Chuvas torrenciais fazem mais de uma centena de mortos na Índia

Pelo menos 136 pessoas morreram na Índia, em consequência de chuvas torrenciais que assolaram o país e causaram fortes enchentes e deslizamentos de terra, enterrando casas e submergindo ruas.

Numa altura em que as alterações climáticas afetam várias regiões do globo, como a Alemanha e a China, o Estado indiano de Maharashtra foi atingido pelas piores chuvas dos últimos 40 anos, com dilúvios que duraram dias.

Quatro deslizamentos de terra na região de Raigad e Ratnagiri provocaram 54 mortes, tendo pelo menos mil pessoas ficando presas em cima de edifícios e veículos devido à enchente, segundo a agência Lusa, que cita a Sky News.

Em Taliye, cerca de 160 quilómetros a sudeste da capital financeira Mombaça, 42 pessoas morreram no seguimento de deslizamentos de terra que arrasaram a vila, havendo dezenas de desaparecidos.

Simultaneamente, 27 pessoas foram mortas no distrito de Satara depois de várias casas terem sido arrastadas pelas águas, noticiou a comunicação social local, enquanto outras 20 pessoas morreram em circunstâncias idênticas nos distritos do leste de Gondia e Chandrapur.

Segundo a emissora britânica BBC, o Estado de Maharashtra já tem a lamentar pelo menos 136 vítimas mortais.

https://twitter.com/satyaprad1/status/1418870630389256196?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1418870630389256196%7Ctwgr%5E%7Ctwcon%5Es1_c10&ref_url=https%3A%2F%2Fwww.bbc.com%2Fnews%2Fworld-asia-india-57952521

Partes da costa oeste da Índia tiveram até 594 milímetros de chuva, com militares e autoridades da proteção civil a evacuarem áreas vulneráveis para que a água pudesse ser libertada das barragens antes que transbordassem, enquanto na estação montanhosa de Mahabaleshwar, a área bateu o seu recorde de precipitação diária.

Segundo o governo local, cerca de 90 mil pessoas já foram resgatadas das áreas atingidas pelas chuvas torrenciais.

Por outro lado, a principal rodovia que liga Mombaça e Bengaluru foi parcialmente submersa, o que significa que milhares de camiões e outros veículos pesados ficaram retidos durante mais de um dia.

Entre os que participaram na operação de resgate estão o Exército, a Marinha, a Guarda Costeira e a Força Nacional de Resposta a Desastres (Proteção Civil), informou o Ministério da Defesa, que utilizou helicópteros na ação de auxílio e ajuda.

Entretanto, o primeiro-ministro Narendra Modi escreveu no Twitter: “A situação em Maharashtra, devido às fortes chuvadas, está a ser acompanhada de perto e assistência está a ser fornecida aos afetados”.

Na sexta-feira, as autoridades lançaram um alerta no estado de Telangana, no sul do país, depois de chuvas fortes terem provocado enchentes na capital do estado, Hiderabad, onde, segundo os especialistas, se registou a precipitação mais elevada em julho na última década.

As inundações na Índia são comuns durante a temporada de monções de verão, com fortes chuvas que, em regra, enfraquecem e debilitam as estruturas de edifícios, muitos deles frágeis ou mal construídos.

A devastação na Índia surge após fortes chuvas na China e na Europa Ocidental, bem como ondas de calor nos Estados Unidos e Canadá e um forte calor no Reino Unido, o que motivou novas apreensões sobre o impacto das alterações climáticas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …

China anuncia fim de novas centrais a carvão no estrangeiro

Segundo os especialistas, o impacto da medida deverá depender da forma como será implementada, podendo ter um grande impacto na luta contra as alterações climáticas. Num anúncio bem recebido por ativistas e organizações ambientes, a China …

Roménia vai distribuir €200 mil a quem tiver vacinação completa contra a covid-19

A Roménia anunciou uma "lotaria de vacinação" que distribuirá prémios de até 200.000 euros entre aqueles que tiverem a vacinação completa, na tentativa de elevar a taxa de imunização, a segunda mais baixa da União …

Antes da invasão ao Capitólio, Bannon ajudou a planear estratégia para "matar a presidência de Biden no berço"

O estrategista-chefe da campanha de Donald Trump, Steve Bannon, revelou que falou com o ex-Presidente antes da invasão ao Capitólio, a 06 de janeiro, discutindo as condições para "matar a presidência de [Joe] Biden no …

Costa prepara novo alívio de restrições para vigorar a partir de 1 de outubro

António Costa prepara-se para anunciar, na quinta-feira, o levantamento de um conjunto de restrições que vigoraram por causa da covid-19. O primeiro-ministro, António Costa, prepara-se para anunciar na quinta-feira o levantamento de um conjunto de restrições …

IPO Porto. Cirurgias fora do horário suspensas desde julho

As intervenções cirúrgicas feitas fora do horário normal estão suspensas no bloco central do IPO do Porto desde o dia 1 de julho. Os profissionais de saúde do IPO do Porto estão indisponíveis para realizar intervenções …