Em caso de sanções a Portugal, Bloco quer referendo sobre a UE

Esquerda.Net / Flickr

A porta-voz do Bloco de Esquerda, Catarina Martins

A porta-voz do Bloco de Esquerda, Catarina Martins

A coordenadora do Bloco de Esquerda disse hoje que se a Comissão Europeia avançar com sanções contra Portugal por défice excessivo, o partido colocará na agenda um referendo sobre a Europa.

“Se tomar uma iniciativa gravíssima de provocar Portugal, a Comissão declara guerra a Portugal. Pior ainda, se aplicar sanção e usar para pressionar o Orçamento [do Estado] para 2017 com mais impostos, declara guerra a Portugal“.

“E Portugal só pode responder recusando as sanções e anunciando que haverá um referendo nacional”, advertiu Catarina Martins, que falava em Lisboa na sessão de encerramento da X Convenção do partido.

No próximo Conselho Europeu, reunião dos chefes de Estado e de Governo a decorrer esta semana em Bruxelas, o Governo português deve recusar as sanções “inéditas, inaceitáveis e provocatórias” com que a Comissão Europeia “ameaça Portugal”, prosseguiu a bloquista.

Relativamente à votação para a Mesa Nacional, a lista da moção A, encabeçada também por Catarina Martins, teve 470 votos, conseguindo 64 dos 80 mandatos, enquanto que a moção R teve 67 votos, conseguindo nove membros, e a lista B apenas 53 (sete membros).

Assim, a lista afeta à liderança conseguiu cinco mandatos, sendo os restantes dois lugares divididos pelas duas outras moções.

Catarina Martins deixará de funcionar como porta-voz e retomará o papel de coordenadora, agora numa liderança a solo.

A lista da Moção A – “Força da Esperança – O Bloco à Conquista da Maioria” – para a Mesa Nacional é encabeçada pela porta-voz, seguindo-se o líder da bancada parlamentar Pedro Filipe Soares, o dirigente sindical António Chora, a deputada Joana Mortágua e a antiga candidata presidencial e eurodeputada Marisa Matias.

Entre os nomes desta lista, destaque para o fundador do BE Luís Fazenda (o único dos quatro fundadores que se mantém nos órgãos do partido), os deputados Mariana Mortágua, José Manuel Pureza, Jorge Costa, José Soeiro, Moisés Ferreira, Pedro Soares, Luís Monteiro e João Vasconcelos.

No sábado, foi já conhecida a saída do antigo coordenador e deputado João Semedo da Mesa Nacional, que à agência Lusa assegurou que esta decisão não se prende com discordância, mas sim por considerar que “é tempo de ter outra forma de intervenção política e partidária”.

ZAP / Lusa

4 COMENTÁRIOS

  1. Completamento de acordo em relação a este assunto da UE.
    Este tipo de UE só nos tem dado cabo da cabaça e da economia.
    Somos como escravos a trabalhar para eles alemães e franceses e não só.
    Está na hora de algum referenciar um REFERÊNDO sobra esta desgraça que é a UE.

  2. É por causa de partidos extremistas sem a mínima vergonha e bom senso como o BE e afins (tanto à esquerda como à direita) que corre-se o risco de haver um desmembramento da UE.

    Só pessoas sem o mínimo de juízo é que não reconhecem os grandes benefícios que temos em estar na UE, e a desgraça que seria sairmos da UE.

    E o pior disto tudo, é se de facto existe algum risco de Portugal ser alvo de sanções, este é devido às provocações e irresponsabilidade deste governo e dos partidos que o suportam com a sua aproximação ao Siriza e medidas que muito provavelmente irão fazer disparar o défice.

    Se este governo estivesse empenhado em controlar as despesas públicas, tenho a certeza que a hipótese de sanções nunca teria sido colocada.

    • Plenamente de acordo. Os mais novos não conheceram Portugal antes de entrar na CEE, país pejado de bairros da lata, poucos edifícios com saneamento, estradas sem mínimo de qualidade, etc, etc.
      Não se deve morder a mão que nos dá de comer.

RESPONDER

Violência doméstica: 18 mulheres assassinadas este ano

18 mulheres foram assassinadas e 23 foram vítimas de tentativa de homicídio em 2017, ano que apresenta a taxa mais baixa de incidência dos últimos 14 anos registada pelo Observatório das Mulheres Assassinadas (OMA). "É o …

Mais de um mês depois dos incêndios, dois homens continuam desaparecidos

Os incêndios de 15 de outubro fizeram mais de 40 mortos e, mais de um mês depois da tragédia, duas pessoas continuam desaparecidas. A PJ está a cargo das investigações, com o auxílio do Laboratório …

Decisão de mudar Infarmed para o Porto é ilegal

A decisão do Governo de mudar a sede do Infarmed de Lisboa é ilegal porque os trabalhadores não foram consultados sobre este processo. Um dado avançado pelo jornal i quando é certo que mais de …

Caso de legionella identificado em Coimbra

Um homem está internado no Hospital Geral (Covões) do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra com o vírus da legionella, disse à agência Lusa fonte da Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC). Segundo a mesma …

O fim do corte no subsídio de desemprego é meu!

Esta quarta-feira, foi aprovado o fim do corte de 10% no subsídio de desemprego, mas o que animou o debate foi a discussão entre PCP e Bloco de Esquerda sobre a proposta que deveria ser …

Governo admite que o preço da água pode subir

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, admitiu esta quinta-feira que o preço da água pode vir a subir, mas garante que as tarifas se vão manter no próximo ano, porque "já estão aprovadas". À …

Puigdemont renuncia à pensão de ex-presidente catalão e não aceita destituição

Carles Puigdemont renunciou à pensão a que tem direito como ex-presidente do governo catalão, não aceitando a sua destituição e considerando que ainda dirige o executivo "legitimo" daquela região espanhola. "O Estado continua a ser uma …

Árbitros “adiam” pedido de dispensa por 20 dias

Os árbitros de futebol, assistentes e estagiários decidiram, esta quarta-feira, entregar os pedidos de dispensa, mas dentro do prazo regulamentar de 20 dias, viabilizando assim a realização da próxima jornada. Em comunicado enviado à agência Lusa …

José Sócrates acusa o Ministério Público de manipulação

De novo no Youtube, o ex-primeiro ministro tem usado a plataforma para falar sobre as acusações de que é alvo. No mais recente vídeo, José Sócrates "desvenda" os truques da acusação. O mais recente vídeo de …

Ninguém consegue explicar os 64 misteriosos estrondos que se ouviram no céu este ano

No dia 14 de novembro, um forte estrondo foi ouvido em toda a região norte do estado do Alabama, nos Estados Unidos. Mas, só este ano, já se registaram 64 episódios semelhantes nos EUA, Reino …