Chefe da polícia de Minneapolis demite-se após morte de australiana

(dr) Facebook

Justine Damond com o noivo

A chefe da polícia da cidade norte-americana de Minneapolis demitiu-se na sexta-feira a pedido da presidente da câmara, depois de a polícia ter morto a tiro uma mulher desarmada.

A australiana Justine Damond, professora de ioga e meditação, de 40 anos, foi morta a 15 de julho por um dos dois polícias que responderam ao seu telefonema para os serviços de emergência a relatar uma possível agressão numa rua próxima do local onde residia, em Minneapolis, no estado do Minnesota.

O caso, de grande repercussão internacional, resultou em várias críticas à atuação da chefe da policia de Minneapolis, Janee Harteau, que acabou por se demitir a pedido da presidente da câmara, Betsy Hodges.

Perdi a confiança na chefe da polícia, e vários contactos com residentes locais permitiram-me perceber que também eles não têm confiança nela”, declarou, em comunicado, na sexta-feira.

Hodges anunciou que Medaria Arradondo, até aqui diretora-adjunta da polícia, vai substituir Harteau no cargo. Arradondo foi a responsável pela gestão da crise, na sequência do homicídio da australiana. Harteau encontrava-se de férias, como afirmou na quinta-feira às televisões locais.

Estes anúncios não acalmaram a indignação popular e a conferência de imprensa de Hodges, na sexta-feira à noite, foi interrompida por um grupo de manifestantes a exigir a demissão da autarca. Betsy Hodge garantiu que se vai manter em funções.

Uma das principais críticas apontadas à polícia de Minneapolis é a de que na altura do incidente as câmaras individuais dos agentes estarem desligadas.

(dr)

O agente Mohamed Noor é o autor do disparo que vitimou Justine Damond

Matthew Harrity, polícia que conduzia o veículo, foi surpreendido por um forte barulho momentos antes de Justine Damond se aproximar da viatura. De acordo com as autoridades, foi o agente que seguia no lugar do passageiro, Mohamed Noor, que disparou contra a australiana, atingindo-a mortalmente.

Segundo indicou na sexta-feira o gabinete dos assuntos criminais do Estado do Minnesota, Mohamed Noor continua a recusar responder às autoridades.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Isto é racismo ou não!
    Ninguém diz nada, mas se fosse o contrario tinhamos aqui um bico d’obra, provavelmente já tinhamos o policia preso e uns quantos carros incendiados.

    • Ia no lugar do passageiro e disparou através da janela do colega (condutor).
      O nome dele é o elefante na sala. Fotos da sua “graduação” mostram ao lado dele mulher vestida “com pudor”…

RESPONDER

Fundação Champalimaud anuncia prémio de um milhão de euros para erradicar o cancro

A Fundação Champalimaud anunciou, esta segunda-feira, um prémio de um milhão de euros a atribuir anualmente, e sem limite temporal, vocacionado para a "erradicação do cancro". O prémio é atribuído em parceria com o casal de …

A maior lixeira da China ficou cheia 25 anos antes do previsto

O maior depósito de lixo da China, Jiangcungou, na cidade de Xi'an, já está cheio, 25 anos antes da altura prevista. O aterro tinha sido preparado para receber 2500 toneladas de resíduos por dia. Porém, de …

Cigarros eletrónicos podem prejudicar o coração mais do que os cigarros comuns

Há muito que está provado que fumar é uma das principais causas de mortes por doenças cardíacas. Agora, há evidências crescentes de que os cigarros eletrónicos podem causar danos ao coração. Em dois estudos que serão …

Sindicato dos Magistrados acusa Conselho Superior de fazer escolhas pessoais

O Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMP) acusou, esta segunda-feira, o Conselho Superior do Ministério Público de escolher os procuradores para os departamentos mais importantes da investigação criminal por preferências pessoais. Em comunicado, o Sindicato …

Esta empresa está a produzir "carne" feita de ar

Enquanto várias startups estão a vender "carne" feita de plantas, a Air Protein, uma empresa sediada na Califórnia, nos Estados Unidos, está a criar carne feita de ar. A ideia não é nova, uma vez que …

Autoridade da Concorrência faz buscas em cinco empresas de vigilância privada

A Autoridade da Concorrência (AdC) anunciou, esta segunda-feira, que realizou diligências de busca e apreensão em cinco empresas do setor da vigilância privada, no distrito de Lisboa, "por suspeitas de práticas anticoncorrenciais lesivas do normal …

"Breaking Bad" da vida real. Dois professores de Química acusados de produzir metanfetamina

Dois professores universitários de Química do estado do Arkansas, nos Estados Unidos, foram detidos no domingo por suspeitas de produzirem metanfetaminas. O caso tem atraído atenção mediática por se parecer inspirar no enredo da série …

TAP regista prejuízos de 111 milhões de euros até setembro

A TAP registou, nos primeiros nove meses deste ano, prejuízos acumulados de 111 milhões de euros que atribui a "variações cambiais sem impacto na tesouraria". "A TAP S.A. apurou um prejuízo acumulado, nos primeiros nove meses …

Coreia do Norte não está interessada em mais cimeiras com os EUA

A Coreia do Norte advertiu, esta segunda-feira, que "não está interessada" em mais cimeiras com os Estados Unidos, se Washington persistir na recusa em fazer concessões. A Coreia do Norte deu a Washington até ao final …

Refugiado detido que escreveu um livro pelo Whatsapp conquista a liberdade

O jornalista e escritor curdo-iraniano Behrouz Boochani, que estava detido há seis anos num centro de imigrantes na Austrália, conquistou a liberdade. Boochani escreveu, através de mensagens da rede social Whatsapp, o livro “No Friend But …