OE2019. CDS prevê orçamento de “continuidade” e lamenta oportunidade perdida

António Cotrim / Lusa

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas

O CDS-PP previu esta terça-feira que o próximo Orçamento do Estado será de “continuidade” no rumo político do atual Governo, que acusou de praticar uma “austeridade dissimulada” e de perder “uma oportunidade única” de investir na economia portuguesa.

No final da reunião com o ministro das Finanças, Mário Centeno, na Assembleia da República, sobre as linhas gerais da proposta do Governo de Orçamento do Estado para 2019, a deputada do CDS-PP Cecília Meireles afirmou que a intenção já anunciada pelos democratas-cristãos de votar contra saiu reforçada.

“Continuamos com um Orçamento do Estado de continuidade face às políticas deste Governo: por um lado, perdeu-se uma oportunidade que era única de investir a sério na economia e na iniciativa privada. Em segundo lugar, faz-se a consolidação orçamental através do que temos chamado de austeridade dissimulada“, criticou Cecília Meireles.

Por essa razão, o CDS-PP voltará a apresentar propostas de alteração – como fez em todos os anteriores Orçamentos deste Governo socialista –, que passarão, por exemplo, pelo retomar da reforma do IRC interrompida nesta legislatura pelos socialistas e pela eliminação da “sobretaxa” do imposto sobre os combustíveis (ISP).

“O Governo vai apresentar um Orçamento de continuidade e, da mesma forma e consistentemente, o CDS apresentará as suas propostas alternativas à política deste Governo”, afirmou.

Em declarações aos jornalistas e acompanhada pelo deputado do CDS-PP João Almeida, a também ‘vice’ da bancada salientou que o partido discordou do rumo do atual Governo “desde o primeiro Orçamento”.

“Numa legislatura em que Portugal podia finalmente respirar sem a troika e com uma conjuntura altamente favorável, com juros baixos e a Europa em franco crescimento, Portugal devia aproveitar a oportunidade para entrar num rumo de crescimento a sério que lhe permitisse também convergir com a Europa a sério”, afirmou.

Para Cecília Meireles, “não foi esse o rumo decidido por este Governo“, nem no início, nem agora que vai entrar no último ano do seu mandato.

A deputada do CDS-PP apontou ainda que, nos últimos orçamentos, o executivo não realizou a despesa que previu inicialmente, o que, considerou, “torna cada vez menos credível a discussão orçamental”.

Questionada sobre as propostas que os democratas-cristãos irão apresentar na discussão na especialidade, Cecília Meireles considerou que ainda “é precoce” fazer essa listagem definitiva, mas assegurou que haverá “uma continuidade” em relação ao que aconteceu em anos anteriores.

Tal como já tinha afirmado hoje a presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, a deputada do CDS-PP apontou a continuidade da reforma do IRC e a eliminação da sobretaxa do ISP como duas propostas que constarão seguramente do elenco das alterações ao OE que os democratas-cristãos irão propor.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Bruno Fernandes não esconde que gostava de jogar em Inglaterra (mas não é ele que manda)

Bruno Fernandes continua sem esconder que gostaria de jogar em Inglaterra, mas quem decide o seu valor e quando sai é o Sporting. Antes da partida para os Estados Unidos, onde o clube leonino irá defrontar …

Greve dos Motoristas. Patrões vão exigir 70% de serviços mínimos

A Antram e o Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas vão reunir-se esta quarta-feira para definir os serviços mínimos na greve de 12 de agosto. O Expresso avança esta terça-feira que a Antram - Associação …

Cabul exige esclarecimentos depois de Trump afirmar ter planos que podem "varrer o Afeganistão da face da terra"

Depois que o presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, ter dito que tem planos militares que poderiam acabar com o Afeganistão e matar milhões de pessoas, Cabul reagiu com indignação e exigiu esclarecimentos. Após os …

Aos 16 anos, jovem prodígio rejeita oferta do Barcelona e parte para o PSG

Xavi Simons, jogador dos iniciados do Barcelona, anunciou esta terça-feira nas redes sociais que vai deixar a equipa. De acordo com o Mundo Desportivo, o futuro do jogador é o Paris Saint-Germain. Xavi Simons, jogador dos …

ISCEM não é o único. Há mais 5 politécnicos privados que vão ter de fechar portas

Além da Escola Superior de Comunicação Empresarial, há mais cinco instituições privadas que vão fechar no próximo ano letivo por não terem o aval da Agência de Acreditação do Ensino Superior. Além do encerramento do ISCEM, …

EUA. Depois de 20 anos preso, ADN prova inocência de homem condenado por homicídio e violação

Depois de ter estado 20 anos preso pela violação e assassínio de Angie Dodge, Christopher Tapp foi considerado inocente de todas as acusações. As novas técnicas de análise de ADN e os novos conhecimentos de …

Controlinveste de Joaquim Oliveira falida e com dívida de 750 milhões de euros

A Controlinveste, do empresário Joaquim Oliveira, está falida, somando dívidas de 750 milhões de euros para 153 mil euros em ativos, avança o Jornal Económico.  De acordo com o diário de economia, que cita o relatório …

Governo britânico quer missão de proteção marítima europeia para Estreito de Ormuz

Jeremy Hunt quer garantir uma "passagem segura de tripulações e mercadorias" numa região que considera "crucial". O ministro dos Negócios Estrangeiros britânico quer medida executada já. O governo britânico quer organizar uma missão de proteção marítima …

Maria Luís Albuquerque fora das listas do PSD

A ex-ministra das Finanças Maria Luís Albuquerque está fora da lista de candidatos a deputados do PSD por Setúbal, e o líder parlamentar Fernando Negrão será segundo por este círculo, confirmaram à Lusa fontes da …

Trump chega a acordo com os democratas sobre orçamento para evitar “shutdown"

O Presidente norte-americano anunciou, esta segunda-feira, ter chegado a acordo com a oposição democrata quanto ao orçamento, evitando assim a perspetiva de paralisação (“shutdown”) da administração federal até às próximas Presidenciais. "Estou feliz por anunciar que …