“Não faz parte do nosso treino”. Chefe da polícia diz que Chauvin “violou as regras” na detenção de Floyd

O chefe da polícia da cidade de Minneapolis, Medaria Arradondo, testemunhou esta segunda-feira no julgamento de assassinato de George Floyd e disse que Derek Chauvin violou as regras do Departamento de Polícia e o seu código de ética sobre o respeito à “santidade da vida”.

“Não faz parte do nosso treino e certamente não faz parte da nossa ética e dos nossos valores”, disse Medaria Arradondo, referindo-se a como Chauvin, que é branco, pressionou o seu joelho no pescoço de Floyd, um homem negro de 46 anos, durante mais de nove minutos.

O vídeo da morte de Floyd gerou protestos globais contra a brutalidade policial.

Durante mais de três horas e meia de depoimento, Arradondo contestou a alegação da defesa de que Chauvin, que se declarou inocente das acusações de homicídio, estava a seguir o treino que recebeu nos seus 19 anos na polícia.

“Discordo veementemente que este foi o uso apropriado da força para aquela situação em 25 de maio”, disse Arradondo, citado pela agência Reuters, acrescentando que os polícias são treinados para tratar as pessoas com dignidade e juraram defender a “santidade da vida”.

Arradondo disse que os polícias são treinados em primeiros socorros básicos anualmente. Para o chefe da polícia, Chauvin falhou em seguir o seu treino em vários aspetos.

A testemunha afirmou que percebeu pela cara de Floyd que Chauvin estava a usar mais do que a pressão máxima “leve a moderada” que um polícia pode usar no pescoço de alguém. Chauvin não parou de usar força letal, mesmo quando Floyd ficou inconsciente, e não forneceu os primeiros socorros obrigatórios, acusou Arradondo.

“É contrário ao nosso treino colocar indefinidamente o joelho num indivíduo prostrado e algemado por um período indefinido de tempo”, assegurou.

“Viu o vídeo?”

Arradondo estava em casa na noite da morte de Floyd quando um subchefe lhe ligou para dizer que se tinha desenrolado uma situação “crítica” no cruzamento do lado de fora de uma loja de alimentos onde Floyd foi preso por suspeita de usar uma nota falsificada de 20 dólares para comprar cigarros.

O primeiro vídeo que viu, gravado por uma câmara de vigilância da cidade do outro lado da rua, não mostrou muito. Mas, pouco antes da meia-noite, recebeu uma chamada de alguém “da comunidade”.

“Disseram quase literalmente: ‘Viu o vídeo do polícia a estrangular e a matar aquele homem?’”, recordou Arradondo. “Eventualmente, poucos minutos depois disso, vi pela primeira vez o vídeo.”

Depois de ver o vídeo, Arradondo concluiu que a situação violou os “princípios e valores” do seu departamento.

De acordo com especialistas em lei, é altamente incomum uma autoridade sénior da polícia de uma cidade testemunhar que um dos seus ex-subordinados usou força excessiva.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Muito mais do que só um divórcio milionário. "Perseguições a mulheres" e má fama ameaçam legado de Bill Gates

O mediático e multimilionário divórcio de Bill Gates é muito mais do que apenas a separação de um casal ao cabo de 27 anos de vida em comum. A ruptura com Melinda está a colocar …

Marcelo na Guiné Bissau

Banho de multidão e "pedras" do PAIGC e de Ana Gomes. Marcelo em visita histórica à Guiné Bissau

Marcelo Rebelo de Sousa está na Guiné-Bissau na primeira visita de um chefe de Estado português ao país em mais de 30 anos. A população recebeu Marcelo em delírio, mas a visita está a causar …

Reservas nos voos da TAP entre Portugal e Reino Unido "mais do que duplicam"

As reservas de passageiros nos voos da TAP entre Portugal e Reino Unido "mais do que duplicaram" desde que Portugal entrou na lista verde de destinos de Inglaterra, adiantou a transportadora em comunicado. "De 7 a …

Diego Costa outra vez na rota do Benfica

O avançado brasileiro, naturalizado espanhol, estará outra vez na rota dos encarnados, segundo avança a imprensa brasileira. Segundo o portal brasileiro Yahoo Esportes, o Atlético Mineiro terá abordado Diego Costa, que está livre para assinar por …

"A perceção da opinião pública é que a decisão da Operação Marquês colocou em causa o prestígio do sistema judicial"

A ex-procuradora-geral da República (PGR) deu uma entrevista, publicada esta segunda-feira, na qual abordou temas como a Operação Marquês e as novas propostas anti-corrupção. Na entrevista ao jornal online Observador, Joana Marques Vidal considerou que a …

United e City preparam guerra de licitações por Nuno Mendes

Manchester United e Manchester City estão interessados na contratação de Nuno Mendes e preparam-se para entrar numa guerra de licitações. Está cada vez mais difícil a tarefa do Sporting de manter Nuno Mendes em Alvalade. O …

Secretário de Estado confirma: final da Taça não vai ter público

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto confirmou, esta segunda-feira, que a final da Taça de Portugal entre Sporting de Braga e Benfica, que será disputada este domingo em Coimbra, não terá público. João …

Número de funcionários públicos cresceu 3%. É o maior aumento em quase uma década

No primeiro trimestre deste ano, em comparação com o período homólogo, há mais 21 mil funcionários públicos. É o maior aumento em nove anos, atingindo um total de 725.775 trabalhadores. O número de funcionários públicos aumentou …

Rúben Dias eleito o melhor do ano da Premier League pelo The Athletic

Rúben Dias foi escolhido pelo The Athletic como o melhor jogador do ano da Premier League. O central português foi campeão ao serviço do Manchester City. A qualidade de Rúben Dias não tem passado despercebida em …

Profissionais de saúde já podem deixar o SNS. Limitação terminou com o estado de emergência

Durante a pandemia, foi criada uma limitação às transferências entre unidades e saídas para o privado, que terminou com o fim do estado de emergência. O fim do estado de emergência implica o término da limitação …