Australiana ligou ao 911 a pedir ajuda mas acabou morta por um polícia

(dr) Facebook

Justine Damond com o noivo

Uma australiana de 40 anos foi morta, no sábado passado, no Minnesota, nos EUA, na sequência de um tiro disparado por um agente da polícia, depois de ter ligado a reportar uma possível agressão sexual na vizinhança.

Segundo a BBC, o noivo de Justine Damond e a restante família estão “desesperados” para saber o que aconteceu ao certo no sábado passado. Don Damond afirma que ainda não receberam quase nenhuma informação por parte das autoridades.

O tiroteio aconteceu num bairro tranquilo em Minneapolis, no Minnesota, quando um dos agentes da polícia que respondia ao pedido de ajuda da australiana, que tinha ligado para o número de emergência a reportar uma alegada agressão sexual, atingiu-a com um tiro.

“Como sabem, foi Justine quem ligou para o 911 no sábado, a reportar o que pensava ser uma agressão sexual nas imediações. Infelizmente, tanto os seus familiares como eu, não fomos capazes de obter qualquer informação adicional por parte das autoridades sobre o que aconteceu depois de a polícia ter chegado”, afirmou, esta segunda-feira, numa conferência de imprensa à porta de casa.

De acordo com o Minneapolis Star-Tribune, a australiana estava de pijama quando se aproximou do condutor da viatura da polícia para tentar falar com os agentes. Foi então que o polícia que estava sentado no lugar do passageiro, identificado pela imprensa local como Mohamed Noor, disparou através da janela.

(dr)

O agente Mohamed Noor, 31 anos, é o autor do disparo que vitimou Justine Damond

De acordo com a BBC, as câmaras instaladas nas fardas dos agentes não estavam a funcionar naquele momento. As autoridades já anunciaram que há uma investigação em curso e que estão à procura de outros vídeos do incidente. Entretanto, o advogado do agente da polícia, Tom Plunkett, já confirmou que foi o seu cliente quem disparou a arma.

“Partilho das mesmas questões que outras pessoas têm sobre o facto de não termos as imagens das câmaras das fardas. Espero ter respostas a isso nos próximos dias”, afirmou a autarca Betsy Hodges, que diz estar “profundamente perturbada” com este caso.

Nos últimos anos, os EUA têm sido palco de várias mortes associadas à violência policial, sobretudo, de cidadãos afro-americanos, o que tem suscitado um grande debate no país.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Se fosse um policia branco a abater um civil negro era racismo, mas como foi um policia negro a abater um civil branco é uma morte na sequência de um tiro disparado por um agente da polícia…..

  2. Como o policia tem cara de parvo e ainda por cima é negro, está tudo bem .
    Se fosse ao contrario , já estava a pretalhada toda aos berros , que o policia branco racista tinha morto um deles .
    Até essa esganiçada da Catarina Martins essa esganiçada , ia nos protestos

RESPONDER

Cientistas reverteram principal sintoma da esquizofrenia em camundongos

Um medicamento que está atualmente a ser desenvolvido para tratar a leucemia reverteu (em camundongos) um sintoma de esquizofrenia anteriormente intratável: o enfraquecimento da memória de trabalho. A memória de trabalho é um processo cerebral fundamental usado …

Para as criaturas marinhas, as doenças infecciosas são a sentinela da mudança

Uma recente investigação analisou as mudanças nas doenças relatadas em espécies submarinas num período de 44 anos. A conclusão não surpreende: a saúde dos oceanos está a piorar a passos largos. A compreensão das tendências oceânicas …

Solidariedade e ambiente. Nos EUA, já é possível doar as suas peças Lego

Nunca somos demasiado velhos para brincar com peças Lego. No entanto, se estiver a ficar sem espaço para as arrumar e estiver à procura de uma forma de garantir que os seus blocos acabam em …

Eis os primeiros smartphones pensados e fabricados em África

https://vimeo.com/365789486 No Ruanda nasceram os primeiros rebentos do grupo Mara, que anunciou o lançamento dos seus dois primeiros smartphones. São os primeiros a serem totalmente fabricados em África. Estes são os dois primeiros smartphones totalmente fabricados em …

Siza Vieira recebe Grande Prémio da Academia de Belas-Artes francesa

O arquitecto Álvaro Siza Vieira recebeu o Grande Prémio de Arquitetura da Académie des Beaux-Arts, pelo conjunto do seu percurso, no valor de 35 mil euros. “É uma grande honra, porque é um prémio importante. É …

Para os jovens refugiados, um telemóvel pode ser tão importante quanto comida ou água

Entre 2015 e 2018, mais de 200.000 jovens não acompanhados reivindicaram asilo na Europa. Muitos deles, agora na União Europeia, têm uma coisa em comum: os seus smartphones. Não são apenas ferramentas para entretenimento nem uma …

Cientistas observaram pela primeira vez porcos a usar ferramentas

Uma equipa de cientistas registou pela primeira vez uma família de javalis das Visayas, num jardim zoológico em Paris, a usar paus para cavar e construir ninhos. Os porcos não gostam só de chafurdar na lama …

Transição verde: o mundo tem muito a aprender com uma pequena cidade na Islândia

Uma pequena cidade no norte da Islândia tornou-se quase neutra em dióxido de carbono (CO2). Uma equipa de cientistas viajou até ao país insular nórdico para descobrir como podemos aprender com esta cidade. Atualmente, as cidades …

Adolfo Mesquita Nunes não será candidato à liderança do CDS

Adolfo Mesquita Nunes anunciou este domingo que não será candidato à liderança do CDS. A garantia foi deixada pelo próprio, na sua página pessoal de Facebook, depois de ter sido desafiado por António Pires de …

Afastado desde a noite eleitoral, Rui Rio volta para lançar suspeitas sobre a RTP

Afastado dos holofotes desde a noite eleitoral e sem dizer se se vai recandidatar à liderança do PSD, Rui Rio recorreu ao Twitter para comentar as suas suspeitas sobre a RTP. O líder social-democrata recorreu às …