//

Uma cidade inteira dos EUA está refém de cibercriminosos

2

A cidade de Baltimore, nos Estados Unidos, está sob ataque. Mas a ameaça não vem de pessoas armadas com pistolas e bombas.

Há duas semanas, cibercriminosos usaram ransomware – um tipo de software nocivo que restringe o acesso ao sistema infetado com uma espécie de bloqueio e cobra um resgate em criptomoedas para que o acesso possa ser restabelecido – conhecido como RobinHood para assumir o controlo de cerca de 10 mil computadores da cidade. O resgate é de cerca de cem mil dólares em bitcoins (ou seja, 13 bitcoins), mas a cidade de Baltimore está a recusar pagá-lo.

No entanto, de acordo com o NPR, a cidade também não está equipada para quebrar o ransomware, o que significa que foi forçado a ficar em grande parte offline – outro exemplo preocupante da incapacidade do governo moderno de acompanhar a crescente ameaça do cibercrime.

O ataque enfraqueceu o governo de Baltimore. Os funcionários não conseguem aceder à caixa de correio eletrónico por isso, por enquanto, a cidade está a recorrer a soluções manuais para operações que normalmente envolvem redes de computadores.

Em relação a quando é que a cidade se recuperará totalmente do ataque, é ainda incerto. Porém, com base numa declaração recente do responsável da cidade, Bernard C. ‘Jack’ Young, ainda poderá demorar algum tempo.

“O nosso foco é fazer com que os serviços críticos voltem a ficar online e fazê-lo de uma maneira que garanta a segurança como uma das nossas principais prioridades ao longo deste processo”, escreveu Young na sexta-feira.

Especialistas em segurança cibernética dizem que provavelmente demorará meses para a cidade se recuperar totalmente. A posição é partilhada pelo responsável da cidade: “Poderemos ver os serviços parciais a começar a recuperar numa questão de semanas, enquanto alguns dos nossos sistemas mais complexos podem demorar meses no processo de recuperação.”

Este ataque é mais um dos mais de 20 feitos este ano. No ano passado, em março, a cidade de Atlanta foi atacada com ransomware o que provocou uma paralisação nos seus serviços cívicos digitais. Segundo o jornal local Atlanta Journal-Constitution, o ataque custou à cidade 17 milhões de dólares para se recuperar.

  ZAP //

2 Comments

  1. Estranho!!!! O Trump ainda não veio acusar os russos ou até os chineses???? E nem sequer aplicou sanções??? Deve estar a dormir.

  2. Isto Já era de esperar. Os grandes crânios que tratavam dos sistemas informáticos americanos eram de outras nacionalidades como Paquistão, Coreia, China, India, etc. Com o problema de imigração levantado por Trump, muitos regressaram aos seus países e outros não estão de acordo com estas politícas. Acho que não será preciso dizer mais nada. Já era de esperar…

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.