visitantes descreveram o cheiro como agradável, 14% como “suavemente agradável” e 14% como “neutro”.

Numa experiência diferente, os especialistas pediram aos visitantes da Galeria de arte e Museu de Birmingham para avaliar o cheiro de um livro de 1928 obtido de uma livraria de segunda mão em Londres.

“Achocolatado” ou “cacau” foi o termo usado com maior frequência, seguido de “café”, “velho”, “madeira” e “queimado”. Os participantes também mencionaram cheiros, incluindo “peixes”, “odor corporal”, “meias podres” e “bolas de naftalina”.

“O nosso estudo sobre os odores é um exemplo de como é que os cientistas e historiadores podem começar a identificar, analisar e documentar cheiros que têm um significado cultural, como o aroma de livros antigos”, adiantou a principal autora do estudo, Cecilia Bembibre, da Universidade College de Londres.

“Os cheiros ajudam-nos a entender a História de uma maneira mais humana”, destacou a especialista.

Matija Strlic teve a ideia de realizar este estudo, que levou à criação da “Roda dos Aromas dos Livros Históricos”, quando descobriu, há uma década, que os conservadores de papel detetam, através do cheiro, se os livros se estão a degradar.

Após anos de investigação, o especialista diz que já consegue identificar, simplesmente pelo cheiro, “quando e onde é que um livro foi feito, e o seu nível de degradação”.

Entre outras finalidades, os cientistas esperam que o estudo sirva para detetar sinais de deterioração nas bibliotecas, e para a criação de arquivos históricos olfativos que conservem os cheiros que correm o risco de desaparecer.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Duarte Lima enfrenta novo acórdão no caso relativo a abuso de confiança

O Tribunal Criminal de Lisboa profere esta quarta-feira uma nova decisão no processo em que Duarte Lima é suspeito de se apropriar da fortuna de Rosalina Ribeiro, companheira e secretária do milionário Tomé Feteira, assassinada …

Misterioso vírus recentemente descoberto desafia evolução

https://vimeo.com/368044917 Cientistas japoneses descobriram um novo tipo de vírus que pode desafiar e redefinir a nossa compreensão dos vírus e do processo como se espalham e propagam. Uma equipa de cientistas da Universidade de Agricultura e Tecnologia …

SpaceX quer enviar mais 40.000 satélites para o Espaço

Depois de um primeiro lançamento em meados de maio, a Space X pretende agora colocar mais 30.000 pequenos satélites em órbita, revelam documentos apresentados pela empresa de Elon Musk às autoridades de telecomunicações. De acordo …

Bola de fogo que sobrevoou o Japão em 2017 é um fragmento de um asteróide que pode atingir a Terra

Na madrugada de 28 de abril de 2017, uma pequena bola de fogo passou pelo céu de Quioto, no Japão. Agora, graças a dados da SonotaCo, os invetivadores determinaram que a rocha espacial era um …

Cientistas produziram um processador quântico em larga escala feito apenas de luz

Uma equipa internacional de cientistas da Austrália, Japão e Estados Unidos produziu um protótipo de um processador quântico em larga escala feito apenas de luz laser. O mais recente processador quântico é baseado num projeto com …

FIFA investe 449 milhões de euros para desenvolver o futebol feminino

A FIFA anunciou que vai investir 500 milhões de dólares no desenvolvimento do futebol feminino. Em cima da mesa está uma Liga das Nações, um mundial de clubes e torneios para camadas jovens. A FIFA vai …

Escritor famoso escreve livro para ser lido apenas em 2114

O famoso escritor norueguês Karl Ove Knausgaard, autor de romances como A Morte do Pai e a Ilha da Infância, onde explora a sua história pessoal e o seu dia a dia, aceitou escrever um …

PS deverá aprovar recandidatura de Ferro à presidência da Assembleia da República

O Grupo Parlamentar do PS vai reunir-se na quinta-feira, com a presença do secretário-geral, António Costa, ocasião em que deverá aprovar a recandidatura de Ferro Rodrigues ao cargo de presidente da Assembleia da República. Fonte oficial …

Perito revela que arma que investigação diz que matou Luís Grilo foi adulterada

O perito que examinou a arma que, segundo o Ministério Público, António Joaquim usou para matar o triatleta Luís Grilo revelou hoje em tribunal que o revólver foi adulterado, não conseguindo garantir se essa foi …

Cientistas criam vasos sanguíneos artificiais funcionais

Cientistas nos Estados Unidos usaram impressão 3D para fabricar vasos sanguíneos funcionais que poderão vir a ser usados clinicamente em casos de doenças vasculares. O resultado das experiências é relatado num estudo publicado esta terça-feira no …