Região Centro perde 110 mil postos de trabalho até 2030. A culpa é da automação

A automação vai fazer a região centro do país perder 110 mil postos de trabalho dentro dos próximos dez anos. A manufatura e a agricultura serão os setores mais afetados.

Os avanços tecnológicos nem sempre são tão positivos como, por vezes, se fazem prever. Um estudo realizado pela Confederação Empresarial Portuguesa (CIP) e pela Nova SBE mostra as consequências da automação nas várias regiões do país e quais os setores de trabalho mais afetados.

As conclusões do estudo foram hoje de manhã apresentadas em Leiria. Os dados mostram que a região Centro terá menos 110 mil postos de trabalho até ao ano de 2030. Juntas, a agricultura e a manufatura representam mais de metade das perdas. Segundo o Diário de Notícias, estes dois setores irão sofrer uma perda de quase 60 mil trabalhadores.

A região Norte é uma das que também vai sofrer mais com a automação de processos. Na agricultura, será perdida 23,1% da mão de obra, enquanto na manufatura, nos próximos dez anos, será perdida mais de metade da força laboral do norte do país. Destaque também para o Alentejo, que perde mais de um terço dos trabalhadores na agricultura.

Algarve e a Área Metropolitana de Lisboa serão as zonas mais resistentes à automação. De acordo com os dados do estudo, o Algarve perderá “apenas” 7% dos trabalhadores nos setores da agricultura e manufatura. Por sua vez, a AM Lisboa verá a sua mão de obra reduzida em 22% nestes setores.

A indústria mais afetada será a de “produtos de plástico, borracha e outros minerais não-metálicos”, com quase 14 mil postos de trabalho sob ameaça. Não muito longe, a indústria de “produtos metálicos, exceto máquinas e equipamentos” poderá perder cerca de 13 mil vagas.

Num cenário mais conservador, o estudo revela que a nível nacional poderão ser perdidos 1,1 milhões de postos de trabalho devido à automação e à integração de novas tecnologias no trabalho. No pior dos casos, a fasquia pode chegar aos 1,8 milhões de empregos.

Uma outra perspetiva

Apesar do cenário ser alarmante e um grande número de postos de trabalho estar sob ameaça, a situação pode não ser tão caótica quanto isso. Por vezes, a automação de um emprego pode não representar a sua perda. Por vezes, as novas tecnologias apenas substituem uma das tarefas.

O apresentador do programa televisivo Last Week Tonight, John Oliver, abordou o assunto num dos episódios do mês passado, dando o exemplo das caixa de multibanco. Quando surgiu esta inovação, muitos trabalhos de vários bancos ficaram preocupados com a possibilidade de perderem os seus empregos.

Os seus medos acabaram por não se confirmar — até pelo contrário. O número de postos de trabalho subiu no setor bancário dos Estados Unidos entre 1980 e 2010. “Os seus empregos não se perderam, apenas mudaram”, disse John Oliver.

“No ano de 1900, cerca de 40% da mão de obra estava na agricultura. Se um economista voltasse atrás no tempo e dissesse que dentro de 100 anos, apenas 2% da força laboral iria trabalhar na agricultura, ninguém saberia o que os outros 38% ia fazer“, exemplificou David Autor, economista do MIT.

Isto para explicar que “grande parte dos empregos que hoje temos, há dezenas de anos atrás nem existiam“, acrescentou.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

“O cenário é caótico“. Greve do SEF provoca ajuntamentos no Aeroporto de Lisboa e Porto

A greve convocada pelo sindicato do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) a decorrer esta sexta-feira está a provocar grandes ajuntamentos nos principais aeroportos do país. A greve de inspetores e funcionários do Serviço de Estrangeiros …

TAP no fim da lista de credores em caso de insolvência da Groundforce

A tensão entre a companhia aérea e a empresa de handling voltou a colocar o cenário de insolvência em cima da mesa. Mas isso pode vir a revelar-se um "calvário" para a TAP. De acordo com …

Aumento da procura de viagens para Portugal no Reino Unido faz disparar o preço dos voos

Os preços das viagens aéreas entre o Reino Unido e Portugal disparam com o fim das restrições à vista. O aumento dos preços indica que a procura de voos por turistas britânicos está a aumentar. O …

Governo propõe juízes diferentes nas fases de inquérito e instrução

O Governo enviou uma proposta de lei enviada ao Parlamento que prevê que o magistrado que acompanha uma investigação não possa continuar a intervir no processo após a acusação. O objetivo do Governo, de acordo com …

Alemanha vai vacinar todos os jovens maiores de 12 anos até final de agosto

A Alemanha pretende vacinar contra a covid-19 todos os adolescentes maiores de 12 anos até ao fim de agosto, embora dependa da "luz verde" da Agência Europeia do Medicamento (EMA) para essa faixa etária, disse …

Para combater a pobreza, Governo vai rever Rendimento Social de Inserção

O Governo de António Costa está a preparar uma revisão do Rendimento Social de Inserção (RSI) com o objetivo de reforçar o combate à pobreza em Portugal. O Executivo vai rever as regras de atribuição …

Portugal já está a vacinar 100 mil pessoas por dia. 10% da população já tomou duas doses

Na quinta-feira, cerca de 100 mil pessoas receberam a vacina contra a covid-19, o que antecipa em uma semana esta meta definida pela task force do plano de vacinação. Cerca de 100 mil pessoas receberam a …

Açores vão ter testes gratuitos em farmácias e rastreios laborais aleatórios

Os Açores vão passar a disponibilizar testes rápidos gratuitos para o despiste da covid-19 nas farmácias, testes de saliva para a testagem massiva aos alunos e rastreios laborais aleatórios, anunciou esta quinta-feira o secretário regional …

Uma morte e 377 novos casos nas últimas 24 horas. Rt e incidência recuam

O boletim da DGS desta sexta-feira dá conta de mais 377 novos casos em Portugal. Registou-se ainda mais um óbito. Nesta sexta-feira, dia 7 de maio, o país tem 22.421 casos ativos, menos 114 do que …

MP investiga morte de bebé que terá sido esquecido no carro em Lisboa

O Ministério Público instaurou um inquérito para averiguar as circunstâncias da morte de uma criança de dois anos que terá ficado esquecida no interior de um carro, em Lisboa. A mãe ter-se-á esquecido do bebé …