Catalunha. Supremo Tribunal espanhol confirma inabilitação de Quim Torra

Andreu Dalmau / EPA

O Supremo Tribunal espanhol confirmou esta segunda-feira a inabilitação por um ano e meio do presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, por desobediência à junta eleitoral central.

O acórdão, aprovado por unanimidade, obriga Torra a abandonar o cargo, durante um ano e meio, alegando que o presidente regional desobedeceu de forma “contumaz e obstinada” à junta eleitoral central, que garante a vigilância dos atos eleitorais em Espanha.

Quim Torra, que tinha admitido o ato de desobediência no julgamento, declarando que não acatou a ordem da junta eleitoral que o obrigara a retirar as faixas de apoio aos presos do processo político que haviam sido colocadas em prédios públicos, durante o período eleitoral. O Supremo Tribunal considera que Torra mostrou uma “contundente, reiterada, contumaz e obstinada resistência” a acatar as ordens da junta eleitoral central.

Quim Torra poderá, contudo, continuar a exercer o cargo até que o Tribunal Superior da Catalunha – o órgão que o julgou em primeira instância – execute a sentença, adiando assim, por agora, uma nova crise institucional na região.

O presidente da Generalitat pode ainda recorrer da sentença agora conhecida, junto do Tribunal Constitucional, pedindo que este deixe em suspenso a execução da pena.

No acórdão, os juízes argumentam, para sustentar a consideração de desobediência, que “não é a exibição de determinados símbolos ou faixas de determinada opção política, mas a sua utilização em períodos eleitorais, desobedecendo às disposições da mesa eleitoral central, que, no exercício das suas funções, garante transparência e a objetividade dos processos eleitorais, proibida a sua utilização, em violação do princípio da neutralidade”.

O Supremo Tribunal espanhol já tinha inabilitado um ex-presidente da Generalitat, Artur Mas, por organizar a consulta popular independentista de 9 de novembro de 2014. Contudo, nessa altura, Mas já não exercia o poder no governo regional da Catalunha.

Quim Torra foi designado sucessor de Carles Puigdemont na Generalitat depois de este ter fugido da justiça espanhola, refugiando-se na Bélgica.

Horas antes de ser conhecida a decisão do Supremo Tribunal, Puigdemont já tinha dito que o movimento independentista da Catalunha já tinha chegado a um acordo para responder a uma possível inabilitação de Quim Torra, tendo decidido que procurará “conhecer a margem legal” para responder à decisão judicial.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Marcelo na Guiné Bissau

Banho de multidão e "pedras" do PAIGC e de Ana Gomes. Marcelo em visita histórica à Guiné Bissau

Marcelo Rebelo de Sousa está na Guiné-Bissau na primeira visita de um chefe de Estado português ao país em mais de 30 anos. A população recebeu Marcelo em delírio, mas a visita está a causar …

Reservas nos voos da TAP entre Portugal e Reino Unido "mais do que duplicam"

As reservas de passageiros nos voos da TAP entre Portugal e Reino Unido "mais do que duplicaram" desde que Portugal entrou na lista verde de destinos de Inglaterra, adiantou a transportadora em comunicado. "De 7 a …

Diego Costa outra vez na rota do Benfica

O avançado brasileiro, naturalizado espanhol, estará outra vez na rota dos encarnados, segundo avança a imprensa brasileira. Segundo o portal brasileiro Yahoo Esportes, o Atlético Mineiro terá abordado Diego Costa, que está livre para assinar por …

"A perceção da opinião pública é que a decisão da Operação Marquês colocou em causa o prestígio do sistema judicial"

A ex-procuradora-geral da República (PGR) deu uma entrevista, publicada esta segunda-feira, na qual abordou temas como a Operação Marquês e as novas propostas anti-corrupção. Na entrevista ao jornal online Observador, Joana Marques Vidal considerou que a …

United e City preparam guerra de licitações por Nuno Mendes

Manchester United e Manchester City estão interessados na contratação de Nuno Mendes e preparam-se para entrar numa guerra de licitações. Está cada vez mais difícil a tarefa do Sporting de manter Nuno Mendes em Alvalade. O …

Secretário de Estado confirma: final da Taça não vai ter público

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto confirmou, esta segunda-feira, que a final da Taça de Portugal entre Sporting de Braga e Benfica, que será disputada este domingo em Coimbra, não terá público. João …

Número de funcionários públicos cresceu 3%. É o maior aumento em quase uma década

No primeiro trimestre deste ano, em comparação com o período homólogo, há mais 21 mil funcionários públicos. É o maior aumento em nove anos, atingindo um total de 725.775 trabalhadores. O número de funcionários públicos aumentou …

Rúben Dias eleito o melhor do ano da Premier League pelo The Athletic

Rúben Dias foi escolhido pelo The Athletic como o melhor jogador do ano da Premier League. O central português foi campeão ao serviço do Manchester City. A qualidade de Rúben Dias não tem passado despercebida em …

Profissionais de saúde já podem deixar o SNS. Limitação terminou com o estado de emergência

Durante a pandemia, foi criada uma limitação às transferências entre unidades e saídas para o privado, que terminou com o fim do estado de emergência. O fim do estado de emergência implica o término da limitação …

Sporting e FC Porto na luta por seis títulos

Final da Liga Europeia de hóquei em patins foi o exemplo mais recente. Mas já aconteceram outros casos; e outros surgirão ainda nesta temporada. Quando, em julho de 2020, FC Porto e Sporting protagonizaram o jogo …