“Celebre a baixa natalidade!” Cartaz polémico defende que o mundo precisa de menos gente

DR


Cartaz da agência holandesa The Great Decrease junto à Praia das Maçãs, em Sintra.

“Diminuir rumo à abundância”. Este é o lema de uma agência de design e publicidade holandesa que colocou um cartaz polémico em Sintra, virado para a Praia das Maçãs, e que aconselha os portugueses a celebrarem as baixas taxas de natalidade.

A iniciativa da agência The Great Decrease insere-se numa campanha internacional que visa alertar as consciências para o problema do crescimento da população mundial. Assim, aquilo que em Portugal é visto como um problema – a baixa taxa de nascimentos -, deve ser celebrado como “uma benção” na óptica da agência holandesa.

“Celebre as baixas taxas de natalidade!”, apregoa o cartaz colocado em Sintra, mesmo em frente à Praia das Maçãs, uma zona muito frequentada por esta altura, para atrair o máximo de olhares possíveis.

No site da The Great Decrease salienta-se que a humanidade “mais do que duplicou nos últimos 50 anos”, vivendo actualmente na Terra “mais de 7,6 mil milhões de pessoas“.

Em 2050, devemos ser mais de 10 mil milhões, lembra a agência, considerando que “o grande número de pessoas é a força motora por trás dos grandes problemas de hoje, incluindo as alterações climáticas, a perda da biodiversidade e a escassez de recursos”.

Depois da organização de vários eventos públicos na Holanda, para alertar para esta realidade, a The Great Decrease pretende promover a discussão mundial em torno deste “crescimento exponencial” e das suas “consequências”.

“The Great Decrease é um alerta para se olhar para o declínio da população sob uma nova perspectiva”, explica na Rádio Renascença a responsável pela campanha, Sascha Landshoff, realçando que o objectivo é “encorajar as pessoas a adoptarem o declínio da população”.

Portugal é destacado pela agência como o país com a mais baixa taxa de natalidade da Europa (1,2%), seguindo-se a Holanda (1,6%).

Por outro lado, os países onde nascem mais crianças situam-se em África, sendo precisamente nessa zona que a Organização das Nações Unidas prevê que haja maior crescimento populacional nos próximos anos.

Sascha Landshoff destaca que é preciso pensar em como evitar este aumento da população através de “medidas simples e directas” como “tornar a contracepção moderna legal, gratuita e disponível em todo o mundo e eliminar os bónus” para quem tem bebés, como diz na Renascença.

Quanto ao cartaz que continua perto da Praia das Maçãs, várias pessoas se indignaram contra ele nas Redes Sociais. A situação levou a Câmara Municipal de Sintra a enviar ao local fiscais para “verificar a legalidade da situação”, como explica fonte da autarquia à Renascença.

O cartaz “está legalizado, encontra-se em local licenciado e com os pressupostos legais cumpridos”, frisa esta fonte, notando que não viola o Código da Publicidade porque “não ofende valores nem tem linguagem imprópria”.

Mas nas Redes Sociais há quem faça questão de se manifestar contra a ideia defendida pelo cartaz, como é o caso da que parece ser uma família numerosa que se fotografou ao lado da mensagem da The Great Decrease e cuja imagem está a ser partilhada por várias pessoas.

SV, ZAP //

 

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Finalmente alguém com ideias racionais. É preciso ter palas para “promover a natalidade”. Como quem diz, quase todos os partidos políticos em Portugal e arredores.

    • Depois diga-me quem e como é que lhe vai pagar a reforma.
      Eu conheço os artistas como o Nuno que pensam que tudo sabem mas por tão pouco conhecer os assuntos que aborda, acha que tudo é simples. A questão é bem mais complexa e obviamente o amigo não está à altura dela. Deixe para os outros e dedique-se àquilo em que é bom…ou deveria ser…

      • Caro “Olha-me este!”, eu poderia dizer o mesmo de si. Enquanto o pessoal dito entendido como o Sr. fala das reformas e da economia, a sobrepopulação está a tratar de acabar literalmente com o mundo: simplesmente não há recursos para todos vivermos confortavelmente! E quando isso acontecer não haverá reformas nem economia, percebe? É como você diz e bem: “A questão é bem mais complexa e obviamente o amigo não está à altura dela. Deixe para os outros e dedique-se àquilo em que é bom…ou deveria ser…”. Ou acha que o paradigma económico atual de crescimento infinito para manter o status quo é sustentável?
        Cumprimentos.

  2. Creio que se precisa analisar caso a caso. Generalizações são sempre arriscadas. Em Portugal, país já consolidado na zona do euro, e com uma moeda forte, a ideia pode ser boa sim. Já aqui, no Brasil, a redução da natalidade está pondo a Previdência Social em vias de colapso. Minha opinião é que a baixa natalidade pode ser positiva, mas conforme o caso.

RESPONDER

PSD a 3 deputados da maioria na Madeira. CDS afasta geringonças

Miguel Albuquerque, político experiente, apreciador de música e apaixonado por rosas, voltou hoje a vencer as eleições regionais da Madeira, mas tem agora pela frente a ‘espinhosa’ tarefa de negociar um entendimento que garanta estabilidade …

Porto 2-0 Santa Clara | E vão cinco vitórias consecutivas na Liga

O FC Porto respondeu ao triunfo do Benfica no sábado em Moreira de Cónegos com a quinta vitória consecutiva na Liga, na recepção ao Santa Clara, por 2-0. Num jogo morno, com uma segunda parte mal jogada …

Mazda entra na corrida e prepara lançamento do seu primeiro carro elétrico

A Mazda garantiu o lançamento do seu primeiro carro elétrico já no próximo ano. O veículo será apresentado no Salão Automóvel de Tóquio. A corrida dos veículos elétricos acelera a todo o vapor e a Mazda …

Descobertas evidências de um reino bíblico em pleno deserto israelita

A bíblia faz referência a um reino de Edom, do século X antes de Cristo. Novas evidências sugerem que este reino poderá ter estado assente no deserto de Arava, no Israel. A análise de arqueólogos a …

PSD vence regionais na Madeira mas perde maioria absoluta

O PSD venceu hoje as eleições legislativas regionais na Madeira, com 37% a 41% dos votos, o que lhe retira a maioria absoluta no parlamento, segundo a projeção da RTP/Católica. O Partido Social Democrata venceu as …

No Afeganistão, há mulheres a arriscar a vida por um golo

As jogadores da seleção de futebol feminino do Afeganistão não treinam no seu país por razões de segurança. Muitas sofreram abusos sexuais e correm risco de vida para poderem jogar futebol. Pelo menos alguma vez na …

Cientista diz que avanços científicos podem levar à extinção humana

A evolução da ciência e tecnologia pode ser fundamental para evitar catástrofes, mas, ironicamente, pode também ser a causadora do fim da nossa espécie. O estudo das mudanças climáticas baseia-se em simulações cada vez mais de …

A ilha mais remota do mundo tem nome português

Tristão da Cunha é uma ilha com apenas 250 habitantes, onde ninguém fala português. Não há hotel nem aeroporto. Há quem parta em busca de um lugar sossegado para evitar as grandes multidões turísticas. Caso esteja …

Costa não tinha dúvidas. O parecer da PGR sobre familiares é “absolutamente inequívoco”

O secretário-geral do PS, António Costa, defendeu hoje que o parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre as incompatibilidades entre governantes e negócios com empresas de familiares é “absolutamente inequívoco”. “O parecer é absolutamente inequívoco sobre …

Jovens do mundo inteiro ocupam a ONU em inédita Cimeira do Clima

Mais de 500 jovens, representantes de mais de 140 países, ocuparam este sábado o espaço habitualmente destinado aos diplomatas da ONU. A United Nations Youth Climate Summit, primeira cimeira da juventude sobre o clima, em Nova …