A China é agora o maior parceiro comercial da Europa (mas os EUA ainda se mantêm à tona)

Atualmente, a Europa comercializa mais mercadorias com a China do que com os Estados Unidos, uma situação que mostra a forma como a pandemia está a transformar a economia global.

Dados divulgados esta semana pelo serviço de estatísticas da União Europeia atribuíram a mudança a um aumento de 5,6% nas importações da China em 2020 e a um aumento de 2,2% nas exportações.

Ao mesmo tempo, houve uma “queda significativa” no comércio com os Estados Unidos, com as importações a descer 13,2% e as exportações a cair 8,2%.

Em 2020, o valor de bens comercializados entre a Europa e a China foi de 586 mil milhões de euros, cerca de 31 mil milhões a mais do que os que foram trocados entre a União Europeia e os EUA.

A economia da China cresceu 2,3% no ano passado, paralelamente a uma tentativa de recuperação pós-pandemia. Por outro lado, os Estados Unidos viram a sua produção encolher 3,5%. Este decréscimo permitiu que a China, a segunda maior potência económica do mundo, aumentasse ainda mais a sua influência.

Daniel Gros, investigador do Centro de Estudos de Política Europeia, refere à CNN que a mudança não é uma surpresa, tendo em conta a situação da China na indústria global.

No entanto, o especialista sublinha que os laços económicos que ligam a Europa aos EUA continuam muito fortes: a UE continua a exportar mais para a América do que para a China. Além disso, Gros alerta que os dados não têm em consideração o comércio transatlântico de serviços, que vale cerca de 494 mil milhões de euros por ano.

“O relacionamento transatlântico geral continua muito mais forte do que aquele entre a Europa e a China”, explica Gros, acrescentando que “é muito mais profundo porque tem  mais investimento internacional”.

Ainda assim, Bruxelas aprofunda cada vez mais o seu relacionamento económico com a China, apesar de ver o país como um “rival sistémico”. A Europa partilha das preocupações dos Estados Unidos sobre as práticas de comércio e tecnologia de Pequim, mas, no final do ano passado, finalizou um acordo de investimento com a China com o objetivo de aumentar o acesso ao mercado.

A Comissão Europeia realça que estabeleceu “obrigações claras para as empresas estatais chinesas”, que costumam ser fortemente subsidiadas, e estabeleceu regras contra transferências forçadas de tecnologia.

Apesar das garantias vindas da UE, o acordo gerou um certo desconforto com os Estados Unidos. Jake Sullivan, atual conselheiro de segurança nacional do presidente Joe Biden, pediu aos líderes da UE que tratassem das preocupações comuns sobre Pequim com o novo governo.

  Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Frutos da administração Trump…. Famosa guerra económica com a China e Europa…. Resultado Falência generalizada do sector agriculta que por sua vez gostaram tanto que a maioria voltou a voltar nele com a promessas de voltar a fazer a América grande outra vez. Mas tudo que fez foi a tornar amiga da Coreia do Norte e submissa ao Putin.

RESPONDER

Ai-Da, a robô artista, foi detida no Egito antes da sua mais recente exposição

Ai-Da, a primeira robô artista ultrarrealista do mundo, foi detida pelas autoridades egípcias na alfândega por "questões de segurança". De acordo com o jornal The Guardian, está previsto que Ai-Da apresente o seu último trabalho na …

Albertina Museum, em Viena, na Áustria

Cansados de ver posts removidos por nudez, museus de Viena aderiram ao OnlyFans

Cansados de ver as obras de arte que partilhavam nas redes sociais removidas por serem demasiado "explícitas", vários museus austríacos decidiram abrir uma conta na plataforma mais liberal OnlyFans. No passado, tanto o Conselho de Turismo …

O pior desastre nuclear da história dos EUA pode ter sido fruto de uma brincadeira

O SL-1 era um reator nuclear experimental de baixa potência, localizado no Idaho, nos EUA, que tinha como objetivo fornecer energia a pequenas instalações militares remotas no início dos anos 1960. O reator acabou por ficar …

PJ deteve quarto suspeito da morte de jovem no metro das Laranjeiras

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, ao final da tarde desta quinta-feira, um quarto suspeito da morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa. Durante a tarde de hoje, em conferência …

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, a ministra da Cultura, Graça Fonseca, e a ministra da Saúde, Marta Temido

Saúde, Trabalho e Cultura. As medidas aprovadas pelo Governo para facilitar a negociação do OE

Novo Estatuto do Serviço Nacional de Saúde, Agenda do Trabalho Digno e a versão final do Estatuto dos Profissionais da Cultura foram os grandes destaques da conferência de imprensa após o Conselho de Ministros desta …

Banido do Facebook, Donald Trump aposta na criação da sua própria rede social

Nova rede social deverá estar disponível a partir do início do próximo ano e é uma resposta do antigo presidente às empresas que o decidiram banir. O antigo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump anunciou o …

Um cigarro aceso

"Fumar mata." Deputados britânicos querem que o aviso seja impresso em cada cigarro

Para desencorajar os fumadores, os deputados britânicos querem imprimir o slogan "Fumar mata" em cada cigarro de um maço de tabaco. Deputados britânicos apresentaram, no Parlamento, uma emenda à Lei de Saúde e Cuidados de Saúde …

Ludogorets 0-1 Braga | Horta bracarense dá frutos cedo

O Sporting de Braga conseguiu um importante triunfo por 1-0 na deslocação ao terreno do Ludogorets, no Grupo F da Liga Europa. A formação lusa não quis perder tempo e marcou logo aos sete minutos, por …

PJ admite mais pessoas envolvidas na morte de jovem no metro das Laranjeiras

A Polícia Judiciária (PJ) admitiu, esta quinta-feira, que estejam mais pessoas envolvidas na morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa. Os dados foram avançados esta tarde, em conferência de …

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo continua a "desejar e a esperar que haja uma possibilidade de o OE passar"

O Presidente da República afirmou, esta quinta-feira, que continua "a desejar e a esperar que haja uma possibilidade de o Orçamento passar" e considerou que os próximos dias, com reuniões partidárias até ao fim-de-semana, "são …