CGD pode entrar como “remédio” no processo de consolidação do Novo Banco

Miguel A. Lopes / Lusa

Paulo Macedo, presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos (CGD).

O futuro do Novo Banco deve passar pela consolidação, numa fusão com outro Banco, num processo que só deverá avançar depois de 2021. E nesse cenário, a Caixa Geral de Depósitos (CGD) pode entrar no processo, no âmbito da aplicação de “remédios”, para ficar com activos que fiquem fora do negócio.

O Dinheiro Vivo avança esta possibilidade, realçando que “a Caixa Geral de Depósitos (CGD) pode vir a fazer parte do futuro do Novo Banco“.

A norte-americana LoneStar, principal accionista do Novo Banco, já anunciou que até 2021 não pretende vender a instituição. Mas depois disso, a solução deverá passar pela consolidação com outro banco, como avança a publicação económica. Uma eventual “fusão com o Millennium BCP” pode ser viável, frisa o Dinheiro Vivo, antecipando que, para que aconteça, será provavelmente necessária “a aplicação de “remédios”, como a alienação a outros bancos de alguns negócios”.

É nesse âmbito que surge a CGD, como o Banco “favorito a poder ficar com esses activos” que sobrem no processo de consolidação.

“Num cenário de consolidação do Novo Banco, em que fiquem activos disponíveis, a CGD não pode ficar de fora“, aponta uma fonte do sector citada pelo Dinheiro Vivo.

O presidente executivo da CGD, Paulo Macedo, já alertou que até 2020, o banco não pode fazer aquisições, no âmbito do Plano Estratégico que acordo com Bruxelas. Mas “depois de 2021, qualquer gestor tem de estar atento ao que se passa no mercado“, realçou, como lembra o Dinheiro Vivo.

O Ministério das Finanças negou nesta semana que o governo esteja a preparar uma nova injecção de capital no Novo Banco, depois de o Público ter noticiado que estaria a ser preparada uma nova ajuda estatal de 1400 milhões de euros, com vista a acelerar a sua venda.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Se repararmos os bancos em Portugal são o maior problema, estamos sempre a injectar dinheiro e nunca funciona..então não precisamos dos bancos só dão prejuizo e é sempre na casa dos miles milhões não sei quê, está a levarnos a falênçia, chega de bancos.

  2. o Novo Banco nunca deveria ter nascido, o BES deveria por e simplesmente ter ido à falência assim como as outras palhaçadas do BANIF e outros.

    enquanto isso continua a esbanjar milhões dos contribuintes.

    • Exacto, tal como foi feito noutros países, resolvendo o problema. Claro que há investidores que perdem, mas pelo menos aí os contribuintes não foram saqueados. Neste caso do BES, perdemos todos: investidores e contribuintes, sem solução final à vista.

Moratória nos créditos à habitação não suspende Seguros (e pode ter que os pagar durante mais tempo)

A suspensão dos pagamentos dos empréstimos do Crédito à Habitação, por parte dos clientes bancários que queiram aderir à moratória aprovada pelo Governo, pode não travar os pagamentos dos Seguros de Vida e Multi-riscos que …

Espanha poderá ser o primeiro país na Europa a avançar com rendimento básico universal

A ministra da Economia espanhola assegurou, este domingo, que o Governo está a trabalhar para aplicar o rendimento básico universal, embora não tenha dado ainda uma data concreta. Em declarações ao canal televisivo laSexta, a ministra …

Presidente revela que não está imune e é contra "descompressão" de medidas em abril

O Presidente da República revelou numa entrevista esta terça-feira divulgada pela Antena 1 que já fez um dos novos testes sorológicos para detetar a presença de anticorpos para o novo coronavírus e não está imunizado. "Depois …

Ministros das finanças procuram entendimento. Itália ameaça consenso de Centeno

Os ministros das Finanças da zona euro voltam a reunir-se esta terça-feira, por videoconferência, com a responsabilidade de chegarem a um compromisso sobre uma resposta comum para minimizar os efeitos da pandemia covid-19, precisando para …

Empresas estão a cobrar às farmácias 150 euros por caixa de máscaras

Empresas, muitas das quais nem sequer são do ramo farmacêutico, estão a cobrar às farmácias 150 euros por uma caixa de máscaras. Antes, eram vendidas por cinco euros. A pandemia de covid-19 levou a que a …

Governo alarga apoios a sócios-gerentes sem trabalhadores

O Governo enviou esta segunda-feira para promulgação pelo Presidente da República um decreto com alterações ao regime de apoio extraordinário dos trabalhadores independentes, estendendo agora os benefícios aos sócios-gerentes sem trabalhadores por conta de outrem. Este …

"Futebol precisa de dar e sofrer porque pode." Anúncio de lay-off do Liverpool gera críticas e um pedido de desculpas

O Liverpool anunciou que ia avançar com um mecanismo do Governo britânico semelhante ao lay-off que está a ser usado em Portugal, para receber apoios para pagar aos funcionários do clube que não são jogadores, …

"Semana D" na Educação. Alunos do 12.º com prioridade no regresso às aulas

O Ministério da Educação, liderado por Tiago Brandão Rodrigues, reúne-se esta terça-feira com os vários representantes da comunidade escolar para discutir como será o 3.º período de aulas numa época de contenção do novo coronavírus. Esta …

Benfica, Sporting e FC Porto querem cortar salários em 50%

Os 'três grandes' do futebol português querem cortar a folha salarial dos jogadores em 50%. Em causa está o controlo dos danos financeiros da pandemia de covid-19. Benfica, Sporting e FC Porto querem reduzir os salários …

Mais 34 vítimas mortais e 44 recuperados. Novos casos sobem 6%

Portugal regista nesta terça-feira 12.442 casos positivos de covid-19, mais 731 do que esta segunda-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde. Trata-se de um aumento de 5,7% no número de novos casos. Esta taxa …