OE2019. CDS prevê orçamento de “continuidade” e lamenta oportunidade perdida

António Cotrim / Lusa

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas

O CDS-PP previu esta terça-feira que o próximo Orçamento do Estado será de “continuidade” no rumo político do atual Governo, que acusou de praticar uma “austeridade dissimulada” e de perder “uma oportunidade única” de investir na economia portuguesa.

No final da reunião com o ministro das Finanças, Mário Centeno, na Assembleia da República, sobre as linhas gerais da proposta do Governo de Orçamento do Estado para 2019, a deputada do CDS-PP Cecília Meireles afirmou que a intenção já anunciada pelos democratas-cristãos de votar contra saiu reforçada.

“Continuamos com um Orçamento do Estado de continuidade face às políticas deste Governo: por um lado, perdeu-se uma oportunidade que era única de investir a sério na economia e na iniciativa privada. Em segundo lugar, faz-se a consolidação orçamental através do que temos chamado de austeridade dissimulada“, criticou Cecília Meireles.

Por essa razão, o CDS-PP voltará a apresentar propostas de alteração – como fez em todos os anteriores Orçamentos deste Governo socialista –, que passarão, por exemplo, pelo retomar da reforma do IRC interrompida nesta legislatura pelos socialistas e pela eliminação da “sobretaxa” do imposto sobre os combustíveis (ISP).

“O Governo vai apresentar um Orçamento de continuidade e, da mesma forma e consistentemente, o CDS apresentará as suas propostas alternativas à política deste Governo”, afirmou.

Em declarações aos jornalistas e acompanhada pelo deputado do CDS-PP João Almeida, a também ‘vice’ da bancada salientou que o partido discordou do rumo do atual Governo “desde o primeiro Orçamento”.

“Numa legislatura em que Portugal podia finalmente respirar sem a troika e com uma conjuntura altamente favorável, com juros baixos e a Europa em franco crescimento, Portugal devia aproveitar a oportunidade para entrar num rumo de crescimento a sério que lhe permitisse também convergir com a Europa a sério”, afirmou.

Para Cecília Meireles, “não foi esse o rumo decidido por este Governo“, nem no início, nem agora que vai entrar no último ano do seu mandato.

A deputada do CDS-PP apontou ainda que, nos últimos orçamentos, o executivo não realizou a despesa que previu inicialmente, o que, considerou, “torna cada vez menos credível a discussão orçamental”.

Questionada sobre as propostas que os democratas-cristãos irão apresentar na discussão na especialidade, Cecília Meireles considerou que ainda “é precoce” fazer essa listagem definitiva, mas assegurou que haverá “uma continuidade” em relação ao que aconteceu em anos anteriores.

Tal como já tinha afirmado hoje a presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, a deputada do CDS-PP apontou a continuidade da reforma do IRC e a eliminação da sobretaxa do ISP como duas propostas que constarão seguramente do elenco das alterações ao OE que os democratas-cristãos irão propor.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Estado de Nova Iorque com mais mortes por Covid-19 do que França ou Espanha

Os Estados Unidos registaram 1.252 mortos e 63.913 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo uma contagem independente da Universidade Johns Hopkins. Os últimos números de casos e óbitos registados devido a Covid-19 …

Turistas voltam a viajar, mas optam pelo low-cost

Mesmo num contexto de pandemia mundial o desejo de ir de férias continua vivo. Os turistas voltaram a procurar voos, contudo as opções recaem em percursos de curta distância e mais económicos. Ao longo dos últimos …

Ventura anuncia recandidatura ao Chega e só sai do parlamento quando “metade daquela esquerda" sair

André Ventura anunciou esta noite a recandidatura à liderança do Chega, numa cerimónia em Leiria em que disse que só vai sair do parlamento “quando metade daquela esquerda sair”. “Estamos a fazer uma revolução democrática e …

Esqueletos revelam que fosso entre ricos e pobres começou a abrir-se há 6.600 anos

A análise a ossos encontrados numa sepultura na Polónia mostram que o fosse entre ricos e pobres na Europa começou a abrir-se muito antes daquilo que se pensava. O desaparecimento da classe média é um problema …

Super-Terras quentes podem ter atmosferas metálicas brilhantes

Os cientistas querem perceber porque é que as super-Terras quentes possuem um brilho tão chamativo - e já há uma hipótese em cima da mesa. Os exoplanetas, chamados de super-Terras quentes, podem ser particularmente brilhantes e …

As larvas de peixe-sol são adoráveis (mas crescem e tornam-se gigantescos "nadadores")

Uma equipa de cientistas australianos e neozelandeses descobriram as fases iniciais da larva gigante de peixe-sol. Pela primeira vez, o sequenciamento de ADN identificou as larvas do peixe-sol (Mola alexandrini). O peixe-sol, conhecido cientificamente como Mola …

Telescópio Webb vai estudar Júpiter, os seus anéis e duas intrigantes luas

Júpiter, que tem o nome do rei dos antigos deuses romanos, comanda a sua própria miniversão do nosso Sistema Solar de satélites circundantes; os seus movimentos convenceram Galileu Galileu de que a Terra não era …

Turista danifica escultura do século XIX enquanto posa para fotografia (e é apanhado pelas câmaras de vigilância)

A polícia italiana identificou um austríaco de 50 anos que danificou uma estátua do século XIX num museu em Itália, enquanto posava para uma fotografia. O incidente ocorreu no passado dia 31 de junho, segundo …

Covid-19: Brasil supera as 100.000 mortes

O Brasil ultrapassou hoje a barreira das 100.000 mortes associadas à covid-19, quase cinco meses depois da confirmação do primeiro óbito no país, indicam dados oficiais divulgados pelas secretarias regionais de Saúde. Segundo os mais recentes …

As vacas leiteiras têm relações complexas (que se alteram quando mudam de grupo)

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Chile e dos Estados Unidos concluiu que as vacas leiteiras vivem em redes sociais complexas que se alteram quando estes animais são movidos para outros grupos.  Para …