Chuvas de dezembro ajudam, mas não resolvem a seca no país

Apesar das fortes chuvadas sentidas em dezembro, a seca vai manter-se nas zonas mais críticas do país, nomeadamente no Baixo Alentejo e no Algarve.

Os últimos dias foram marcados por chuvas fortes e por milhares de ocorrências, resultado da passagem das depressões Elsa e Fabien. No entanto, apesar destas chuvadas de dezembro, o Diário de Notícias avança que a seca vai manter-se nas zonas mais críticas.

Em novembro, quase 70% do país estava em situação de seca, sendo o problema mais grave o sul, com o Baixo Alentejo e o Algarve no topo das regiões que apresentam mais falta de água.

Segundo o jornal, as previsões avançadas pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) sobre a seca no início do mês dão conta de uma “diminuição significativa da sua intensidade no Baixo Alentejo e Algarve” e o seu fim em grande parte da região a sul do Tejo.

Isto significa, de acordo com o DN, que a seca se mantém nas zonas em que é classificada de severa ou de extrema e, embora seja alterada para moderada ou fraca, ainda assim continua a existir.

“Esta água que caiu não nos tirou da seca extrema. Precisava de chover quatro ou cinco vezes mais”, diz ao diário António Pina, presidente da Câmara Municipal de Olhão e da Comunidade Intermunicipal dos Municípios do Algarve (AMAL).

Na passada sexta-feira, os representantes das autarquias algarvias, o vice-presidente da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e o responsável pelas Águas do Algarve reuniram, na sede da AMAL, tendo decidido que vai ser constituído um grupo de trabalho de forma a serem estudadas medidas para mitigar as consequências desta questão.

A sensibilização da população, a reutilização das águas residuais, as restrições no licenciamento de novas captações de água subterrânea, a necessidade de construir uma nova barragem — ou alargar as já existentes — e a criação de uma central de dessalinização da água do mar foram algumas das soluções apontadas.

Em novembro, também foi anunciado que o Governo vai constituir um outro grupo de trabalho com vista à definição de medidas e procura de soluções.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Pois as soluções apontadas têm dezenas de anos de atraso e sobretudo canais de norte para sul para encher as barragens a sul, é inacreditável como um país desperdiça desta forma a riqueza que tem que é a água e ao não tomar as devidas medidas está-se ainda a contribuir para que o excesso da mesma provoque estragos graves noutras zonas do país. Neste momento com a água que choveu a norte e centro poderiam as barragens a sul estarem possivelmente já repletas de água.

RESPONDER

Juiz Carlos Alexandre aceita proposta de pagamento de caução de Joe Berardo

O juiz Carlos Alexandre aceitou, esta quarta-feira, a proposta e a forma de pagamento da caução de cinco milhões de euros apresentada pelo empresário madeirense no processo da Caixa Geral de Depósitos. A decisão favorável do …

Mais 13 mortes e 3452 casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou, esta quarta-feira, mais 13 mortes e 3452 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 3452 novos …

MPT junta-se a PDR e pedem que Nós, Cidadãos! seja banido das autárquicas pelo TC

O MPT juntou-se ao PDR e ambos pedem que o Nós, Cidadãos! seja impedido de "apresentar candidaturas" às eleições autárquicas de setembro. Em junho, o PDR deu entrada com um pedido no Tribunal Constitucional (TC) para …

Relatório revela envolvimento da Igreja Católica em 100 casos de pedofilia na Polónia

Uma comissão estatal que analisou as denúncias de crimes de pedofilia registadas na Polónia entre 2017 e 2020 denunciou na terça-feira que quase um terço dos casos estudados, num total superior a 300 processos, envolvem …

Polícias voltam aos protestos por causa do subsídio de risco em dia de nova reunião com o Governo

Elementos da PSP e da GNR voltam esta quarta-feira aos protestos por causa do subsídio de risco, uma concentração que vai decorrer enquanto os sindicatos e associações socioprofissionais estão reunidos no Ministério da Administração Interna …

Vieira continua em domiciliária. MP vai pedir reforço de garantias de caução

O Ministério Público (MP) vai pedir reforço de garantias de caução por entender que o uso das ações da SAD do Benfica não é a forma apropriada. O Correio da Manhã avança, esta manhã, que o …

Investigadores suecos pagam 23 dólares a quem se vacinar contra a covid-19

Recompensa surge no âmbito de uma pesquisa que pretende avaliar o nível de eficácia de diferentes incentivos à vacinação contra a Covid-19. O estudo conta com a participação de 8.200 voluntários com menos de 60 …

Costa diz que Estado se curva "perante a memória" de Otelo. Mas BE condena ausência de luto nacional

O primeiro ministro, António Costa, e o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, decidiram não declarar luto nacional pela morte de Otelo Saraiva de Carvalho, Capitão de Abril. A líder do BE e o …

Catarina Martins volta a bater o pé e Jerónimo sublinha: "Ainda não há Orçamento"

Marcelo Rebelo de Sousa recebeu, esta terça-feira, o Bloco de Esquerda, o PCP e o CDS, em mais uma ronda de reuniões com os partidos com assento parlamentar. Se o objetivo do Presidente da República era …

Simone Biles, Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Simone Biles. O ouro olímpico não é sinónimo de paz, muito menos interior

Na sequência do escândalo Nassar, a opinião pública dos EUA concordou que não valia tudo no caminho até ao ouro olímpico — principalmente quando está em causa a dignidade humana. Com a sua principal estrela …