Uma centena de crianças morreu de fome em Mossul

Uma centena de crianças morreu de fome desde fevereiro, quando começou a ofensiva militar contra a cidade velha de Mossul, no Iraque, onde estão militantes do Estado Islâmico, disseram esta segunda-feira ativistas e testemunhas.

O diretor regional da organização não-governamental (ONG) Fórum da Criança, Muataz al-Raui, explicou à agência EFE que o cerco à parte velha da cidade, imposto por militares e polícias iraquianos, fez desaparecer as reservas de leite e outros alimentos para bebés, contribuindo para a morte de numerosos de recém-nascidos e crianças.

Al-Raui acusou o EI e as forças militares de serem as responsáveis por cometer “crimes contra a humanidade” e uma “grande e grave violação” contra os menores que estão “presos” em Mossul, advertindo que haverá mais vítimas entre as crianças devido ao “cerco asfixiante” imposto pelas forças governamentais.

Segundo cálculos da Fundação das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), cerca de 220 mil menores de idade continuam fechados em bairros sob o controlo dos terroristas e encontram-se em perigo extremo, “sem saída” diante dos confrontos.

Desde o começo da ofensiva militar contra o Estado Islâmico em outubro passado na província de Nínive, cuja capital é Mossul, cerca de 500 mil civis já saíram da região e cerca de metade destes eram menores de idade, segundo um recente relatório da UNICEF.

Nas últimas seis semanas, cerca de 151 mil crianças fugiram com suas famílias dos combates nos bairros do oeste de Mossul, segundo a UNICEF.

A situação dos civis está a agravar-se, em parte, porque os militares “fracassaram pela segunda semana consecutiva” no seu objetivo de abrir corredores seguros para a fuga de civis, segundo disse à Efe o membro do Conselho de Nínive, Hosam al-Abar.

Al-Abar afirmou que a crise dos civis e dos deslocados se complica “dia após dia”, acusando as tropas iraquianas de disparar “excessivamente” com artilharia pesada e foguetes contra a cidade velha de Mossul, a zona mais densamente povoada.

Os mercados populares estão “vazios” e os produtos básicos que foram armazenados pelas famílias já foram consumidos, assegurou o presidente da Comissão dos Direitos Humanos do Conselho provincial, Gazuan al-Daudi.

Na zona oeste de Mossul há vários meses que não entram nem alimentos e nem medicamentos, tampouco há fornecimento de água potável e eletricidade.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Polícia de Nova Iorque de origem tibetana acusado de espiar ao serviço da China

Um polícia nova-iorquino originário do Tibete foi acusado de espionagem pelas autoridades norte-americanas por, supostamente, ter recolhido para o Governo chinês informações sobre a comunidade tibetana em Nova Iorque. De acordo com a acusação das autoridades …

Football Leaks. PJ desconhecia acesso das autoridades francesas às provas

O inspetor da PJ, José Amador, revelou, esta terça-feira, que esta polícia não teve conhecimento do acesso das autoridades francesas às provas apreendidas a Rui Pinto durante a sua detenção na Hungria. Na quinta sessão do …

Aldeões ajudam tropas indianas que enfrentam militares chineses nos Himalaias

Cerca de 100 residentes da vila de Chushul atravessam o território indiano de Ladakh para chegar a um pico dos Himalaias conhecido como Black Top, a uma altitude de mais de 4500 metros, levando suprimentos …

Detido na Rússia líder religioso que diz ser a reencarnação de Jesus

O líder religioso, que diz ser a reencarnação de Jesus, foi detido, na Rússia, esta terça-feira, durante uma operação especial. De acordo com as imagens divulgadas pelo jornal The Guardian, vários agentes da polícia, armados e …

Covid-19: Universidade de Coimbra tem novo programa de rastreio aleatório para alunos e docentes

A Universidade de Coimbra (UC) preparou um Plano de Prevenção e Protocolo de Atuação para garantir o regresso às aulas em segurança para alunos, professores, docentes e comunidade. "Tendo em conta a situação pandémica que estamos …

Jogador substituído aos 14 segundos

Substituição insólita foi realizada na primeira divisão da Estónia. Jovem nem tocou na bola. Jogo da 21.ª jornada do campeonato nacional da Estónia, primeira divisão. O FCI Levadia recebe o JK Nõmme Kalju e vence por …

"Ato que nenhum fim pode justificar". Vaticano critica a aceitação mundial da eutanásia

Através de um novo documento, o Vaticano condenou a disseminação da aceitação internacional da eutanásia e do suicídio assistido, inclusive em alguns países tradicionalmente católicos da Europa. O Vaticano referiu no documento publicado hoje - e …

Facebook teme sair da Europa caso não possa transferir dados para os EUA

A Comissão de Proteção de Dados irlandesa propôs que os dados dos cidadãos europeus não possam sair do continente. O Facebook diz que não sabe como poderá continuar a prestar os seus serviços na Europa …

O guarda-redes do Chelsea é o melhor em quê? "Em cometer erros"

Kepa alvo de críticas fortes. Frank Lampard confirmou a chegada de mais um guarda-redes, proveniente de França. O Chelsea volta a ser notícia por causa do mercado e volta a ser notícia por causa de um …

Promotores assumem pela primeira vez que Trump pode ser investigado por fraude fiscal

O gabinete do procurador do distrito de Manhattan, que tem travado uma batalha legal com o Presidente dos Estados Unidos (EUA) para obter as suas declarações de impostos, sugeriu na segunda-feira, pela primeira vez, que podia …