/

O maior cemitério de pneus do mundo está a arder há dois dias no Kuwait

O incêndio no maior cemitério de pneus usados do mundo, que deflagrou há pelo menos dois dias, está a provocar uma densa coluna de fumo tóxico.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Quando um pneu deixa de ter utilidade, é muitas vezes reciclado. No entanto, é muito provável que, em muitas partes do mundo, acabe num cemitério de pneus. No Kuwait, todos os anos são escavados enormes buracos na terra e preenchidos com pneus velhos, resultando em grandes montanhas de pneus.

O maior cemitério de pneus usados do mundo, localizado em Al Sulaibiya, está a arder há, pelo menos, dois dias. O Observador escreve que já é possível avistar o fumo a partir do Espaço.

Estima-se que estejam amontoados neste local mais de sete milhões de pneus usados.

Segundo o diário, têm sido divulgadas, desde quinta-feira, várias fotografias e vídeos do fumo que se tem vindo a espalhar um pouco por toda a área. O ar tem vindo a tornar-se irrespirável.

O Interesting Engineering explica que os incêndios de pneus são bastante difíceis de apagar, além de produzirem muito fumo que transporta produtos químicos tóxicos, como monóxido de carbono e óxidos de enxofre, resultantes da decomposição dos compostos de borracha.

Desde cancro a doenças respiratórias, estas substâncias podem ter efeitos na saúde a curto e longo prazo. Os pneus também libertam metais pesados e óleo enquanto ardem, que se infiltram no solo e na água ao longo do tempo.

No deserto do Kuwait, as temperaturas costumam ascender até aos 50 graus Celsius e a temperatura tem vindo a dificultar as operações para controlar as chamas.

Ainda não é conhecido o motivo que terá provocado o incêndio.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.