Centenas de escolas fechadas devido a manifestação de trabalhadores não docentes

Centenas de escolas de norte a sul do país estão encerradas por causa do pré-aviso de greve emitido pelos sindicatos dos trabalhadores em funções públicas para permitir a participação na manifestação marcada para esta sexta-feira em Lisboa.

Segundo disse à Lusa Artur Sequeira, da Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais, a contabilização exata das escolas não está a ser feita porque o pré-aviso de greve se destina especificamente a permitir a deslocação e participação destes trabalhadores na manifestação nacional.

“Não estamos a fazer nenhuma contagem de escolas pois o pré-aviso de greve é para a deslocação. (…) Tenho a indicação de que há centenas de escolas fechadas, mas não temos uma contagem, pois não era um pré-aviso para encerrar escolas, apesar de muitas encerrarem. Os funcionários para virem à concentração têm de faltar”, explicou.

Centenas de trabalhadores não docentes são esperados nesta manifestação, que decorre a partir das 14h em frente ao Ministério da Educação, em Lisboa, e serve para reivindicar a integração de precários e mais funcionários nas escolas.

“Há muitas escolas encerradas (…), não vai atingir o número de escolas que encerrou na greve de dia 3 de fevereiro porque essa aí era uma greve para encerrar escolas e esta não, era é uma greve para a manifestação”, reconheceu Artur Sequeira, sublinhando: “Não deixamos de valorizar as pessoas que não foram trabalhar porque é também uma forma de protesto”.

A estrutura sindical reclama a integração por via excecional, sem concurso, de cerca de dois mil funcionários que reúnem as condições para a vinculação aos quadros do Estado, de acordo com a informação prestada à agência Lusa pelo coordenador para a área da educação Artur Sequeira, na altura da apresentação da iniciativa, no início do mês.

Segundo a mesma fonte, há ainda trabalhadores recrutados sazonalmente nos centros de emprego, para um ano letivo, e que asseguram necessidades permanentes nas escolas e outros contratados à hora, por menos de três euros, “em especial para tratarem de alunos com dificuldades cognitivas”.

No local da manifestação será depois aprovada uma resolução para entregar ao ministério.

A federação queixa-se de falta de resposta do ministério a um caderno reivindicativo que entregou em fevereiro e que, além desta questão, inclui uma nova portaria de rácios que tenha em conta o tipo de escola e a localização e não apenas os números de alunos e de funcionários.

Os trabalhadores não docentes pretendem também negociar carreiras especiais e assegurar que não ficam na tutela das autarquias, ao abrigo de um processo de descentralização que contestam.

// Lusa

RESPONDER

-

Ataques de extraterrestres invadiram a linha telefónica anti-imigração de Trump

A administração Trump criou um novo gabinete e uma linha telefónica especial de apoio a vítimas de crimes cometidos por imigrantes ilegais que está a ser inundada de chamadas a reportarem ataques de extraterrestres. Lançada no …

Sudan, o último rinoceronte-branco do norte macho do mundo

Último rinoceronte-branco aderiu ao Tinder para evitar a extinção

O último rinoceronte-branco macho do mundo tem agora um perfil na famosa aplicação de encontros. A ideia é que os utilizadores saibam como podem ajudar para evitar a extinção desta espécie. Não se admire se, enquanto …

-

Prazo para acusar José Sócrates voltou a ser adiado

A Procuradoria-Geral da República decidiu prorrogar por três meses o prazo para a conclusão do inquérito da 'Operação Marquês', a contar da data de junção ao processo da última carta rogatória a ser devolvida. "A Procuradora-Geral …

Polícia britânico em vigilância a Whitehall após o atentado terrorista junto ao parlamento britânico, em Londres

Homem detido em Londres suspeito de planear ataque terrorista

O homem foi detido, esta quarta-feira, na posse de armas, junto ao Parlamento britânico, e é suspeito de ter planeado um ataque terrorista, informou a polícia metropolitana de Londres. O jovem ficou detido por posse de …

O Primeiro-Ministro António Costa, o Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa e o presidente da Assembleia da República Eduardo Ferro Rodrigues

Marcelo diz que tem que explicar a Costa que o "rosa" é "roxo"

O Presidente da República voltou, esta quinta-feira, a apelidar o primeiro-ministro de "irritantemente otimista", perante uma plateia de alunos, a quem disse que António Costa teima em ver violeta-rosa onde há roxo, e que tenta …

-

Suspeito de atropelar adepto do Sporting entregou-se à PJ

O suspeito do atropelamento mortal ocorrido junto ao Estádio da Luz, em Lisboa, na semana passada, entregou-se esta quinta-feira às autoridades, disse à Lusa fonte da Polícia Judiciária. Segundo a fonte da Polícia Judiciária, o homem …

-

Governo vai dar bónus salarial aos funcionários dos serviços públicos mais poupados

Os funcionários públicos que conseguirem implementar medidas de poupança nos serviços, sem perder a qualidade dos mesmos, vão ser recompensados pelo governo com um bónus salarial. A medida está ainda a ser ultimada, mas deverá …

-

Cães perigosos fizeram pelo menos 355 vítimas em 15 meses

Só no primeiro trimestre deste ano, a GNR já registou 71 vítimas de ataques com cães perigosos. Na terça-feira, uma menina de quatro anos foi atacada por um rottweiler, estando em situação "estável". O dono …

-

Fisco suspende IMI de 5 mil casas que foram reavaliadas

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) suspendeu temporariamente o pagamento do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) de cinco mil casas que foram submetidas a reavaliação no ano passado, destaca o Diário de Notícias. O jornal adianta …

O juiz Carlos Alexandre

Director da PJ em guerra com Carlos Alexandre por "favor" a informador

O director da Polícia Judiciária, Almeida Rodrigues, vai fazer queixa do juiz Carlos Alexandre, acusando-o de violar os seus deveres de correcção. Em causa estão declarações do "super-juiz" por causa de uma "cunha" da PJ …