Cidade italiana colocou homossexuais entre prioritários para a vacina. Já pediu desculpa

Em La Spezia, Itália, os homossexuais foram incluídos na lista de prioritários na vacinação contra a covid-19 por se considerar que adotam “condutas com risco”.

A autoridade sanitária da localidade italiana de La Spezia, no norte do país, incluiu no protocolo de vacinação contra a covid-19 os homossexuais, que caracterizou como indivíduos de risco e prioritários, gerando polémica e críticas a nível nacional.

A polémica surgiu quando Ferrucio Sansa, candidato apoiado pelo Partido Democrata (PD, centro-esquerda) e pelo Movimento 5 Estrelas (M5S) às eleições regionais de 2020 na Ligúria, condenou as autoridades sanitárias locais por terem incluído os homossexuais na lista de “pessoas com condutas de risco, ao lado de toxicodependentes e de outras relacionadas com a prostituição”.

O formulário de inscrição foi distribuído pelos cidadãos no quadro da campanha nacional de vacinação contra o novo coronavírus, para se poderem gerir as reservas de vacinas destinadas aos grupos prioritários.

As denúncias ocorreram imediatamente e a senadora Monica Cirinnà, promotora da lei que reconhece a união civil entre homossexuais desde 2016, afirmou ser “inaceitável” que uma referência à homossexualidade apareça entre os comportamentos de risco como forma de acesso a qualquer serviço de saúde.

É uma grave violação da dignidade pessoal, sinal de uma cultura ainda muito difundida e que tende a estigmatizar a homossexualidade”, frisou Cirinnà.

O diretor da entidade de saúde local, Paolo Cavagnaro, já pediu desculpas. “É um erro claro, reconhecêmo-lo, que também estamos a tentar encontrar uma explicação, pelo que só podemos pedir desculpa”, afirmou.

O caso ganhou expressão esta quinta-feira, quando foi descoberto que o formulário havia sido retirado diretamente do portal do Ministério da Saúde italiano em outubro.

O presidente da região da Ligúria, o conservador Giovanni Toti, descreveu a situação como “incrível e vergonhosa” e acusou a oposição de querer criar confusão sem antes verificar os factos.

“Quanto à incrível e vergonhosa inclusão de homossexuais entre os ‘sujeitos como fatores de risco’ para as prioridades de vacinação, descobriu-se que, após uma primeira investigação interna, o erro tem origem numa cópia das diretrizes ministeriais. Obviamente, isso multiplica o erro, embora não o elimine”, escreveu Toti na sua página na rede social Facebook.

“Tudo isto dá-me razão quanto à total incapacidade, ignorância, má-fé e torpeza por parte da oposição na Ligúria, que não para de me acusar sem averiguar ou investigar antes o que se passou”, acrescentou Toti, numa referência a Sansa, que foi quem detetou o erro.

Em comunicado, o Ministério da Saúde explicou que “apenas o comportamento determina o risco e não a orientação sexual das pessoas” e reconheceu que se tratava de “um documento antigo usado para doações de sangue”.

“Os documentos ministeriais de formulários antigos e desatualizados serão imediatamente corrigidos”, acrescentou o Governo italiano.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Quase 10 anos depois, avião de Gaddafi continua parado num aeródromo em França

Quase uma década depois de ter aterrado em solo francês, o avião presidencial do ex-ditador líbio continua parado num aeródromo no sul do país, estando no meio de vários processos judiciais que parecem não ter …

Governo recebeu 1.600 ideias para a bazuca. Costa agradece mobilização

Durante a fase de discussão pública, o Plano de Recuperação e Resiliência recebeu mais de 1.600 contribuições e mais de 65 mil consultas. O primeiro-ministro António Costa disse que, durante a fase de discussão pública, …

"Honjok" é o nome do movimento sul-coreano que reivindica a solidão

A solidão tornou-se um tema recorrente devido à pandemia de covid-19. Na Coreia do Sul, existe um movimento chamado "honjok", que promove um estilo de vida solitário. O isolamento imposto pela pandemia de covid-19 está a …

Do subsolo sírio à nomeação ao Óscar: hospitais em tempos de guerra numa "era de impunidade"

The Cave é o nome de uma produção que esteve nomeada para o Óscar de Melhor Documentário de 2020. É também o lugar onde hospitais sírios se escondem para salvar vidas longe de bombardeamentos e …

Patrícia Mamona sagra-se campeã no triplo salto em pista coberta

Esta tarde, Patrícia Mamona tornou-se a terceira atleta portuguesa a garantir a medalha de ouro para Portugal no Campeonato da Europa em pista coberta. A portuguesa Patrícia Mamona conquistou, este domingo, a medalha de ouro na …

Dias de aulas mais longos, férias mais curtas e cinco períodos. Na Inglaterra, já se equacionam formas de recuperar o tempo perdido

Há três medidas em cima de mesa que podem vir a ser adotadas para combater os atrasos na aprendizagem dos alunos. Na Inglaterra, as escolas reabrem para aulas presenciais esta segunda-feira, mas já se pensa …

Índia abre centro de bem-estar para hóspedes abraçarem vacas e "esquecerem todos os problemas"

Animais de conforto e apoio emocional são cada vez mais populares em todo o mundo. Embora a maioria das pessoas use cães ou gatos, há também algumas escolhas mais bizarras, incluindo pavões, macacos e cobras. Os …

Abel Ferreira tentou levar jogador do Benfica para o Palmeiras

O treinador português Abel Ferreira, ao leme do comando técnico dos brasileiros do Palmeiras, pediu a contratação de Franco Cervi, que alinha pelo Benfica, mas acabou por ver a sua proposta recusada pelo jogador argentino. …

Governo aperta regras. Passageiros do Brasil ou Reino Unido têm de ter teste negativo e cumprir isolamento

Os passageiros provenientes do Brasil e do Reino Unido vão ser obrigados a apresentar um teste negativo e a cumprir 14 dias de isolamento profilático. A partir deste domingo, os passageiros provenientes do Brasil e do …

O primeiro hotel espacial mudou de nome (e deverá abrir em 2027)

Fechado em casa a sonhar com a próxima viagem? Esqueça as praias paradisíacas ou as grandes metrópoles. As férias do futuro podem vir a ser no Espaço. Tudo começou em 2019, quando a empresa californiana Gateway …