China vai levar água ao deserto com o túnel mais longo do mundo

Um túnel de mil quilómetros na China, que se transformaria no mais longo do mundo, levará água do Tibete até o deserto de Taklimakan, em Xinjiang, caso se concretize o projeto no qual trabalham já actualmente engenheiros do país.

Segundo revelou esta segunda-feira o South China Morning Post, a obra de engenharia transportará a água do rio Bramaputra até ao deserto de Taklimakan, que ocupa uma superfície de 270.000 quilómetros quadrados.

Uma vez construído, o túnel, com 1000 quilómetros, superará amplamente o aqueduto subterrâneo de Nova Iorque, nos Estados Unidos, actualmente o mais longo do mundo, com 137 quilómetros de extensão.

Na China, o túnel que detém actualmente o recorde tem 85 quilómetros e encontra-se na província de Liaoning, na fronteira com a Coreia do Norte. No mês de agosto, no entanto, o governo iniciou a construção de um outro túnel, em Yunnan, no sul do país, que medirá 600 km e estará concluído dentro de 8 anos.

Este último túnel, suficientemente largo para permitir a circulação de dois comboios de alta velocidade e que atravessará montanhas a milhares de metros acima do nível do mar, servirá de teste para a tecnologia, métodos de engenharia e infraestrutura necessária para à construção do futuro túnel que unirá o Tibete e Xinjiang.

O planalto do Tibete impede que a chuva de monção chegue a Xinjiang, isolada ao norte pelo deserto de Gobi e ao sul pelo de Taklimakan, o que deixa 90% da região sem condições para acolher a vida humana.

aftab / Flickr

O deserto de Taklamakan, na China, tem 270.000 km2 de extensão

A primeira vez que se cogitou a possibilidade de levar água do Tibete até Xinjiang foi durante a dinastia Qing, no século XIX, mas a ideia nunca saiu do campo das hipóteses devido aos enormes custos do projecto, o desafio que representa em termos de engenharia, o possível impacto ambiental e os potenciais protestos dos países vizinhos.

“O projecto de canalização de água em Yunnan junta cérebro, músculo e ferramentas para construir túneis extremamente longos em terrenos hostis”, o que dará confiança às autoridades para aprovar o de Xinjiang, explicou um investigador da Academia Chinesa de Ciências ao jornal chinês.

Tanta o planalto de Yunnan como a do Tibete são zonas propensas a sofrer terremotos e contam com muitas falhas tectónicas ativas.

// EFE

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Era o que nós precisávamos por cá com muitíssimo menos túneis conseguiríamos transportar água do norte do país quando esta corre em excesso e provoca inundações e acumulá-la em albufeiras a sul do Tejo para a utilizar em anos de seca mas infelizmente andamos sempre atrasados no tempo.

Responder a Vasco Cancelar resposta

Até as estrelas têm auroras (e já as podemos ver)

Uma equipa internacional de astrónomos observou sinais de rádio estranhos vindos de uma anã vermelha. Estas ondas bizarras estavam a ser produzidas pela interação com um exoplaneta que orbitava a estrela, criando uma aurora. Apesar de …

Tiroteios em dois bares fazem oito mortos na Alemanha

Pelo menos oito pessoas morreram hoje em dois tiroteios em dois bares na cidade alemã de Hanau, no centro do país, indicou a polícia local, sem precisar o número. O primeiro tiroteio ocorreu num bar de …

Descobertos sarcófago e altar dedicado ao fundador de Roma do século VI a.C.

Os dois objetos foram descobertos numa área subterrânea perto da Cúria, foi anunciado esta terça-feira. Um sarcófago considerado "excecional" e um altar do século VI a.C., que poderá ter sido dedicado a Rómulo, fundador de Roma, …

40 anos depois, cientistas identificam falha fundamental na eficiência dos painéis solares

Os painéis solares são uma das invenções mais impressionantes, mas é emergente descobrir como torná-los ainda mais eficientes. Recentemente, uma equipa de cientistas resolveu um mistério de 40 anos em torno de um dos principais …

SIC vai lançar serviço de streaming e canal de e-sports este ano

A SIC vai avançar para uma plataforma de streaming ainda em 2020. A "Netflix à portuguesa" ainda não tem nome, mas tem como objetivo "encontrar mais e novas audiências". Em entrevista ao jornal Público, o CEO …

Dagmar Turner tocou violino enquanto lhe era removido um tumor do cérebro

Uma paciente do King's College Hospital, no Reino Unido, tocou violino enquanto os médicos lhe removiam um tumor do cérebro. Desta forma, foi possível preservar a sua capacidade de tocar e a sua paixão de 40 …

"Não é aceitável". Tribunal de Contas refuta acusações de Manuel Heitor

O Tribunal de Contas (TdC) refutou as acusações do ministro do Ensino Superior sobre a auditoria ao modelo de financiamento do setor, considerando-as inaceitáveis e infundadas. "O tribunal tem o máximo respeito pela opinião dos auditados, …

"Lava que se farta". Isabel dos Santos recorre da absolvição de Ana Gomes

A empresária angolana recorreu para o Tribunal da Relação de Lisboa por causa das publicações no Twitter nas quais a antiga eurodeputada acusa a empresária, por exemplo, de "lavar que se farta". Em janeiro, o Tribunal …

Ministro considera "inaceitável" que TAP pague prémios em ano de prejuízos

O ministro das Infraestruturas e da Habitação considerou "inaceitável" que a TAP, empresa que "tem 100 milhões de euros de prejuízos" em 2019, atribua prémios a uma minoria de trabalhadores. "É uma falta de respeito para …

Eventos climáticos extremos podem levar os EUA a uma crise económica, revela estudo

Um relatório recentemente divulgado revela que os eventos climáticos extremos podem levar os Estados Unidos (EUA) a uma crise económica sem precedentes, com uma maior incidência no mercado da energia. "Se o mercado não fizer um …